segunda-feira, 10 de dezembro de 2012

Feira: projeto BRT é aceito e será implantando a partir de janeiro

13/09/2012 - Bom Dia Feira

O projeto de transporte coletivo BRT (Bus Rapid Transit), também denominado Via Exclusiva para Ônibus, já foi acatado pelo Ministério das Cidades e será implantado a partir de janeiro de 2013 em Feira de Santana.

A proposta do Governo Municipal é disponibilizar um sistema de transporte moderno, com ônibus rápido e articulado.

Segundo o secretário municipal de Planejamento, José Marcone de Souza, o projeto consiste na implantação de duas linhas exclusivas de transporte coletivo nas avenidas Getúlio Vargas e João Durval Carneiro, cortando a avenida Eduardo Fróes da Mota (Anel de Contorno).

"O BRT é um sistema de ônibus de alta capacidade que provê um serviço rápido, confortável, eficiente e de qualidade. O novo sistema controla eletronicamente o tempo de cada estação, com o uso de ônibus modernos e articulados", explica o secretário de Planejamento.

Ele acrescenta que inicialmente foi encaminhado o projeto da proposta para o Ministério das Cidades e, depois disso, o projeto construtivo. Como o material foi encaminhado dentro do prazo, foi possível que o Governo Federal o acatasse. A iniciativa representa um investimento total de R$ 94 milhões.

Várias cidades do Brasil e do mundo como Curitiba, Goiânia, Bogotá, Porto Alegre, São Paulo e Rio de Janeiro adotaram o BRT como um meio de transporte público mais barato de construir do que um sistema de metropolitano (metrô), com capacidade de transporte de passageiros similar à de um sistema de veículo leve sobre trilhos (VLT). O primeiro BRT foi implantado em 1979, na cidade de Curitiba.

Fonte: SECOM.

domingo, 2 de dezembro de 2012

Controle de ônibus por GPS e bilhetagem eletrônica chegam a mais 400 coletivos de seis cidades

02/12/2012 - André Sales

O novo Sistema de Gestão Inteligente de Transporte, que monitora o funcionamento dos ônibus à distância e melhora o fluxo da frota, será implantado nas cidades de Belo Horizonte e Poços de Caldas (MG), Olinda e Petrolina (PE) e Jaboticabal (SP). Por meio do GPS, é possível acompanhar, em tempo real, a localização de cada ônibus, casos em que este deixa sua rota, cumprimento dos horários, paradas efetuadas e quilometragem ociosa.


O Sistema de Gestão Inteligente de Transporte evita ainda a formação de comboios (filas de ônibus da mesma linha em decorrência de problemas no trânsito). Pelo monitor da Central de Operações, é possível visualizar a posição de todos os carros da linha, o tempo de chegada na próxima parada e o intervalo atualizado entre os ônibus.

Desenvolvido pela empresa Transdata Smart, o sistema permite ainda monitorar à distância (por telemetria e tecnologia 3G) todas as solicitações de paradas, consumo de combustível, chave de ignição ligada, acionamento de botão de pânico, uso do câmbio em ponto morto e a faixa RPM, que indica se a rotação do motor está dentro ou fora do ideal. Com todos esses controles, é possível melhorar o fluxo da frota, acompanhar os indicadores de segurança e reduzir gastos com consumo de combustível e manutenção da frota.

Em Belo Horizonte, o sistema será implantado em 162 ônibus da Viação Pássaro Verde; em Poços de Caldas, serão 128 carros da Auto Omnibus Circulare; em Olinda, 27 veículos da Rodotour Turismo; e em Petrolina, 45 carros da Viva Petrolina Transportes.


Em Santa Izabel do Pará, a Transdata irá implantar, em 16 ônibus da Viação Santa Isabel, o sistema TDMAX de bilhetagem eletrônica, que aumenta a agilidade nos embarques e proporciona segurança por reduzir a circulação de dinheiro nos veículos. Essa tecnologia também já foi implantada pela Transdata nas cidades de Olinda, Petrolina, Poços de Caldas e Jaboticabal, que recebem agora os novos sistemas de gestão de frota.

Neste ano, a Transdata já fechou contratos para implantar suas soluções de automação nos ônibus de 28 cidades de diversos estados. A Transdata Smart é pioneira no Brasil em sistema de bilhetagem eletrônica e outras soluções de automação em transporte de passageiros. Sediada em Campinas (SP), atua há 19 anos em mais de 100 cidades no Brasil, Argentina e Colômbia.

Fonte: André Sales




Enviado via iPhone

quinta-feira, 29 de novembro de 2012

Ônibus do futuro vira lenda no Recife

22/11/2012 - JC Online

Prevista em lei desde 1993 e prometida pelo governo de Pernambuco há mais de dez anos, mais uma vez a licitação das linhas de ônibus em operação na Região Metropolitana do Recife fica na promessa. O processo foi anunciado pelo próprio governador Eduardo Campos, em coletiva no mês de março, com a garantia de que, dessa vez, seria diferente das outras, mas até agora a licitação permanece no papel. E o governo, mais uma vez, silencia. Desconversa. Limita-se a enviar respostas por notas que pouco explicam. O Grande Recife Consórcio de Transporte, gestor do sistema de transporte e do processo licitatório, não dá mais entrevistas. Nem mesmo o Palácio das Princesas se pronuncia sobre o tema.

A licitação das linhas de ônibus está prevista na Lei 8.666, de 1993, na qual é determinado que qualquer serviço público só pode ser prestado mediante concorrência pública. Desde a primeira gestão do governador Jarbas Vasconcelos (1999/2002) o processo é estudado e prometido. A nota que a assessoria de imprensa do Grande Recife Consórcio enviou ao jornal diz apenas que o documento norteador da licitação das linhas de ônibus foi encaminhado aos órgãos fiscalizadores – Procuradoria-Geral do Estado (PGE) e Agência de Regulação de Pernambuco (Arpe) – e, agora, o órgão vai esclarecer as dúvidas para que o governo possa lançar a licitação.


Nos bastidores, sabe-se que o processo está travado por questões técnicas. O governador Eduardo Campos exige um serviço de qualidade, que representará um avanço diante do que é oferecido hoje, com uma frota totalmente equipada com ar-condicionado, por exemplo, mas não quer subsidiar o sistema nem aceita que o valor das passagens suba demais. Ou seja, a conta não estaria fechando e os técnicos quebrando a cabeça para equilibrá-la. "Oferecer a qualidade que está sendo exigida na licitação é possível, mas exige um custo que precisa ser coberto. Com a licitação, os contratos com os operadores passam a ser firmes e exigem equilíbrio financeiro. Quando o documento chegou à Arpe e à PGE, começaram os questionamentos para saber como esse equilíbrio seria mantido após a licitação", explica uma fonte do governo.

Não estaria havendo pressão do setor empresarial, como muitas pessoas pensam, segundo a mesma fonte. A primeira desculpa do governo do Estado, em junho, para justificar a demora na realização da concorrência pública era que o atraso se devia ao fato de os cálculos de alguns itinerários estarem sendo refeitos. Agora, credita a demora aos questionamentos da Arpe e da PGE. Infográfico - Ônibus do futir lenda




Pelos prazos oficiais anunciados em março, o sistema de transporte do Grande Recife sofreria um salto de qualidade nos próximos anos. Até junho de 2014 toda a frota do SEI – atualmente com 900 veículos – estaria equipada com ar-condicionado e o restante dos coletivos (2.100) ficaria nas mesmas condições em sete anos. A concorrência seria nacional e internacional. A rede de transporte seria dividida em sete lotes, agrupados por corredores de ônibus. Os contratos de concessão seriam de 15 anos, renováveis por mais cinco. Os vencedores iriam operar um sistema que movimenta R$ 60 milhões por mês.

Na prática, a licitação deveria ter começado em 7 de maio último, data prevista para o lançamento do edital. Depois de 90 dias, os vencedores de cada um dos sete lotes que iriam compor a RMR seriam conhecidos. Sendo assim, em 2013 a RMR teria um sistema licitado. Mas até agora a única etapa cumprida foi a realização, em abril, da audiência pública para apresentar o modelo. De lá para cá, nada mais aconteceu.

Fonte: JC Online



Enviado via iPhone

quarta-feira, 28 de novembro de 2012

Na Grande Recife, Terminal Integrado de Cajueiro Seco entrará em operação neste fim de semana

27/11/2012 - Blog Meu Transporte

Um dos mais esperados terminais de integração da Região Metropolitana do Recife vai entrar em operação provavelmente no próximo dia 01 de dezembro. Segundo informes, falta apenas acertar uma data para inauguração com a presença do governador Eduardo campos.

O certo é que muitas mudanças ocorrerão com este novo terminal, onde linhas serão criadas e algumas extintas, também linhas de ônibus deixarão de ir ao centro do Recife, que é uma das metas do governo com a inauguração destes terminais.

O terminal de Cajueiro Seco começará a operar com 13 linhas, sendo oito alimentadoras (que levam os passageiros das comunidades da região ao terminal), duas interterminais, duas circulares mais a linha TI Cajueiro Seco/Afogados. O espaço total de área construída é de 2,4 mil metros quadrados. O investimento para a construção do equipamento foi de R$ 4,1 milhões, oriundos do tesouro estadual.

Projetado
Localizado em Jaboatão dos Guararapes, o terminal integrado de ônibus de Cajueiro Seco deve ser um dos mais importantes no que diz respeito a integração entre modais, para se ter uma ideia, os usuários poderão usar o ônibus, Metrô, Trem a Diesel e o VLT (Veículo Leve Sobre Trilhos) que será implantado em breve com apenas uma passagem.

VLT Pernambucano
Outra novidade é que este terminal possui um bicicletário para facilitar ainda mais quem anda de Bike, pois elas poderão ser colocadas no próprio terminal e o ciclista pode então complementar seu trajeto de ônibus ou metrô.

Com mais este terminal, a Linha Sul do Metrô passará até um número de usuários bem maior e consequentemente saber se de fato ela suprirá a demanda desses novos usuários, visto que os 15 novos trens do Metrorec só vão entrar em operação por completo no inicio de 2014, porém a partir de março o primeiro já entra em operação e assim serão adicionados os outros quando forem chegando.

Mudanças
Algumas mudanças foram feitas depois de muita conversa com as comunidades, especialmente a de Muribeca e Marcos Freire, que lutaram e conseguiram se integrar no TI de Cajueiro Seco, além de ter a tarifa de ônibus reduzida com fora já falado aqui no blog para a tarifa A, ou seja, o que hoje custa R$ 3,25 na tarifa B, cairá para R$ 2,15 na tarifa A.

Linhas que irão operar no Terminal
Novas Linhas
037- Comporta / TI Cajueiro Seco
034- Curcurana / TI Cajueiro Seco
022- TI Cajueiro Seco / Circular
140- TI Cajueiro Seco / Circular – Shopping Recife
171- Loteamento Integração / TI Cajueiro Seco
166- TI Cajueiro Seco/Afogados
OBS: Esta linha será Radial e irá operar com 15 ônibus articulados, passando pelo IMIP e fazendo seu percurso pela Rua da Aurora, Ponte Duarte Coelho, Av. Guararapes, Av. Dantas Barreto, Cais de Santa Rita, Cinco Pontas, Av. Sul .....................

Terminal terá linha radial até a entrega completa dos trens na linha sul

Linhas que irão integrar no TI e deixarão de ir ao centro
162- Muribeca / TI Cajueiro Seco
165- Muribeca dos Guararapes / TI Cajueiro Seco
164- Conj. Marcos Freire / TI Cajueiro Seco
181- Cabo(Cohab) / / TI Cajueiro Seco
183- Ponte dos Carvalhos / TI Cajueiro Seco

Linhas Interterminais
139- TI Cabo / TI Cajueiro Seco
216- TI Barro / TI Cajueiro Seco (BR-101)

Linhas que serão extintas com a inauguração do terminal são:
163- Cajueiro Seco, 150- Ponte dos Carvalhos, 140- Cohab(Aeroporto), Conj. Marcos Freire/Boa Viagem e 194- Cabo / Porto de Galinhas

Outras mudanças
A linha 161- Brigadeiro Ivo Borges deixará de ir ao centro e passará a ser integrado no TI Aeroporto, passando a se chamar 161- Brigadeiro Ivo Borges / TI aeroporto.
A Linha 196- Recife / Porto de Galinhas que hoje é cobrada com a tarifa de R$ 5,70, mudará e passará a se chamar 196- Nossa Senhora do Ó / TI Cabo e coma tarifa R$ 3,25.

Blog Meu Transporte


Enviado via iPhone

sexta-feira, 16 de novembro de 2012

Fortaleza: 90 dias depois, sobram críticas ao BRS-FOR

16/11/2012 - O Povo

Um novo sistema de fluxo foi implantado na avenida Bezerra de Menezes em 13 de agosto. O chamado de BRS (Bus Rapid Service ou Serviço Rápido de Ônibus) dividiu o trânsito em dois, com uma faixa azul. Nas duas faixas da direita, o espaço é destinado aos ônibus, vans e táxis com passageiros. Nas outras duas, o fluxo é liberado para os demais veículos. A reportagem foi até a Bezerra conversar com quem utiliza a via para saber os pontos positivos e negativos do sistema. Após três meses de funcionamento, o BRS é criticado por boa parte da população.


"Há 30 anos, eu ando aqui e posso dizer que só piorou. No horário de pico, as faixas de carro ficam muito engarrafadas", reclama o industriário Reginaldo Andrade, 55. Segundo ele, o trânsito também está mais confuso. Reginaldo conta que os carros têm dificuldade de dobrar à direita, porque os ônibus não deixam e o trecho de linha seccionada (onde os carros podem entrar para estacionar e fazer conversões) é muito curto. "Só o que a gente vê é batida. O nosso motorista não é educado. Essa faixa cria uma situação de imprudência", critica.

A reclamação dos comerciantes é constante. Como os veículos não podem percorrer pelo lado direito, eles dizem que as lojas sem estacionamento ficam menos visíveis e menos visitadas. "Nossas vendas caíram de 30% a 40%. Eu até dispensei um funcionário porque não estava dando mais", diz Carlos Roberto Rocha, 33. Há ainda os que reclamam das paradas seletivas. A auxiliar de enfermagem Luzia Xavier, 52, conta que é preciso andar muito para chegar ao ponto desejado. "E, quando pego o ônibus, não sei em qual parada eu posso descer".

Apesar das críticas, a fluidez dos ônibus é ressaltada pela população. A dona de casa Noêmia Maria de Oliveira, 48, diz que só não é melhor porque os carros não respeitam. Todos os dias, ela deixa a filha na Sociedade de Assistência aos Cegos. "Em horário de pico, eu consigo chegar mais rápido que antes". Segundo o presidente da AMC e da Etufor, Ademar Gondim, a velocidade dos ônibus aumentou de uma média de 12 km/h para 24 km/h.

Ele avalia como positiva a a implantação do BRS na Bezerra. De acordo com Gondim, as paradas com a mesma numeração (as linhas de ônibus estão divididas em 1, 2 e 3) têm, no máximo, 500 metros de distância. "Não poderíamos colocar todas as paradas num local só. Ia ficar uma fila enorme. E os ônibus iam perder a velocidade". Ele considera ainda a reclamação dos comerciantes, mas conta que não é possível permitir as paradas e os estacionamentos por perda do "conceito de fluidez".


Enviado via iPhone

sábado, 10 de novembro de 2012

AETC elogia iniciativa da Prefeitura de João Pessoa para reestruturar o sistema de transporte coletivo

10/11/2012 - News Comunicação

A Prefeitura Municipal de João Pessoa, acaba de assinar um convênio com BID para a implementação de um Plano de Reestruturação do Transporte Coletivo de João Pessoa. O estudo, orçado em R$ 766.345.93, terá início na próxima segunda-feira (12) e tem a previsão de conclusão para daqui a oito meses. Os trabalhos que serão realizados envolverão o levantamento da demanda por transporte público existente em João Pessoa e a elaboração de propostas para atender novas necessidades da população.


A elaboração de um novo diagnóstico para delinear as prioridades do transporte público, para o diretor institucional da AETC-JP, Mário Tourinho, vem em um momento estratégico, quando as autoridades também precisam pensar na dinâmica da cidade que se quer para um futuro próximo. "Vivemos em uma cidade que cresceu, não só em número de habitantes, mas também em número de residências, de veículos particulares, enfim, desenvolveu-se, e a consequência disso, quando a cidade não está preparada, são os atrasos, os engarrafamentos", disse o dirigente, elogiando a iniciativa da Prefeitura Municipal.


"O transporte coletivo também sofre com a falta de infraestrutura de uma cidade que cresceu. Mas, a Prefeitura, assim como os empresários do segmento, que recebem reclamações por atrasos nos horários das linhas mesmo não tendo culpa do problema, está preocupada com a situação do trânsito e está trabalhando para mudar. Isso é louvável e merece o nosso elogio", finalizou Mário.


Enviado via iPhone

sábado, 20 de outubro de 2012

Governo de Pernambuco tenta viabilizar verba para a construção do corredor de ônibus da BR-101 (4ªPerimetral)

19/10/2012 - Governo de Pernambuco

O governador do Estado de Pernambuco, Eduardo Campos, reuniu-se na última quarta-feira, em Brasília, com o diretor-geral do Dnit, general Jorge Fraxe, para discutir a liberação de recursos para as obras de requalificação da rodovia BR-101, particularmente do trecho entre os municípios de Igarassu e do Cabo de Santo Agostinho.

"Esta obra é muito importante para o Estado por ser parte do conjunto de corredores exclusivos para transporte coletivo que estamos implantando no que é, de fato, nossa quarta via perimetral", afirmou Eduardo Campos na audiência, na qual esteve acompanhado pela diretora-geral do Departamento de Estradas de Rodagens de Pernambuco (DER-PE), Eryka Luna.

Segundo o governador, o Estado já dispõe dos projetos para a requalificação da rodovia e a obra tem trechos incluídos no conjunto das obras do PAC da Mobilidade, do Governo Federal. "Os recursos do Dnit são fundamentais para a consolidação do corredor de ônibus, que melhora a qualidade de vida das pessoas, garantindo conforto, celeridade e segurança ao transporte público", ressaltou.

Informações: Governo de Pernambuco


Enviado via iPhone

No Recife, edital de licitação da Via Metropolitana Norte é anunciado

04/10/2012 - NE10

Uma nova estrada ligando a PE-15 à PE-01, entre Olinda e Paulista, no Grande Recife, será construída

A obra tem orçamento previsto de R$ 126 milhões, usando recursos do PAC Mobilidade. O lançamento do edital será feito pelo governador Eduardo Campos, na sede provisória do governo, no Centro de Convenções, em Olinda.

De acordo com o projeto do governo, a Via Metropolitana Norte terá 6,1 quilômetros, percorrendo o limite entre os bairros de Rio Doce, em Olinda, e Janga, Paulista.

A promessa é que a via terá ciclovia, faixa exclusiva para ônibus e serão contruídos de um viaduto sobre o Terminal Integrado da PE-15 e quatro pontes.


Enviado via iPhone

sábado, 29 de setembro de 2012

Integração nos ônibus de Natal voltará a ser gratuita

19/09/2012 - G1

O serviço gratuito de integração nos ônibus que circulam na capital potiguar voltará a ser oferecido a partir desta quinta-feira (20). A volta do Passe Livre, suspenso desde o início da semana, ficou decidido após um acordo firmado entre o Sindicato das Empresas de Transporte Urbano de Passageiros de Natal (Seturn) e a Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana (Semob).

Para chegarem ao acordo, o Seturn protocolou um ofício na sede da Semob onde denunciou fraudes no uso do Passe Livre de Natal, o que estaria dificultando a manutenção do benefício. Em contrapartida, a Semob garantiu que irá investigar a denúncia, além de fiscalizar os pontos de ônibus com o auxílio do Sindicato dos Profissionais de Transporte do Rio Grande do Norte (Sintro) e da Polícia Militar.

"Hoje, tivemos a reunião limite com todos os empresários. Acordamos a volta a partir de amanhã (20) e prometemos investigar as possíveis fraudes que estejam atingindo o setor", indicou Márcio Sá, secretário de Mobilidade Urbana de Natal.

A assessoria de comunicação do Seturn confirmou a volta da integração da capital, explicando que as primeiras viagens desta quinta já oferecerão o benefício aos passageiros.

Procuradoria do Município diz que, "a princípio, ação na Justiça será mantida"
Antes do acordo entre os representantes das empresas de transporte e a Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana, a Procuradoria Geral do Município havia protocolado, na manhã desta quarta, uma ação judicial contra o Seturn. A ação visava, justamente, a volta imediata da gratuidade no serviço de integração no transporte público da capital, suspenso desde o início da semana.

O procurador Francisco Wilkie Rebouças Chagas Júnior esclareceu que a ação também pedia, em caso de não cumprimento, multa diária no valor de R$ 1 milhão e mais indenização de danos coletivos à sociedade.

Com o anúncio da volta da gratuidade no Passe Livre, o procurador explicou que a ação será mantida. "Tendo em vista que a suspensão sem a concordância do Município foi feita, causou danos à população. A volta imediata da integração foi cumprida espontaneamente, mas a parte remanescente do pedido deve ser mantida. A palavra final será da prefeita", afirmou.

Quanto ao Ministério Público, que também ingressou na Justiça exigindo o fim da suspensão, não foi possível contato com a promotoria responsável pelo processo. A assessoria informou que o promotor José Augusto Peres, titular da Promotoria de Defesa do Consumidor estava em audiência. Na ação do MP, o pedido de multa em caso de não atendimento é de R$ 100 mil, além de também incluir indenização de danos coletivos à população.

Entenda a suspensão
O Sindicato das Empresas de Transporte Urbano de Passageiros de Natal (Seturn) decidiu suspender o serviço gratuito de integração nos ônibus que circulam na capital em resposta à revogação do aumento das passagens, aprovado pelos vereadores, e que resultou na redução da tarifa de R$ 2,40 para R$ 2,20. Segundo o próprio sindicato, esta foi a única alternativa encontrada para manter o equilíbrio econômico das empresas do setor.

Antes da suspensão, estudantes realizaram vários manifestos pelas ruas e avenidas da cidade em protesto contra o valor da passagem. Nesta terça, embora o aumento tenha sido revogado pelos vereadores, a classe estudantil voltou a interromper o trânsito e causar transtorno aos motoristas. Desta vez, em razão do Seturn ter decidido suspender a gratuidade da integração. Nesta terça, durante o ato, dois ônibus da empresa Guanabara foram incendiados e nove pessoas detidas. Uma delas, um professor de história, continua preso. Ele é acusado de incêndio criminosos e dano ao patrimônio público.

Segundo a Polícia Militar, novos protestos já estavam agendados, e mais uma vez a BR 101 seria usada como palco para os manifestantes cobrarem o fim da suspensão.

Informações: G1 Rio Grande no Norte


Enviado via iPhone

Integração nos ônibus de Natal voltará a ser gratuita

Integração nos ônibus de Natal voltará a ser gratuitp19/09/2012 - G1

O serviço gratuito de integração nos ônibus que circulam na capital potiguar voltará a ser oferecido a partir desta quinta-feira (20). A volta do Passe Livre, suspenso desde o início da semana, ficou decidido após um acordo firmado entre o Sindicato das Empresas de Transporte Urbano de Passageiros de Natal (Seturn) e a Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana (Semob).

Para chegarem ao acordo, o Seturn protocolou um ofício na sede da Semob onde denunciou fraudes no uso do Passe Livre de Natal, o que estaria dificultando a manutenção do benefício. Em contrapartida, a Semob garantiu que irá investigar a denúncia, além de fiscalizar os pontos de ônibus com o auxílio do Sindicato dos Profissionais de Transporte do Rio Grande do Norte (Sintro) e da Polícia Militar.

"Hoje, tivemos a reunião limite com todos os empresários. Acordamos a volta a partir de amanhã (20) e prometemos investigar as possíveis fraudes que estejam atingindo o setor", indicou Márcio Sá, secretário de Mobilidade Urbana de Natal.

A assessoria de comunicação do Seturn confirmou a volta da integração da capital, explicando que as primeiras viagens desta quinta já oferecerão o benefício aos passageiros.

Procuradoria do Município diz que, "a princípio, ação na Justiça será mantida"
Antes do acordo entre os representantes das empresas de transporte e a Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana, a Procuradoria Geral do Município havia protocolado, na manhã desta quarta, uma ação judicial contra o Seturn. A ação visava, justamente, a volta imediata da gratuidade no serviço de integração no transporte público da capital, suspenso desde o início da semana.

O procurador Francisco Wilkie Rebouças Chagas Júnior esclareceu que a ação também pedia, em caso de não cumprimento, multa diária no valor de R$ 1 milhão e mais indenização de danos coletivos à sociedade.

Com o anúncio da volta da gratuidade no Passe Livre, o procurador explicou que a ação será mantida. "Tendo em vista que a suspensão sem a concordância do Município foi feita, causou danos à população. A volta imediata da integração foi cumprida espontaneamente, mas a parte remanescente do pedido deve ser mantida. A palavra final será da prefeita", afirmou.

Quanto ao Ministério Público, que também ingressou na Justiça exigindo o fim da suspensão, não foi possível contato com a promotoria responsável pelo processo. A assessoria informou que o promotor José Augusto Peres, titular da Promotoria de Defesa do Consumidor estava em audiência. Na ação do MP, o pedido de multa em caso de não atendimento é de R$ 100 mil, além de também incluir indenização de danos coletivos à população.

Entenda a suspensão
O Sindicato das Empresas de Transporte Urbano de Passageiros de Natal (Seturn) decidiu suspender o serviço gratuito de integração nos ônibus que circulam na capital em resposta à revogação do aumento das passagens, aprovado pelos vereadores, e que resultou na redução da tarifa de R$ 2,40 para R$ 2,20. Segundo o próprio sindicato, esta foi a única alternativa encontrada para manter o equilíbrio econômico das empresas do setor.

Antes da suspensão, estudantes realizaram vários manifestos pelas ruas e avenidas da cidade em protesto contra o valor da passagem. Nesta terça, embora o aumento tenha sido revogado pelos vereadores, a classe estudantil voltou a interromper o trânsito e causar transtorno aos motoristas. Desta vez, em razão do Seturn ter decidido suspender a gratuidade da integração. Nesta terça, durante o ato, dois ônibus da empresa Guanabara foram incendiados e nove pessoas detidas. Uma delas, um professor de história, continua preso. Ele é acusado de incêndio criminosos e dano ao patrimônio público.

Segundo a Polícia Militar, novos protestos já estavam agendados, e mais uma vez a BR 101 seria usada como palco para os manifestantes cobrarem o fim da suspensão.

Informações: G1 Rio Grande no Norte


Enviado via iPhone

Mudança de hábito nos ônibus de Natal

29/09/2012 - Diário de Natal

Ruas cobertas de lixo, bueiros entupidos e riscos de acidentes para pedestres, motoristas, ciclistas e motociclistas são algumas das muitas consequências de jogar lixo na rua. Buscando uma conscientização para tentar prevenir esse péssimo hábito entre os passageiros de ônibus, o motorista Wanduí da Costa, 34 anos, todo dia discursa sobre a importância de não atirar lixo pelas janelas do veículo. Usando como exemplo o lixo espalhado pelas ruas ao longo do percurso da linha 64 (Nova Natal/ Ribeira) o motorista de ônibus também repete o discurso para as pessoas que estão entrando no veículo. "A gente sempre procura falar para pessoas que entram no ônibus comendo alguma coisa ou segurando alguma embalagem, que evitem jogar o lixo pela janela. Se o veículo dispor de lixeira, que joguem nela ou até mesmo dentro do ônibus, embaixo dos assentos", conta o motorista.

Wandui da Costa trabalha há 6 anos nos transportes públicos da cidade. Com três empresas no currículo, incluindo o emprego atual na Guanabara, o motorista conta que muitas vezes as pessoas não gostam das suas intervenções. "Uma vez alertei uma estudante que entrou com um pacote de pipoca e mesmo sendo alertada, jogou a embalagem pela janela. Quando repeti o alerta ela ameaçou me processar. Daí, um rapaz que ouviu a conversa interveio perguntando o porquê do processo. Ela desceu do ônibus chorando e nunca prestou nenhuma queixa", conta ele.

Por outro lado, o motorista afirma receber muitos elogios aos seus avisos. "Quando eu faço os discursos muita gente bate até palmas. É como na fábula do beija-flor que tenta apagar o fogo de uma floresta em chamas. Se cada um fizer a sua parte nós conseguiremos salvar a natureza", concluí Wanduí. A passageira Berenice Sousa, 26 anos, considera muito importante essa iniciativa de falar aos passageiros. "Na minha opinião, nós brasileiros às vezes precisamos de um puxão de orelha. E é bem isso que o motorista está fazendo, admiro a coragem que nem todos possuem para fazer esse tipo de apelo. Ontem, peguei o mesmo ônibus e todomundo bateu palmas quando ele terminou de falar", afirma.

Para Jaqueline Alves, 37 anos, a iniciativa é útil, uma vez que contribui para a diminuição do lixo espalhado pelas ruas de Natal. Porém explica que, às vezes, as pessoas acabam jogando lixo na rua por não ter um local apropriado para despejá-lo dentro dos ônibus. "Os ônibus deveriam ter mais lixeiras, não dá para ficar jogando o lixo no chão, pois ele pode até mesmo acabar saindo do ônibus por causa do movimento que faz ao andar", explica ela.

Wanduí da Costa acrescentou ainda que quem joga lixo pela janela de veículos também está infringindo o Código de Trânsito. A infração está nos artigos 171 e 172 da legislação, e é considerada média podendo ocasionar multa de R$ 85 e 4 pontos na carteira. "Tivemos até um caso recente de um ônibus da empresa Cabral que foi multado por um passageiro ter jogado lixo para fora da janela", afirma Costa.

Incentivo da empresa

Wandui da Costa conta não está sozinho na empreitada em prol do meio ambiente. Todos os motoristas recebem capacitação ambiental durante o treinamento de condução econômica, realizado por técnicos da empresa no período de contratação, e a cada ano. A gerente de recursos humanos da Transportes Guanabara, Kênia Costa conta que os cerca de 500 motoristas da empresa participam regularmente das capacitações, denominadas de reciclagens.

Durante o treinamento os motoristas são dispensados do trabalho e vão para a sala de aula, onde recebem uma cartilha de como dirigir ecologicamente. Nela os motoristas podem aprender além de como evitar a poluição das ruas atuando junto aos passageiros. Também medidas para contribuir com a redução das emissões de poluentes. Tais como, a utilização correta dos freios, manutenção do veículo e manobras econômicas utilizadas durante o deslocamento pela cidade.


Enviado via iPhone

terça-feira, 18 de setembro de 2012

Novas faixas exclusivas para ônibus começam a funcionar em Fortaleza

16/09/2012 - G1

Transtorno para alguns motoristas e satisfação para outros nas vias de Fortaleza que passaram a ter corredor exclusivo para ônibus nesta segunda-feira (17). As faixas para vans, táxis e ônibus funcionam agora também nas Ruas Padre Ibiapina, Pedro Pereira, Padre Mororó e Castro e Silva, além das Avenidas do Imperador, Duque de Caxias e Tristão Gonçalves.

Segundo o chefe do núcleo de trânsito da Autarquia Municipal de Trânsito, Arcelino Silva, os motoristas de ônibus que desrespeitarem a faixa estarão cometendo infração média. Já os motoristas de carros de passeio que invadirem o espaço eram de arcar com uma infração leve. As multas devem começar a ser cobradas nos próximos dias, após o período de adaptação.

"Saiu que os táxis e ônibus eram para andar nessas faixas, eu vinha com os passageiros agora e o guarda da AMC não deixou eu passar", disse um taxista confuso com as regras do corredor exclusivo.

Já os motoristas de vans aprovaram a ideia. "Até agora está fluindo bem, vamos ver na hora de pico. Aí a gente pode dar uma posição melhor", disse Samuel Aires que trabalha em um transporte coletivo.

Duas faixas da Avenida Bezerra de Menezes, em Fortaleza, passaram a ser prioritárias para o fluxo de ônibus, vans e táxis com passageiros desde agosto.

Informações: G1 Ceará

segunda-feira, 17 de setembro de 2012

Integração gratuita nos ônibus de Natal será suspensa

17/09/2012 - G1 RN

O Sindicato das Empresas de Transporte Urbano de Passageiros do Município do Natal (Seturn) decidiu, unilateralmente, suspender o sistema de integração gratuita no transporte público de Natal a partir desta segunda-feira (17). Atualmente, todos os portadores de cartão de vale transporte e/ou passe estudantil têm o direito de fazer a integração gratuita entre dois ou mais ônibus num determinado intervalor de tempo. A assessoria de imprensa da instituição informou que a medida foi tomada em decorrência da suspensão do aumento do valor da tarifa pela Câmara Municipal, obrigando as empresas a cobrarem R$ 2,20 por uma passagem integral. 

Além da suspensão da integração gratuita, o Seturn cogita, ainda, reduzir em até 10% o número de ônibus circulando em determinadas linhas. As alternativas foram apresentadas aos titulares da Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana (Semob) no início desta semana. Os secretários da Semob - Márcio Sá, Jeferson Pedrosa e Haroldo Maia - foram procurados pela reportagem para comentar a decisão do Seturn e uma possível punição em decorrência da medida unilateral, sem o aval do Município. Entretanto, nenhum dos representantes da Prefeitura de Natal atendeu ou retornou as tentativas de contato telefônico. saiba mais Empresas de ônibus apresentam três propostas à Prefeitura de Natal Representantes do transporte de Natal decidem se frota será reduzida Tarifa de ônibus sobe para R$ 2,40 em Natal a partir desta terça-feira Valor da tarifa de transporte coletivo em Natal voltará a custar R$ 2,20 

O diretor de comunicação do Seturn, Augusto Maranhão, também foi procurado para esclarecer os motivos pelos quais o Sindicato decidiu suspender o serviço de integração gratuita regularizado via decreto municipal. Ele, porém, não atendeu ou retornou as ligações telefônicas. A assessoria de imprensa do Seturn explicou que a decisão foi reflexo do temor dos empresários do setor que afirmam não ter condições de pagar a folha de pessoal em decorrência da derrubada do decreto que oficializou o aumento da passagem de R$ 2,20 para R$ 2,40. 

O que é a integração 
Todos os portadores de cartão de vale transporte e/ou passe estudantil têm o direito de fazer a integração gratuita entre dois ou mais ônibus num determinado intervalor de tempo. Por exemplo: um cidadão que se desloca do conjunto Nova Natal, na Zona Norte, com destino à praia de Ponta Negra, na Zona Sul, poderá com uma passagem paga, pegar dois ou mais ônibus. Para isto, basta que tenha se passado dez minutos desde o primeiro embarque e menos de 60 minutos no segundo embarque. Vale ressaltar que a integração só é válida para ônibus com destinos diferentes do inicialmente embarcado.

Cidade pernambucana terá reconhecimento facial em ônibus    

16/09/2012 - 180 Graus

Os cartões de embarque dos serviços de transporte público podem ser substituídos no futuro por sistemas de reconhecimento facial, e a cidade de Caruaru, em Pernambuco, é uma das primeiras a testar a mudança.

A tecnologia desenvolvida pela empresa brasileira Transdata será instalada em 130 ônibus da cidade. A fase de testes identificará se a pessoa que está tentando usar um cartão para embarcar no ônibus é realmente quem ela afirma ser - e não, por exemplo, uma pessoa tentando passar com o cartão que garante a passagem gratuita a um idoso.
Ela não vai funcionar como substituta dos bilhetes, e sim como um sistema complementar para evitar fraudes por parte de pessoas que tentam se passar por outras para se aproveitar de benefícios a terceiros no sistema de transporte público.
Para o passageiro, basta se posicionar em frente à câmera e validar o cartão para o sistema comparar as informações com o banco de dados para identificar o portador do cartão. 

quinta-feira, 13 de setembro de 2012

Sistema BRT (Bus Rapid Transit) será implantado a partir de janeiro em Feira de Santana

12/09/2012 - Acorda Cidade

O projeto de transporte coletivo BRT (Bus Rapid Transit), também denominado Via Exclusiva para Ônibus, já foi acatado pelo Ministério das Cidades e será implantado a partir de janeiro de 2013 em Feira de Santana. A proposta do Governo Municipal é disponibilizar um sistema de transporte moderno, com ônibus rápido e articulado.

Segundo o secretário municipal de Planejamento, José Marcone de Souza, o projeto consiste na implantação de duas linhas exclusivas de transporte coletivo nas avenidas Getúlio Vargas e João Durval Carneiro, cortando a avenida Eduardo Fróes da Mota (Anel de Contorno).

“O BRT é um sistema de ônibus de alta capacidade que provê um serviço rápido, confortável, eficiente e de qualidade. O novo sistema controla eletronicamente o tempo de cada estação, com o uso de ônibus modernos e articulados”, explica o secretário de Planejamento.

Ele acrescenta que inicialmente foi encaminhado o projeto da proposta para o Ministério das Cidades e, depois disso, o projeto construtivo. Como o material foi encaminhado dentro do prazo, foi possível que o Governo Federal o acatasse. A iniciativa representa um investimento total de R$ 94 milhões.

Várias cidades do Brasil e do mundo como Curitiba, Goiânia, Bogotá, Porto Alegre, São Paulo e Rio de Janeiro adotaram o BRT como um meio de transporte público mais barato de construir do que um sistema de metropolitano (metrô), com capacidade de transporte de passageiros similar à de um sistema de veículo leve sobre trilhos (VLT). O primeiro BRT foi implantado em 1979, na cidade de Curitiba. As informações são da Secom.

sexta-feira, 7 de setembro de 2012

Avenidas do Centro de Fortaleza terão faixa exclusiva para ônibus a partir do dia 17

06/09/2012 - Diário do Nordeste

Depois da implantação de um corredor exclusivo para ônibus na Avenida Bezerra de Menezes, chegou a vez de outras importantes avenidas passarem por mudanças
 
Mapa das novas faixas do BRT
créditos: Divulgação
 
Daqui a menos de duas semanas, as avenidas Imperador e Tristão Gonçalves terão faixas pintadas na cor azul, nas quais será permitido preferencialmente o tráfego de coletivos,  veículos do transporte complementar (vans) e táxi com passageiros. Parte da Avenida Meton de Alencar, mais precisamente no trecho compreendido entre as  avenidas Padre Ibiapina e Tristão Gonçalves, também passará pela mesma mudança daqui a 12 dias. 
 
“É a continuação do fluxo que sai da Bezerra de Menezes (a partir da altura do Mercado São Sebastião)  no sentido Centro. A  Imperador e a Tristão Gonçalves também terão  Bus Rapid Service  (BRS)”, confirma Arcelino Lima, o chefe do Núcleo de Trânsito da Autarquia Municipal de Trânsito, Serviços Públicos e de Cidadania de Fortaleza (AMC).
 
Arcelino afirma ter sido acima das expectativas os resultados positivos das primeiras semanas de implantação da linha exclusiva para ônibus. “A alteração naquela área foi realizada desde o dia 13 de julho. O comportamento dos motoristas está sendo melhor do que a gente esperava. Essa primeira experiência mostra que está havendo respeito por parte dos condutores com a sinalização. Isso já reflete da redução de tempo gasto nas viagens de ônibus e de carros particulares”, avalia.

quinta-feira, 23 de agosto de 2012

Em Jaboatão dos Guararapes, Avenida Ayrton Senna ganha faixa exclusiva para ônibus

22/08/2012 - G1

A faixa exclusiva de ônibus da Avenida Ayrton Senna, em Jaboatão dos Guararapes, começa a funcionar na segunda-feira (20) e, com isso, altera os pontos de parada de onze linhas que passam pelo local. A alteração acontece entre a Rua Osório Borba e a Avenida Barreto de Menezes.

As linhas, que utilizavam cinco pontos de parada nas calçadas do lado direito da avenida, passam a parar nos abrigos da pista central. Para atender os usuários das linhas 044-Massangana (Boa Vista) e 161-Brigadeiro Ivo Borges, que passam em frente ao Shopping Center Guararapes, três paradas continuarão ativas. Já as duas paradas restantes serão removidas.

Quem tiver dúvidas sobre as paradas, ponde entrar em contato com o Grande Recife Consórcio de Transportes através do telefone número 0800.081.0158 e consultar os itinerários das linhas afetadas no site do órgão.

Confira abaixo as linhas que sofrem alteração:

011-Piedade/Derby

020-Candeias/Dois Irmãos

061-Piedade

062-Jardim Piedade

063-Jardim Piedade (Bacurau)

069-Conjunto Catamarã

070-Candeias/Joana Bezerra

071-Candeias

072-Candeias (Opcional)

073-Candeias (Bacurau)

910-Piedade/Rio Doce

Paradas envolvidas na mudança:

1 – Parada nº 010025 – Localizada após o cruzamento com a rua Osório Borba.

2 – Parada nº 010026 – Lado oposto ao restaurante Tigela de Barro.

3 – Parada nº 010027 – Lado oposto à baia que fica entre as ruas Barão de Amaragi e Cel. Francisco Galvão.

4 – Parada nº 010028 – Em frente ao Shopping Center Guararapes (será removida).

5 – Parada nº 010029 – Em frente ao Colégio Conviver (será removido).

Pernambuco terá R$ 2,4 bilhões do PAC da Mobilidade

25/04/2012 - Folha PE

Pernambuco terá um investimento de R$ 2.4 bilhões do PAC da Mobilidade, dos quais R$ 1,6 bilhão será repassado ao Governo do Estado e R$ 800 milhões ao município do Recife. O anúncio foi feito na manhã desta terça-feira (24), em Brasília. Ao todo serão R$ 32 bilhões para 18 estados brasileiros.

O programa é um incentivo do Governo Federal para melhorar a mobilidade urbana nas grandes cidades brasileiras e promete implantar, nos 51 municípios beneficiados, 600 quilômetros de corredores exclusivos para ônibus, mais de 380 Estações e Terminais, 200 km de linhas de metrô e a aquisição de mais de 1 mil veículos sobre trilhos.

Em Pernambuco, os recursos serão empregados para a construção de empreendimentos como os corredores exclusivos de ônibus na II Perimetral/Via Metropolitana Norte e IV Perimetral (BR-101), o programa de Navegabilidade do Rio Capibaribe - projeto pioneiro da Secretaria das Cidades onde o barco se transformará em um novo modal de transporte público da RMR, além da construção das obras de arte e estações dos corredores Norte Sul e Leste Oeste, que já estão em andamento pelo Governo do Estado.

De acordo com o secretário das Cidades, Danilo Cabral presente no anuncio oficial dos projetos contemplados no PAC da Mobilidade, os investimentos destinados ao Estado eram aguardados desde fevereiro do ano passado, após o anuncio da presidente Dilma Rousseff. Segundo ele, a decisão vai beneficiar mais de 2 milhões de pessoas que utilizam, diariamente, o transporte público, uma vez que os Corredores Exclusivos de Ônibus vão atender às cidades de Abreu e Lima, São Lourenço da Mata, Camaragibe, Igarassu, Jaboatão dos Guararapes, Olinda, Paulista e Recife.

Ainda de acordo com Danilo, o Governo do Estado vai aguardar ser chamado pelo Ministério das Cidades para discutir as regras de financiamento, uma vez que os recursos do PAC são parte da OGU e outra parte oriunda de empréstimo.

Conheça os projetos aprovados no PAC da Mobilidade

II Perimetral - A nova avenida se chamará Via Metropolitana Norte e funcionará como prolongamento da II Perimetral Metropolitana, que será triplicada no trecho entre a avenida Presidente Kennedy e a PE-15 (com 4 km). A Via Metropolitana Norte começará no entroncamento com a Rodovia PE-15, a partir do Terminal Integrado da PE-15, onde será construído um viaduto. Depois seguirá margeando o Rio Fragoso. A estrada prossegue até a PE-01, na altura da ponte sobre o Rio Paratibe, que separa as cidades de Olinda e Paulista.

IV Perimetral / BR 101 - Na IV Perimetral (BR-101), o estado também irá construir um corredor exclusivo de transporte nos moldes do Transporte Rápido por Ônibus (TRO). A rodovia terá o pavimento requalificado ao longo do seu contorno (30,7 km). O canteiro central será usado para implantação das estações de embarque no padrão TRO: pagamento antecipado e embarque no nível da porta de entrada, a exemplo do metrô. No percurso será implantado ainda um elevado nas proximidades da reitoria da UFPE até a altura da BR-232. Com a implantação de uma faixa exclusiva para ônibus, a via será alargada.
Além da faixa do ônibus haverá outras três faixas para os veículos. O projeto também prevê dois viadutos: um sobre o viaduto da Caxangá e outro próximo ao Posto da Polícia Rodoviária Federal nas imediações do Colégio Militar. O TRO da 4° Perimetral terá 39 estações de embarque e será interligado a cinco terminais de integração: Abreu e Lima, Macaxeira, Caxangá, Barro e Cajueiro Seco. A requalificação do contorno da BR-101 também trará benefícios no tráfego das avenidas Caxangá e 17 de Agosto. Para este projeto serão investidos R$ 723 milhões.

Corredores Fluviais: o projeto visa o aproveitamento da calha do rio Capibaribe para a implantação de um sistema integrado de transporte de passageiros, que utilize embarcações adequadas ao transporte de massa e que por meio de suas estações de embarque e desembarque de passageiros, se realize o transbordo e a integração com o sistema de transporte metropolitano existente.

A implantação do corredor possibilitará a integração entre o Corredor Fluvial e o Sistema Estrutural Integrado (SEI) por sentido. Ou seja: com uma só passagem de ônibus para ir e outra para voltar, os passageiros podem integrar com o barco sem precisar pagar nova tarifa. Cada embarcação poderá receber até 86 passageiros sentados, transportando em média 80 mil passageiros por mês. Os barcos serão climatizados e acessíveis para pessoas com deficiência. Outro diferencial será a regularidade das viagens, sem interferência de trânsito. Para este projeto serão investidos R$ 289 milhões.

Sistema de Transporte Rápido de Ônibus - Ainda dentro do PAC da Mobilidade, os corredores Norte Sul e Leste Oeste, cujas obras já estão em andamento (com recursos do próprio Tesouro Estadual - contrapartida), serão contemplados com a construção de estações e diversas obras de arte.

No Corredor Norte-Sul – uma obra de R$ 390 milhões e que vai atender 328 mil passageiros/dia dos municípios de Igarassu, Abreu e Lima, Paulista, Olinda e Recife – o PAC MOB vai financiar 9 das 42 estações, os viadutos que estão sendo construídos nos Bultrins e Ouro Preto e ainda os viadutos da Agamenon Magalhães. Todo o corredor tem uma extensão de 37,9 km, saindo de Igarassu e indo até o Terminal de Joana Bezerra, com bifurcação, no Tacaruna, para o centro do recife, via Cruz Cabugá.

No Leste-Oeste – uma obra de R$ de R$ 145 milhões e que vai beneficiar 126 mil passageiros/dia que circulam no trecho que vai da Praça do Derby (em Recife) até o Terminal Integradow de Camaragibe (12,5 km de extensão), serão implantadas além das 22 estações e dos dois Terminais de Integração (III Perimetral, IV Perimetral) – recursos do PAC Copa -, serão construídos com recursos do PAC da Mobilidade, um túnel na Praça João Alfredo, um viaduto.

Mais duas avenidas vão ter faixas preferenciais de ônibus em Fortaleza

23/08/2012 - G1 CE

Avenidas Tristão Gonçalves e Imperador vão ter BRS a partir de setembro. Prefeitura estuda detalhes para implantação nas duas vias no Centro.

As avenidas Tristão Gonçalves e Imperador, no Centro de Fortaleza, vão passar a ter faixas preferenciais para transporte público a partir do mês de setembro. De acordo com a Empresa de Transporte Público de Fortaleza (Etufor), as duas avenidas já faziam parte do projeto do Sistema Rápido de Ônibus (BRS- FOR) junto com a Avenida Bezerra de Menezes, que implantou as faixas preferencias desde o dia 13 de agosto.
Segundo a Etufor, o BRS na Avenida Bezerra de Menezes foi bem avaliado pelos usuários de transporte público e o tempo de viagem diminuiu. De com o órgão, as avenidas Tristão Gonçalves e Imperador são uma continuidade do Avenida Bezerra de Menezes e têm a necessidade de aumentar a velocidade operacional dos ônibus.
Na Avenida Imperador, as duas faixas da direita vão ser preferenciais para ônibus, vans e táxis. O outro do canteiro será para os veículos particulares. No caso da Avenida Tristão Gonçalves, será uma faixa preferencial à direita.
Segundo a Etufor, técnicos do órgão e da Autarquia Municipal de Trânsito (AMC) se reúnem para fechar os detalhes da implantação do BRS em cada via. Um dos pontos discutidos é a necessidade de pontos de paradas seletivas. A Etufor informou que ainda não definiu a data de início do BRS nas duas avenidas, mas que será feito com antecedência a divulgação e orientação educativas de fiscais.

quinta-feira, 16 de agosto de 2012

Empresários serão presos se tarifa de ônibus não for reduzida, avisa juiz

15/08/2012 - Uol

por Renée Le Campion

O juiz Ygor Figueirêdo, substituto da 14ª Vara Cível da Capital, decidiu estender a multa de R$ 50 mil individualmente para cada empresa que continua cobrando R$ 2,30 pela passagem de ônibus em Maceió. Caso os empresários sigam descumprindo a decisão judicial de reduzir o valor para R$ 2,10, eles serão intimados pela Justiça. Se os representantes das empresas persistirem desobedecendo a determinação, será efetuada a prisão em flagrante por desobediência.
A informação foi confirmada pelo juiz Ygor Figueiredo ao Tudo Na Hora na manhã desta terça-feira (14). “Ontem já foi bloqueado R$ 50 mil e hoje isso acontecerá novamente. A decisão de estender a multa para ser paga individualmente foi proferida ontem a tarde, por volta das 16h”, acrescentou.
O juiz explicou que, mesmo que sejam autuados em flagrante após a intimação, os empresários não devem permanecer presos. “A Justiça não pode manter ninguém preso pelo crime de desobediência, que é de menor potencial ofensivo. Só haveria a possibilidade de prisão caso haja reincidência criminal”, detalhou.
Nessa segunda, a desembargadora Nelma Padilha negou o pedido de liminar da Transpal (Associação dos Transportadores de Passageiros do Estado de Alagoas) de aumento da passagem de ônibus para R$ 2,30, mantendo a decisão da 14ª Vara Cível da Capital, que fixou o valor da tarifa em R$ 2,10. Hoje, entretanto, os usuários de ônibus ficaram desapontados ao serem informados que a tarifa cobrada continua sendo de R$ 2,30.
Entenda o aumento da passagem de ônibus

A tarifa de ônibus da capital subiu de R$ 2,10 para R$ 2,30 no dia 26 de fevereiro deste ano, após o desembargador Sebastião Costa Filho conceder uma liminar solicitada pela Transpal, autorizando o reajuste. O aumento deixou os passageiros revoltados e a Central Única dos Trabalhadores (CUT) tentou intervir para anular a decisão. Uma série de protestos aconteceu na primeira semana do aumento, mas nenhum obteve êxito.
Antes disso, o juiz José Eduardo Nobre Carlos, da 14ª Vara Cível, havia negado o pedido da antecipação de tutela ingressado pela Transpal, que permitiria o reajuste imediato da passagem de ônibus para R$ 2,49. Com o indeferimento, a Transpal recorreu ao Tribunal de Justiça.
Após a decisão do desembargador Sebastião Costa Filho, o Ministério Público Estadual (MPE/AL) recorreu ao TJ como fiscal de lei, pleiteando o valor da passagem em R$ 2,10. O acórdão foi julgado pelo Tribunal, que manteve a decisão.
Já no julgamento do mérito da ação, o MPE, através da promotoria da Fazenda, deu um parecer confirmando a posição contrária ao aumento. “Não se enxergou a necessidade do reajuste devido à inexistência da licitação do transporte urbano, entre outras questões”, explicou a promotora da Fazenda, Fernanda Moreira.
O juiz Ygor Figueirêdo decidiu negar o reajuste da tarifa, fixando o valor da passagem em R$ 2,10. Para a Transpal, essa redução é inviável. Os empresários afirmam ter um prejuízo de cerca de R$ 6 milhões por ano.
A desembargadora Nelma Padilha, ao manter o valor da passagem em R$ 2,10, afirmou não haver balanços que comprovem o prejuízo das empresas.
“Que incontáveis somas são estas? Quanto é o prejuízo diário, semanal, quinzenal ou mensal? Por que, quando a autora fala de valores, é sempre tão superficial? Alega um déficit anual de R$ 6.000.000,00, mas não traz um único balanço ou balancete patrimonial que comprove tal assertiva. A planilha de custos demonstra que o valor está defasado, mas não existe qualquer prova de que as empresas que operam a permissão para realizarem o Serviço Público de Transporte Coletivo de Maceió estão em déficit ou com passivo superior ao ativo”, concluiu.

Retirado de http://tudonahora.ne10.uol.com.br/noticia/maceio/2012/08/14/202075/empresarios-serao-presos-se-tarifa-de-onibus-nao-cair

Os fugitivos do SEI (Sistema Estrutural Integrado)

15/08/2012 - Blog Meu Transporte

Um sistema de transporte que visa integrar toda região metropolitana e diminuir custos de passagem dos usuários, bem como fazer que sua locomoção seja feita por toda região metropolitana do Recife, mas alguns fatores negativos fazem muitas pessoas temerem os terminais integrados e consequentemente o SEI.

Mesmo com a ampliação do número de terminais integrados, muitos destes terminais que estão integrados e em funcionamento oferecem poucas condições estruturais para atender tanto a demanda quanto ao conforto e segurança. 

Alguns terminais precisam urgentemente serem reformados e ampliados, pois os  que estão operando são alvos de criticas na qual afungentam muitos usuários. Casos de resistência da população frente aos terminais são vistos em quase todos os terminais, e o que mais marcou foi a integração do terminal Pelópidas Silveira, onde boa parte dos ônibus do município de Paulista deixaram de ir ao centro, na qual aconteceu protestos antes, durante e depois de sua implantação, mas existe alguns que mesmo com o caos do dia a dia atrai um número de usuários maior que o esperado pelo próprio CGRT, como o do TI do Barro, na qual está passando por uma ampliação.

E devido a estes problemas relatados e noticiados frequentemente como filas e confusões, faz os usuários fugirem do sistema e pegarem os ônibus que não são integrados. Muitos usuários preferem pagar 02 passagens do que enfrentar as grandes filas nos terminais.

O Blog Meu Transporte conversou com usuários numa parada de ônibus com destino ao bairro de Boa Viagem, e o que chamou atenção foi que a maioria das pessoas tem ônibus SEI em seus bairros, porém elas relataram que preferem pagar duas passagens a sofrer no Metrô lotado e no terminal integrado da Joana Bezerra. 

Muitos relatam que preferem os ônibus com destino direto, que o SEI tira a comodidade das viagens.

''Antes pegava um ônibus para ir ao centro d cidade, agora tenho que pegar dois ônibus e um metrô, qual foi a vantagem nisso, relatou José Demézio, morador do Jordão Baixo.

‘’É muita gente e muita bagunça, prefiro pagar duas passagens do que chegar estressada no trabalho’’. Sulamita Matias, que mora no bairro do Ibura de Baixo.

Parada de ônibus no Forte das Cinco Pontas: Usuários preferem pagar duas passagens para não enfrentarem as confusões nos terminais

Hoje existem 14 terminais integrados em funcionamento e a previsão é que mais 09 terminais entrem em funcionamento até o fim de 2014, que irá contemplar mais de 80% das linhas da região metropolitana.

Obras viárias dificultam implantação completa do SEI

As obras dos corredores das perimetrais ainda não foram iniciadas. A 2ª e 3ª perimetrais serão executadas pelo município. Já a 4ª perimetral pelo estado. As três com recursos do PAC Mobilidade. Resta saber quando elas vão enfim sair do papel, o corredor da BR-101 por exemplo que vai ser um dos mais importantes da cidade, pois além de ele cortar a cidade de norte a sul, vai possibilitar ter ônibus biarticulados com capacidade de mais de 200 usuários/viagem e integrar grandes avenidas e grandes terminais pela BR-101.

A malha viária do SEI
Radiais
1- Avenida Mascarenhas de Morais (contemplada com o metrô)
2- Rua José Rufino (contemplada com o metrô)
3- Avenida Abdias de Carvalho (não contemplada)
4- Avenida Caxangá (em obras do corredor Leste/Oeste)
5- Avenida Presidente Kennedy (em obras para um corredor exclusivo)
6- Avenida Norte (não foi contemplada)
7- PE-15 (em obras para o corredor Norte/Sul)

Perimetrais
1ª Perimetral: Avenida Agamenon Magalhães (contemplada com o Norte/Sul)
2ª Perimetral:  passa pela Estrada dos Remédios, Água Fria e Avenida Beberibe ( obra do município contemplada pelo PAC Mob)
3ª Perimetral:  Sai da Estação Tancredo Neves, passa pelas avenidas Recife, San Martin e Norte (obra do município contemplada pelo PAC Mob)
4ª Perimetral: BR-101, no contorno Recife (obra do estado contemplada pelo PAC Mob)

Terminais/ Inauguração
TI PE-15 -  1992
TI Macaxeira- 1992
TI Recife – 1994
TI Joana Bezerra – 1994
TI Afogados – 1994
TI Barro – 1994
TI Jaboatão – 1994
TI Camaragibe – 2002
TI Igarassu - 2004
TI Cavaleiro – 2004
TI Caxangá – 2008
TI Pelópidas – 2009
TI Cabo de Santo Agostinho – 2009
TI Aeroporto – 2012

Blog Meu Transporte
 

segunda-feira, 13 de agosto de 2012

Prefeitura implanta Serviço Rápido de Ônibus na Av. Bezerra de Menezes

10/08/2012 - Empresa de Transporte Urbano de Fortaleza

Duas faixas da via serão preferenciais para ônibus, vans e táxi com passageiros. 

Cumprindo às diretrizes da Política Nacional de Mobilidade Urbana, que prioriza o transporte público coletivo sobre o individual motorizado, a Prefeitura de Fortaleza, por meio da Autarquia Municipal de Trânsito, Serviços Públicos e de Cidadania de Fortaleza (AMC) e Empresa de Transporte Urbano de Fortaleza (Etufor), vai destinar duas das quatro faixas de tráfego da Av. Bezerra de Menezes para a circulação preferencial de ônibus, veículos do transporte complementar (vans) e táxi com passageiros. Trata-se da implantação do Serviço Rápido de Ônibus de Fortaleza (BRS-FOR) que objetiva otimizar as viagens dos coletivos e facilitar os deslocamentos dos passageiros por meio das faixas preferenciais e pontos de parada seletivos ao longo da via.

Inicialmente, a partir do dia 13 de agosto, mais de 200 mil pessoas serão beneficiadas com a medida. A expectativa é que se aumente a velocidade operacional dos ônibus de 12 km/h para 24 km/h. A preocupação com a sustentabilidade do meio ambiente também está incluída no projeto, já que a otimização da frota de ônibus reduzirá a emissão de gases poluentes e o consumo de combustíveis.

Para orientar o embarque e desembarque de passageiros, 216 agentes operacionais da Etufor estarão nos pontos de parada da Av. Bezerra de Menezes esclarecendo a população acerca do projeto. Efetivo da AMC, composto por 10 agentes em cada turno, também garantirá a organização do tráfego, no sentido de evitar estacionamento irregular.

UTILIZAÇÃO

As faixas preferenciais estarão separadas das demais através de uma linha contínua de cor azul e por tachas refletivas. Ao longo da via, várias placas vão identificar o que é e o que não é permitido, além de sinalizar as linhas e os pontos de parada.

As linhas serão divididas nos grupos 1, 2 e 3 e serão identificadas por um adesivo afixado no vidro da frente dos coletivos. Ao trafegarem na Av. Bezerra de Menezes, essas linhas vão parar somente nos pontos de parada que tiverem a sinalização correspondente a elas. Por exemplo, o ônibus classificado no grupo 1 só poderá realizar o embarque e desembarque de passageiros nas paradas que tiverem a identificação BRS-FOR1.

Assim como a identificação nos ônibus, todos os pontos de parada contarão com abrigos sinalizados com os números 1, 2 ou 3 e informação das linhas que realizam o embarque e desembarque naquele local. A distância entre esses pontos de parada será de 600 metros.

GRUPOS DE LINHAS

BRS-FOR 1
Ônibus Urbano
060 - Parquelândia/Parangaba
076 – Cj. Ceará/Aldeota
086 – Bezerra de Menezes/Santos Dumont
202 - Rodolfo Teófilo/Bezerra de Menezes
240 – Quintino Cunha/Centro
251 – Bezerra de Menezes/Coração de Jesus
302 - Rodolfo Teófilo/José Bastos
Complementar Urbano
13 - Santos Dumont/Perimetral
57 – Vila Velha/Centro
Ônibus Metropolitano
333 - Araturi Rotas 01/02
142 - Jurema
333 - Terminal Metrópole
368 - Parque Albano
364 - Potira Rota 01
364 - Potira Rota 02
BRS-FOR 2
Ônibus Urbano
026 – Antônio Bezerra/Messejana
071 – Antônio Bezerra/Mucuripe
088 – Antônio Bezerra/Albert Sabin
200 – Av. Bezerra de Menezes (somente aos domingos)
206 – Pe. Andrade
250 – Antônio Bezerra/Centro
Complementar Urbano
06 – Edson Queiroz/Barra do Ceará
55 – Cj. Alvorada/North Shopping
Ônibus Metropolitano
332 – Cj. Metropolitano
332 - Metrópole Rota 01
332 - Metrópole Rota 02
348 - Planalto Via BR 020
BRS-FOR 3
Ônibus Urbano
028 – Antônio Bezerra/Papicu
079 – Antônio Bezerra/Náutico
108 – Santa Maria/Bezerra de Menezes
201 - Bezerra de Menezes/Bairro Ellery
233 - Olavo Bilac/Bairro Ellery (somente aos domingos) 
389 - Jovita Feitosa
Ônibus Metropolitano
038 - Caucaia
348 – Planalto Caucaia
348 – Parque Solidade
039 – Capuan/Genipabu
040 – Sítios Novos
140 – Coité/Matões
038 – Caucaia V. Arruda
263 – Bom Princípio
228 – Tabapuá
363 - Cumbuco
366 – Cumbuco/Beira-Mar
030 - São Gonçalo do Amarante
065 - Salgado dos Moreiras
066 - Pecém
067 - Serrote
235 – Taíba
Complementar Metropolitano
Araturi
Caucaia
Cumbuco
Jurema
Parque Potira
Planalto Caucaia 
Metrópole

DEMAIS VEÍCULOS

Será permitido o tráfego de táxis com passageiros nas faixas preferenciais, mas a Etufor orienta que o embarque e o desembarque de passageiros desses veículos sejam realizados nas vias transversais.

Já os carros particulares só poderão utilizar as faixas preferenciais do corredor quando precisarem acessar um estabelecimento cujo estacionamento esteja localizado no lado direito da via ou tiverem que fazer conversões à direita, devendo o condutor percorrer no máximo 100 metros. A faixa de cor azul ficará seccionada nos locais onde será permitida a entrada de veículos comuns para a realização de conversões, ou seja, os motoristas devem respeitar a sinalização existente na área a fim de garantir a livre circulação dos coletivos.

Para implementar as faixas preferenciais, haverá abordagem educativa e posteriormente fiscalização efetiva, com aplicação de penalidades tanto para os veículos que transitarem pela via preferencial quanto para os coletivos que não circularem no espaço destinado.

Horário de Funcionamento das faixas preferenciais

Dias úteis: 5 às 21 horas
Sábados: 5 às 16 horas
* As faixas preferenciais não funcionarão aos domingos, mas os pontos de parada continuarão sendo seletivos.

CONSULTA POPULAR

Antes mesmo de implantar as faixas preferenciais para transporte público, a Prefeitura de Fortaleza ouviu a população para saber por qual corredor iniciar o projeto. A consulta aconteceu entre os dias 25 de fevereiro e 11 de março nos terminais de integração e pela internet, contando com a participação de 54.028 usuários de ônibus. Um total de 16.905 passageiros, o que representa 31,29% dos votos, escolheu o trecho vencedor Antônio Bezerra – Centro.
A ideia é que todos os demais corredores, Antônio Bezerra - Messejana, Lagoa - Centro, Leste-Oeste - Centro e Messejana - Centro, também tenham faixas preferenciais para ampliar a facilidade de deslocamento em toda a cidade.
 

sábado, 11 de agosto de 2012

Recife não ganha um corredor de ônibus há mais de 4 anos

08/08/2012 - Blog Meu Transporte, Clayton Leal  

Com a chegada das eleições, muito se fala em resolver o problema da mobilidade urbana, mas nada foi feito nos últimos 4 anos

Obras projetadas e algumas já em execução animam um pouco quem precisa andar de ônibus todos os dias. Também outras já aprovadas pelo governo federal prometem resolver em boa parte o transporte na cidade. É o caso da Radial Sul, e da conclusão da 2ª e 3ª perimetrais.

Mas, na verdade dos fatos, nenhum corredor de ônibus foi implementado nos ultimos quatro anos na cidade do Recife.
 
Com a chegada das eleições, volta mais uma vez as promessas no quesito mobilidade urbana, e muito se fala em resolver o problema da cidade como priorizar o transporte público, mas não foi isto o que aconteceu nos últimos anos, na qual a cidade do Recife sofreu com o aumento de carros e motos nas ruas, e pelo outro lado nenhuma solução foi implantada de fato para enfrentar os engarrafamentos. Hoje a cidade do Recife tem poucos corredores de ônibus e esse resultado poderia ser menos drástico, porém não foi construído nenhum sequer corredor na cidade nos últimos 04 anos, ou seja, o transporte coletivo foi de fato colocado em segundo plano, o que fez com que muitos deixassem os ônibus para aumentar o número dos carros nas ruas.
 
Os planos de mobilidade da prefeitura não priorizam diretamente os ônibus como por exemplo, a implantação de faixas preferenciais aos coletivos, na qual deixam os usuários prejudicados, pois muitos destes coletivos vão lotados o que deixam uma grande percepção de abandono do poder público em relação a população. ‘’É uma vergonha estes engarrafamentos, deveria ter mais vias para os ônibus’’, disse Dário Lima, morador de Afogados.
 
Se hoje a situação da mobilidade urbana na cidade do Recife está caótica, é porque temos infelizmente um sistema de transporte público ineficiente e sem prioridades. O que dizer se em todo ano as vias da cidade ficaram mais entupidas de carros em meios aos tantos engarrafamentos e pior ainda, os ônibus a disputarem o mesmo espaço com o transporte individual. 
 
Para muitos, os corredores que estarão sendo construídos pelo Governo do Estado não vão melhorar a situação dos usuários de ônibus, pois muitos desses quilômetros anunciados pelo Governo já existem de fato, ou seja, vai apenas melhorar a infra-estrutura das paradas de ônibus que serão transformadas em estações e ônibus mais acessíveis e confortáveis, porém muitas vias importantes da cidade não têm sequer projeto.
 
Vias esquecidas
O que falar dos usuários que sofrem na Abdias de Carvalho, Av. Recife, Av. Mascarenhas de Moraes, Av. Norte entre outras, ou seja, essa vias não receberam nenhuma prioridade por parte do poder público, onde os coletivos disputam espaço com os carros que muitas vezes trafegam com um passageiro.
 
Propostas
É preciso ter medidas ousadas que venham a enfrentar de fato o problema da mobilidade urbana na cidade, com a priorização de fato do transporte coletivo e também dos não motorizados como construção de mais ciclovias, pois o usuário só vai deixar o seu carro em casa se o transporte público for confortável, seguro e o mais importante que é a eficiência, pois quando ele se torna um transporte rápido, certamente irá atrair mais e mais usuários, e essa eficiência só com corredores de ônibus.
 
Projetos aprovados no PAC da Mobilidade Urbana para os próximos anos
 Com obras aprovadas no PAC da Mobilidade, alguns projetos parecem animar estes anos perdidos, onde a prefeitura do Recife conseguiu verbas para implentação e conclusão da I e II perimetral que irão custar mais de R$ 800 milhões, dos quais R$ 150 milhões serão para desapropriação de imóveis.
 
O corredor da II Perimetral terá 18 quilômetros e ligará o Largo da Paz, em Afogados, na Zona Oeste, à Avenida Presidente Kennedy, Zona Norte do Recife, no limite com Olinda. Passará por Afogados, Madalena e Torre, na Zona Oeste, e Tamarineira e Água Fria, na Zona Norte da capital.
 
O corredor da III Perimetral ligará a Zona Norte, a partir do Rio Morno, na Linha do Tiro, à Zona Sul, passando por bairros como Areias, Imbiribeira e Boa Viagem. Já o corredor Radial Sul é uma ligação direta entre a BR-101 (IV Perimetral) e a Avenida Boa Viagem, utilizando vias de bairros como Ibura, Ipsep e Boa Viagem.

Prefeitura detalha funcionamento do Serviço Rápido de Ônibus

10/08/2012 - Prefeitura Municipal

O serviço será implantado na Av. Bezerra de Menezes. 

Nesta sexta-feira (10), a Prefeitura de Fortaleza realiza coletiva de imprensa sobre o funcionamento do Serviço Rápido de Ônibus de Fortaleza (BRS-FOR), que será implantado na Av. Bezerra de Menezes. O evento acontecerá no Paço Municipal (Centro), a partir das 15h, e terá a presença da Prefeita Luizianne Lins e do presidente da Empresa de Transporte Urbano (Etufor) e da Autarquia Municipal de Trânsito, Serviços Públicos e de Cidadania (AMC), Ademar Gondim. Na oportunidade, serão apresentados detalhes de como funcionará o novo serviço na Av. Bezerra de Menezes, que a partir do dia 13 de agosto terá duas das quatro faixas preferenciais para transporte público em ambos os sentidos, além de pontos de parada seletivos. O objetivo é aumentar a velocidade operacional dos ônibus, possibilitando maior fluidez no deslocamento dos coletivos e viagens mais rápidas.

SERVIÇO
Coletiva explica funcionamento do Serviço Rápido de Ônibus de Fortaleza (BRS-FOR)
Data: amanhã, sexta-feira, 10 de agosto
Horário: 15 horas
Local: Paço Municipal (Rua São José, nº1, Centro) 

sábado, 4 de agosto de 2012

Um novo começo para o transporte público do Recife

01/08/2012 - Metropole em Movimento

Há quase três décadas o Recife desenhava a sua malha viária metropolitana com sete vias radiais e quatro corredores perimetrais. Os nomes podem até parecer estranhos, mas basta entender que a malha viária foi pensada como um leque com as vias perimetrais (horizontais) fazendo interseção com as vias radiais (verticais) formando uma rede. Foi assim que teve início a lógica do transporte metropolitano da cidade numa rede estruturada para vinte e três terminais e absorvendo o transporte dos 14 municípios da Região Metropolitana do Recife (RMR). O conceito foi plantado em 1985 e é hoje um dos maiores trunfos para a melhoria do transporte público na cidade. 

Não por acaso, o Recife é uma das raras metrópoles do país que dispõe de um sistema metropolitano integrado, onde o usuário se desloca dentro do sistema com apenas uma passagem. "O SEI é invejado por muitas cidades", assegura o presidente do Grande Recife Consórcio de Transporte Metropolitano, Nelson Menezes. A empresa é responsável por gerir o transporte metropolitano e dos municípios consorciados. Apesar disso, a capital pernambucana ainda não é referência em transporte público e é fácil entender a razão. A maior parte das intervenções planejadas para o SEI não saiu do papel. O maior avanço foi em relação a construção de terminais de integração. Dos 23 terminais previstos, sete foram construídos na década de 1990 e outros sete foram entregues entre 2002 e 2012. E até 2014, o sistema irá dispor de 25 terminais de integração, dois a mais do que estava previsto. 

Enquanto os terminais estavam sendo construídos, o sistema viário que possibilitaria um deslocamento mais rápido e eficiente dos coletivos nas radiais e perimetrais foi deixado para trás. Das quatro perimetrais planejadas, dispomos apenas da primeira: a Avenida Agamenon Magalhães, que foi inaugurada no final da década de 1960. As outras três perimetrais estão incluídas no PAC Mobilidade, que tem prazo de execução até 2016. 

Nas radiais a situação é menos crítica. Das sete, duas foram contempladas com as linhas Centro e Sul do metrô, as avenidas Mascarenhas de Morais e José Rufino. Duas já funcionavam com corredores exclusivos: a PE-15 e a Avenida Caxangá, que estão incluídas respectivamente nos corredores Norte/Sul e Leste/Oeste. As duas vias estão recebendo um novo formato para se adequar aos moldes do BRT (sigla inglesa para Transporte Rápido por Ônibus). A radial da Avenida Presidente Kennedy, em Olinda, está em obras para dispor de um corredor de ônibus. Estão de fora, por enquanto, as avenidas Norte e Abdias de Carvalho, que também são radiais. "A gente está com a faca e o queijo na mão. Agora é a vez de apostar nos corredores e não parar ", ressaltou a engenheira Regilma Souza, que participou da criação do SEI. O intervalo longo entre o que foi planejado e o que ainda falta ser executado afeta diretamente quem está na ponta do sistema: o usuário. 

Por uma melhor integração 
Terminal Integrado Pelópidas Silveira é o maior da RMR Com uma frota de três mil ônibus, o Sistema de Transporte Público de Passageiros (STPP) da RMR transporta por dia dois milhões de usuários. Desses, 800 mil estão na rede integrada, o que significa 40% do total de usuários. O percentual ainda é muito pouco se levarmos em conta a dimensão e importância da malha idealizada para a integração. Uma das razões é justamente a demora na implantação efetiva do Sistema Estrutural Integrado (SEI). 


Quando o SEI estiver operando com todos os terminais, a estimativa é duplicar o número de usuários integrados. Para se ter uma ideia, em Curitiba com uma frota de 1,9 mil ônibus, o número de passageiros transportados chega a 2,3 milhões por dia com 95% do sistema integrado. O que reforça um maior grau de eficiência no sistema. é o número de viagens realizadas por dia. Um exemplo emblemático de um sistema ainda travado é o de Belo Horizonte com Além de conforto, eficiência e regularidade nos deslocamentos, outro desafio para melhorar a integração é a acessibilidade dos terminais para pedestres, ciclistas e motoristas. "Tem que facilitar a entrada do usuário. As calçadas precisam dispor de acessibilidade, boa iluminação no entorno, segurança e estacionamento para bicicletas, carros e motos", ressaltou o coordenador regional da Associação Nacional de Transporte Público.

quinta-feira, 2 de agosto de 2012

Primeira linha de ônibus de Salvador completa 100 anos

02/08/2012 - Prefeitura de Salvador

Há exatos 100 anos, em 1º de agosto de 1912, o Conselho Municipal de Salvador autorizava a empresa Sá, Coutinho & Companhia a operar os veículos de passageiros, de cargas e carros de praça. Era inaugurada, então, a primeira linha coletiva de transportes urbanos em Salvador e fundada a primeira empresa de transporte coletivo no município, a Empresa Auto-Transporte da Bahia.

Com o trajeto partindo da Ribeira de Itapagipe até Pedreiras da Conceição (atual Conceição da Praia), o valor cobrado nesta linha foi determinado para disputar os passageiros que utilizavam os bondes. Foi em formato de lotação que se seguiu no primeiro trajeto ligando as duas regiões importantes de Salvador.

Os dois veículos que faziam o transporte dos passageiros naquela época foram adquiridos junto à Garagem Chalners, do Rio de Janeiro, que enviou os veículos até a capital da Bahia. No ano seguinte, em 1913, a Empresa Auto-Transporte da Bahia começou a explorar o serviço também na cidade alta, com a linha "Largo do Palácio - Largo da Vitória", circulando pela Estrada do Vila Velha, onde hoje é a Avenida Sete de Setembro.

Mas a expansão dos serviços de transporte de massa, com a implantação dos ônibus, foi consequência dos problemas causados à população com a queda dos serviços prestados pelas companhias que operavam os bondes. As empresas dependiam da importação de material e de componentes fabricados no exterior, e com a 1ª Guerra Mundial (1914 a 1918), sofreram grande abalo, com a precarização dos serviços. 

Assim, o transporte público sendo feito através dos ônibus tinham como benefícios o conforto dos veículos, a velocidade com que trafegavam (reduzindo assim o tempo entre as estações de transbordo da época) e o preço considerado competitivo. Em 1930, revoltados com a má prestação de serviços e com as tarifas altas, 60 bondes da Cia. Circular de Carris da Bahia deixaram de circular. A cidade de Salvador passa então por mudanças na estrutura física para receber este novo modelo de transporte. 

No ano de 1955, a Prefeitura Municipal baixou um decreto, considerando em crise os serviços coletivos de transporte, o que levou a extinção dos serviços dos bondes, substituindo todos pelos ônibus.

terça-feira, 31 de julho de 2012

População de Salvador conhecerá o modelo de ônibus urbano Viale BRT

31/07/2012 - Prefeitura de Salvador

A população de Salvador conhecerá, na próxima quarta-feira (1º), às 9h30, na Praça Municipal, o modelo de ônibus urbano Viale BRT, que deverá ser adotado em diversas cidades-sedes da Copa do Mundo da Fifa 2014. Fabricado pela Marcopolo, o ônibus é o primeiro veículo brasileiro com sistema de tecnologia e gerenciamento de frota que agrega velocidade, conforto, confiabilidade e segurança. Um modelo do Viale BRT ficará exposto na praça e também irá percorrer as vias e ruas de Salvador, demonstrando as vantagens e benefícios que este tipo de veículo pode proporcionar à população e ao trânsito. 

Segundo o fabricante, o modelo foi desenvolvido para aplicação nos modernos sistemas de transporte coletivo em grandes centros urbanos. É o mais avançado já produzido no Brasil e consumiu dois anos de pesquisas e desenvolvimento. A versão articulada tem até 21 metros de comprimento, capacidade para transportar até 145 passageiros e foi concebida com conceitos de design, ergonomia, conforto, segurança e eficiência. 

A concepção do Viale BRT levou em conta características como a redução de custos, sustentabilidade do produto, praticidade e tecnologia embarcada. O veículo atende todas as exigências dos sistemas de plataformas de embarque existentes no País, adaptados à acessibilidade.

Conheça a malha viária planejada para o Sistema Estrutural Integrado de Recife

31/07/2012 - Blog Mobilidade Urbana

Quando o Sistema Estrutural Integrado (SEI) estiver operando com todos os terminais, a estimativa é duplicar o número de usuários integrados
 
O SEI está demorando pra ser implantado
créditos: Divulgação
Com uma frota de três mil ônibus, o Sistema de Transporte Público de Passageiros (STPP) da RMR transporta por dia dois milhões de usuários. Desses, 800 mil estão na rede integrada, o que significa 40% do total de usuários. O percentual ainda é muito pouco se levarmos em conta a dimensão e importância da malha idealizada para a integração. Uma das razões é justamente a demora na implantação efetiva do Sistema Estrutural Integrado (SEI).
 
Quando o SEI estiver operando com todos os terminais, a estimativa é duplicar o número de usuários integrados. Para se ter uma ideia, em Curitiba com uma frota de 1,9 mil ônibus, o número de passageiros transportados chega a 2,3 milhões por dia com 95% do sistema integrado. O que reforça um maior grau de eficiência no sistema é o número de viagens realizadas por dia.
 
As obras dos corredores das perimetrais ainda não foram iniciadas. A 2ª e 3ª perimetrais serão executadas pelo município.  Já a 4ª perimetral pelo estado. As três com recursos do PAC Mobilidade. As perimetrais não fazem parte da agenda da Copa de 2014. Elas só não podem ser ignoradas como foram até agora.
 
Saiba Mais

A malha viária do SEI
Radiais
1- Avenida Mascarenhas de Morais (contemplada com o metrô)
2- Rua José Rufino (contemplada com o metrô)
3- Avenida Abdias de Carvalho (não contemplada)
4- Avenida Caxangá (em obras do corredor Leste/Oeste)
5- Avenida Presidente Kennedy (em obras para um corredor exclusivo)
6- Avenida Norte (não foi contemplada)
7- PE-15 (em obras para o corredor Norte/Sul)
 
Perimetrais
1ª Perimetral: Avenida Agamenon Magalhães (contemplada com o Norte/Sul)
2ª Perimetral:  passa pela Estrada dos Remédios, Água Fria e Avenida Beberibe ( obra do município contemplada pelo PAC Mob)
3ª Perimetral:  Sai da Estação Tancredo Neves, passa pelas avenidas Recife, San Martin e Norte (obra do município contemplada pelo PAC Mob)
4ª Perimetral: BR-101, no contorno Recife (obra do estado contemplada pelo PAC Mob)
 
Terminais/ Inauguração
TI PE-15 -  1992
TI Macaxeira- 1992
TI Recife – 1994
TI Joana Bezerra – 1994
TI Afogados – 1994
TI Barro – 1994
TI Jaboatão – 1994
TI Camaragibe – 2002
TI Cavaleiro – 2004
TI Caxangá – 2008
TI Pelópidas – 2009
TI Cabo de Santo Agostinho – 2009
TI Aeroporto – 2012
 
* Outros 11 terminais serão entregues até 2014
Fonte: Grande Recife Consórcio de Transporte Metropolitano


Leia também:
No Recife, mobilidade urbana não é para a Copa das Confederações 
Plano de Ações para o Trânsito do Recife será lançado nesta quinta (26) 
No Recife, hidrovia será corredor exclusivo para transporte de passageiros 

sexta-feira, 27 de julho de 2012

Fortaleza: Implantação de corredores de ônibus atrasada

27/07/2012 - O Estado

Somando-se às tantas ações anunciadas, programadas e não concretizadas no tempo previsto, estão as faixas prioritárias para transporte público na Capital. O sistema de tráfego que leva o nome de Serviço Rápido de Ônibus (BRS- sigla em inglês) já deveria estar funcionando desde junho, diminuindo pela metade o trajeto entre a Bezerra de Menezes e o Centro, de 1h10 minutos. A nova previsão é agosto e o atraso pode impedir que outros dois trechos sejam implantados até o fim de 2012, como foi anunciado pela Prefeitura de Fortaleza. 

Não houve grandes impactos financeiros e o projeto já está finalizado, sem os entraves estruturais mencionados quando da divulgação sobre a data de implantação, em março. O que impediu o cumprimento do cronograma do BRS foram as negociações trabalhistas entre motoristas e empresas de coletivos, que acontecem anualmente. A informação foi fornecida pelo presidente da Empresa de Transporte Urbano de Fortaleza (Etufor), Ademar Gondim, que definiu a primeira quinzena de agosto como nova data. 

Serão três grupos de linhas (BRS1, BRS2 e BRS3) pertencentes ao primeiro trecho, Antônio Bezerra/Centro. Ainda há, entretanto, as opções de sistema nos trechos Antônio Bezerra/Messejana, Lagoa/Centro, Messejana/Centro e Leste-Oeste/Centro. Haverá, em cada parada de ônibus, sistemas de informação sobre horários e itinerários. Sinalizações e ações de educação orientarão os motoristas. Os semáforos, porém, não serão alterados, como aconteceu na implantação do BRS no Rio de Janeiro, que serviu como exemplo para execução do sistema em Fortaleza. 

A experiência carioca é recente, ainda de 2012, mas os cearenses que utilizam o BRS no Rio já conseguem apontar diferenças que poderão dificultar a fluidez esperada para o trânsito fortalezense. “Os corredores deixam as viagens mais rápidas, principalmente em horários de pico. É preciso, porém, lembrar que eles existem em avenidas largas, de até cinco faixas. Não sei como funcionaria em vias estreitas como as de Fortaleza. O motivo para adiarem a implantação deve ser porque ainda estão pensando como vão fazer”, avaliou a jornalista Roberta Bonfim, que há um ano mora no Rio de Janeiro. 

Detalhes e pendências
Das sete vias que deverão receber o primeiro BRS em Fortaleza (avenidas Bezerra de Menezes, Tristão Gonçalves, Imperador e Duque de Caixas; e as ruas Metom de Alencar, Pedro I e Padre Ibiapina), apenas Bezerra de Menezes e Imperador poderão abrigar duas faixas do corredor. No restante dos logradouros, considerados mais estreitos, os ônibus circularão com prioridade em apenas uma faixa. 

Alguns detalhes ainda estão em análise para a concretização da melhoria no transporte público da Capital. De acordo com o presidente da Etufor, ainda é preciso rever o acesso a escolas e bancos que estão localizados nas vias do trecho. A entrada no corredor, restrita a ônibus, vans e táxis com passageiros, só será permitida em casos de acesso ao lote (estacionamento ou garagens) e para conversões. 

Entretanto, não foi acertado ainda, junto aos taxistas, como a verificação da existência de clientes a bordo será executada. “Os carros provavelmente não poderão ter fumê na parte traseira”, acrescentou Ademar. Todas as paradas de ônibus no primeiro trecho serão realocadas e terão cerca de 500 metros de distância. Antes das penalidades sobre “invasões” dos corredores prioritários, uma ação educativa vai tirar dúvidas de motoristas e, de acordo com informações divulgadas em março, existirão aparelhos eletrônicos de fiscalização a cada 200 metros.

quarta-feira, 25 de julho de 2012

Fortaleza: Wi-Fi funciona nas paradas de ônibus, mas população teme assaltos

25/07/2012 - O Povo

Iniciativas de serviço de Internet Wi-Fi gratuita em espaços públicos de Fortaleza oferecem aos usuários mais opções de conexão. O acesso ao universo on line se torna mais fácil por meio de dispositivos móveis e vai modificando, aos poucos e ainda para poucos, a forma de se conectar.

São três paradas de ônibus na Capital que dispõem de Internet gratuita para aqueles que quiserem acessar utilizando celulares, computadores ou tablets. A reportagem visitou os pontos para testar o serviço oferecido à população. Em todos, foi possível acessar e-mail, redes sociais, portais de notícia e sites de busca com diferentes graus de dificuldade. 

Nas paradas de ônibus, a rede foi facilmente identificada e a conexão foi eficiente. Em alguns locais, o sinal continuava acessível mesmo atravessando a rua ou dobrando a esquina; em outros, o sinal enfraquecia e impedia a atualização das páginas. Segundo Nelson Gurgel, gerente de marketing da Ibyte, responsável pelo projeto “Parada Wi-Fi” em parceria com a Intel, o sinal é monitorado diariamente. A intenção é ampliar o serviço no fim da fase piloto, em setembro, e, a partir disso, realizar uma maior divulgação. 

Para Daniela Teixeira, 23, a iniciativa é ótima porque as pessoas passam muito tempo nas paradas e a Internet pode ser útil. A questão que divide muitas opiniões e faz surgir críticas ao serviço é a insegurança vivenciada nas ruas. Érica Cavalcante opinou que as pessoas já andam com celular na rua e é necessário ter atenção. A comerciante Valéria Viana lembra que assalto tem em todo lugar e o importante é ter cautela em determinados locais. Para ela, o mundo está evoluindo e é preciso acompanhar as inovações.
Com informações: O Povo

sábado, 21 de julho de 2012

Avenida Bezerra de Menezes receberá corredor exclusivo para ônibus

20/07/2012 - Diário do Nordeste

O Transfor irá implantar na Av. Bezerra de Menezes uma faixa exclusiva para o transporte coletivo, que melhorará o fluxo de tráfego naquela via por onde circulam diariamente mais de 112 mil pessoas por dia nas 19 linhas de ônibus municipais. Essa faixa será ao lado do canteiro central, nos dois sentidos.

Portanto, os retornos que cortam os canteiros foram desativados para implantação dos semáforos. O motorista deve contornar o quarteirão para cruzar a avenida de forma segura e ordenada com o auxílio desse equipamento. 

quinta-feira, 12 de julho de 2012

Balanço operacional dos ônibus

12/07/2012 - Prefeitura de Fortaleza 

Otimizando a operação dos ônibus com prestação de informação segura aos usuários, a Empresa de Transporte Urbano de Fortaleza (Etufor) fornece o relatório operacional dos coletivos com base no monitoramento em tempo real dos veículos. Diariamente, são divulgados os percentuais dos ônibus que estão em circulação na cidade.

Os dados, provenientes do controle feito através do Sistema de Posicionamento Global (GPS), estão disponíveis para todos os usuários que desejam obter informações relativas à frota operante dos coletivos.
  
Clique aqui para conferir o relatório.

Fortaleza: Ônibus Articulados e corredores, promessas antigas

12/07/2012 - Fortalbus

Em julho de 2002, o SIT-Fortaleza completava 10 anos de funcionamento na capital. Naquele ano, justamente no mês de aniversário e sem muita coisa para comemorar, o então prefeito de Fortaleza Juraci Magalhães, anunciava o investimento de US$ 143 milhões em recursos para a melhoria do sistema de transportes da cidade.

Naquele 12 de julho, foi apresentado pela antiga Empresa de Trânsito e Transporte Urbano S/A (Ettusa), um novo sistema de transporte coletivo, com piso em nível e terminais de embarque e desembarque adaptados para deficientes. O ônibus articulado seria o principal equipamento e parte do projeto, que contaria com US$ 140 milhões em recursos do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID).

Testes de veículo articulado em meados de 1999
Ainda segundo o projeto, ar-condicionado e transmissão automática equipariam o veículo, que contaria com plataformas no mesmo nível da porta para garantir acesso universal a deficientes físicos, com espaço para transportar até quatro cadeiras de roda.

O projeto-piloto seria testado ainda em 2003 no corredor Antônio Bezerra- Papicu, percurso que vai da avenida Mister Hull até o terminal do Papicu, contando com a instalação de 52 estações de embarque e desembarque. O intuito era criar um modelo de transporte semelhante às estações da cidade de Curitiba (PR), mas adaptadas ao clima cearense. Naquele momento, o SIT Fortaleza contava com 1.174 veículos, transportando diariamente cerca de 900 mil passageiros.

O tempo passou e os planos mudaram, recentemente, os próprios usuários puderam escolher o primeiro corredor a ser instalado, ou melhor, faixa prioritária, que esperamos que sejam entregues num futuro bem próximo, e que não fique mais como mais uma promessa. Enquanto aos articulados, sem previsão.

segunda-feira, 9 de julho de 2012

Construção do Terminal Integrado de Santa Luzia está abandonada.

08/07/2012 - Blog Meu Transporte

Tudo parado! É assim como se encontra a construção do terminal integrado de Santa Luzia, zona oeste do Recife, as obras que começaram em 2010 tinha a previsão de entrega e operação em Janeiro de 2011, mas o que vemos no local é uma obra parada e abandonada na qual vem prejudicando tanto os moradores da área como os usuários das linhas que atendem a este terminal, isto porque o ponto de embarque e desembarque das linhas de ônibus que antes era ao lado da estação foi transferido para uma rua distante fazendo com que muitos usuários caminhem quase 500 metros para chegar ao ponto de ônibus provisório.

Este terminal fica próximo a Avenida Recife, considerada uma das principais vias da cidade, visto que liga a zona sul com a BR-101.


A operação deste terminal se dará com 08 linhas que serão integradas junto com o metrô e estudos indicam um atendimento diário a mais de 15 mil pessoas.

A placa da obra que lá se encontra, acusa o prazo de termino da obra em Janeiro de 2011, e nenhum operário foi encontrado para contar história.

Os moradores reclamam que a área do terminal em construção virou ponto de drogas e que a noite é muito perigoso tanto para eles como para os usuários.


Segundo a secretária das cidades, a obra deste terminal está sendo relicitada, em virtude da readequação do projeto. No momento, o processo licitatório está na fase do julgamento de habilitação. Após a conclusão da concorrência, que deve ocorrer até o início de Agosto deste ano, a SECID dará a ordem de serviço para a finalização do empreendimento. O estimado é que o Terminal fique pronto em seis meses, após a ordem de serviço.

Terminal integrado do Cajueiro Seco pronto para inauguração

09/07/2012 - Blog Meu Transporte

A área sul da Região Metropolitana do Recife está prestes a ter uma mudança radical no sistema de transporte coletivo, pois já se encontram prontos os terminais integrados de Cajueiro Seco e Tancredo Neves que juntos esperam atender a mais de 100 mil usuários por dia. Os novos terminais estão dentro das normas de acessibilidade, elevadores, escadas rolantes dupla, bicicletários e estacionamentos para carros.

Terminal de Cajueiro Seco 
Este terminal que fica em Jaboatão dos Guararapes, receberá 11 linhas de ônibus das quais a maior parte vem da Cidade do Cabo de Santo Agostinho, estas linhas deixarão de ir ao centro do Recife possibilitando para muitos outras formas de deslocamento, como o Metrô, por exemplo, que também será integrado a este terminal. Cerca de 80% das linhas serão integradas com tarifa A, ou seja, existem algumas linhas que hoje operam com a tarifa B (R$ 3,25) e que terão suas tarifas reduzidas para o anel A (R$ 2,15), ou 49% a menos.

Uma das grandes vitórias ficou pela luta da comunidade do Conj. Marcos Freire, na qual sua integração vai possibilitar a redução da tarifa de ônibus e conseqüentemente mais pessoas poderão aderir aos ônibus na comunidade.
Este terminal terá 03 linhas inter-terminais, que ligará o T.I de Cajueiro aos Terminais do Cabo, Barro e Afogados. Isso sem falar que é neste terminal que será integrado o Corredor da BR-101 que receberá uma linha vinda de Igarassu, através do Corredor de ônibus da BR-101. 

Porém o terminal não terá linhas para o centro do Recife como era esperado, a população terá apenas o Metrô como opção para chegar ao centro da cidade, o que pode agravar ainda mais os problemas enfrentados pelas linhas circulares que saem dos TI's de Joana Bezerra e Recife, e a pergunta que fica no ar é, se hoje as linhas circulares com seus pequenos ônibus já não suportam tantos passageiros, será que com este aumento de demanda vai conseguir? É o chamado caos à vista.

A Inauguração está dependendo do fim da greve dos metroviários.

Abaixo as Linhas que atenderão a este terminal nos próximos dias.

Tancredo Neves
Previsto para ser inaugurado no começo do ano, este terminal é um dos mais problemáticos para entrar em operação, pois as comunidade do Ibura não aceitam a forma de implantação deste terminal, os maiores problemas são a falta de reuniões conjuntas com o GRCT, CTTU e METROREC, orgãos envolvidos mais que diretamente para implantação deste terminal, em relação a CTTU, sistema viário precário e sem prioridades para os ônibus, usuários e lideranças reclamam do abandono da principal via da Ibura, Av. Dois Rios, com seus constantes engarrafamentos, além de uma Mascarenhas de Moraes sem Priorização para os ônibus.

Com relação ao METROREC, nenhum representante do metrô compareceu as reuniões das comunidades junto com o GRCT, o que deixou muitas lideranças indignadas devido a fatos que poderiam ser esclarecidos pelo próprio metrô, como por exemplo a chegada de novas composições, intervalos entre outros.
Depois de resolver estas pendências, este terminal entrará em operação provavelmente com 21 linhas em sua maioria oriundas do Ibura, além de novas linhas que integraram ao Bairro de Boa Viagem e Candeias.

As linhas alimentadoras terão cada uma seu espaço de embarque tipo plataforma, para evitar furões de filas.
Além destas linhas, serão criadas as Linhas Tancredo Neves/Macaxeira, Tancredo Neves/Cde da Boa Vista e Tancredo Neves/IMIP.

O certo é que estes dois terminais vão mudar radicalmente a vida de milhares de pessoas, seja para o lado bom, seja para o lado ruim, porém é uma estratégia do governo integrar não somente as linhas da área sul, mas de todos os bairros da região metropolitana com a ampliação do SEI (sistema Estrutural Integrado).

sexta-feira, 6 de julho de 2012

Integração facilita a vida do usuário de ônibus em Salvador

06/07/2012 - Prefeitura de São Salvador

A estudante Jucélia Brito, 23 anos, mora na região da Estrada Velha de Periperi e usa o veículo de integração também conhecido como "amarelinho" toda vez que precisa sair de casa. Na comunidade onde mora, os micro-ônibus parte de uma rede de integração eletrônica do Sistema de Transporte Coletivo de Salvador mudaram a vida de muita gente. "Antes, o pessoal aqui precisava andar um bom pedaço para chegar até o ponto para pegar o ônibus. Hoje, pego o "amarelinho" que passa bem próximo à minha casa, e já faço cerca de metade do meu trajeto. Mais rápido, menos cansativo e também mais barato", comemorou.  

O sistema, implantado pela Secretaria Municipal de Transportes e Infraestrutura (Setin) em 2007, tem como finalidade dar mais agilidade ao transporte público e também diminuir os custos da viagem para o usuário. Os "amarelinhos", como são chamados os micro-ônibus que fazem a integração local, têm desenvolvido o importante papel de diminuir a distância entre os bairros populares e as áreas práticas da cidade, como região do Iguatemi, Lapa, Comércio e Pituba. A frota atual de "amarelinhos" é de 290 veículos. 

O processo de integração só é feito através da utilização do cartão eletrônico, o Salvador Card, nas modalidades de Meia Passagem Escolar, Vale Transporte Eletrônico e Bilhete Avulso. Os veículos da frota alimentadora obedecem à programação visual diferenciada e única para todos os roteiros para que possam ser facilmente identificados pelos passageiros. Os micro-ônibus são de cor branca com faixa amarela e, em todos, pode ser lida a inscrição "Integração Local". 

Como funciona 
O sistema eletrônico facilita a vida do usuário, através de suas formas de integração por área e pelo Sistema Amarelinho. No primeiro caso, a integração acontece entre as quatro áreas de operação do sistema (vermelha, verde, azul e amarela), que representam regiões da cidade. Por esse processo, a segunda viagem tem valor de 50% da primeira, considerando um intervalo de duas horas entre a passagem nas catracas. O cidadão pode usufruir desse serviço estando em qualquer ponto de ônibus da cidade. Mas só é permitida uma integração na sequência da primeira viagem. 

Já o passageiro que utilizar o "amarelinho" pode fazer a integração em todos os pontos de parada de ônibus de Salvador, sem restrição da região, pagando metade do valor da tarifa nas linhas do serviço convencional. O tempo permitido para a integração é de duas horas, contado a partir do registro de passagem do Salvador Card na catraca pelo usuário. 

Do mesmo modo, quando o passageiro utiliza qualquer ônibus convencional e pagar a tarifa oficial R$ 2.80, em créditos eletrônicos, ele pode utilizar o "amarelinho" para o segundo trecho da viagem e pagar apenas metade da tarifa, R$1,40, também obedecendo ao período de duas horas para integração. 

Os estudantes gozam dos mesmos benefícios com os valores da Meia Passagem Estudantil, o que significa dizer que pagam R$1,40 pelo primeiro trecho e apenas R$0,70 no segundo. Outra questão importante é que qualquer pessoa pode usufruir dos benefícios da integração, bastando adquirir o cartão avulso Salvador Card.