quarta-feira, 28 de agosto de 2013

Cidade de João Pessoa ganha mais 44 ônibus novos

10/05/2013 - Portal Correio

Os usuários do sistema de transporte coletivo urbano de João Pessoa vão contar com um reforço de 44 ônibus zero quilômetro, todos acessíveis, adquiridos pela Unitrans (Transnacional e Reunidas). Quatro já passaram pela vistoria da Superintendência Executiva de Mobilidade Urbana de João Pessoa – Semob e entram em operação nos próximos dias. Os 40 restantes serão postos em circulação, gradativamente, na medida em que forem sendo entregues pela fábrica e vistoriados pela Semob, até o dia 20 de junho.

Além de serem zero quilômetro, os novos veículos também contam com motorização eletrônica que polui menos o meio ambiente e são dotados de itens que melhoram a acessibilidade do usuário. Todos eles são equipados com plataforma elevatória para o acesso de cadeirantes, possuem uma cadeira especial - mais larga - destinada a gestantes e obesos, têm corrimãos especiais para deficientes visuais e sinal de parada com escrita em Braile.

Dos 44 novos ônibus que entrarão em circulação, 30 foram adquiridos pela Transnacional e 14 pela Reunidas. "Esses veículos que renovam a nossa frota vão substituindo outros mais antigos, dando ainda mais comodidade e conforto aos nossos passageiros", comentou o diretor da Unitrans, empresário Alberto Pereira.


A aquisição dos veículos faz parte do programa de melhoria contínua do sistema de transporte coletivo da capital paraibana acordado entre as seis empresas operadoras de ônibus e a Prefeitura Municipal de João Pessoa para que a frota da cidade continue a ser uma das mais novas do país.

A Semob definirá quais as linhas que vão receber os novos ônibus.

Informações: Portal Correio

Tranquilidade no primeiro dia do Terminal integrado de Xambá, em Olinda

18/08/2013 - Diário de Pernambuco

Foram tranquilas as primeiras horas de funcionamento do Terminal Integrado de Xambá, em Olinda, que começou a funcionar nesta sábado (17), depois de ter sido inaugurado na quinta-feira (15). Poucas filas se formaram e os passageiros demonstraram satisfação com o sistema de transporte.

Foto: Augusto Freitas/DP/DAPress
Panfletos informativos estavam sendo entregues no local, por onde passam a circular 19 linhas de ônibus e 160 veículos, realizando 2.034 viagens. Entre as linhas, haverá 11 "alimentadoras", que transportam os usuários do subúrbio para o terminal; cinco interterminais que ligarão Xambá aos terminais de Joana Bezerra, Afogados e Rio Doce; e três linhas troncais que levarão os passageiros até o Centro.

Mais Notícias de Pernambuco
Siga o Blog Meu Transporte pelo Facebook

As obras foram orçadas em R$ 5,5 milhões e o TI Xambá deverá atender diariamente 44 mil pessoas. Erguido em uma área de 4.813,08 m², o equipamento vai contar com 16 plataformas de embarque e três de desembarque, lanchonete, Central de Atendimento ao Cliente, estocagem para oito veículos, piso tátil (que facilita a orientação de pessoas com deficiência visual e visibilidade reduzida) e mecanismos antiderrapantes, para evitar quedas e escorregões.

O terminal foi projetado dentro dos padrões da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) e oferece uma estrutura moderna e funcional.

Alimentadoras
831 - Aguazinha/TI Xambá
841 - Nova Olinda (R. Jacira)/TI Xambá
842 - Águas Compridas/TI Xambá
843 - Alto da Bondade/TI Xambá
844 - Santa Casa/TI Xambá
847 - Alto Nova Olinda/TI Xambá
852 - Caixa D'água/TI Xambá
893 - Alto da Conquista/TI Xambá
892 - Alto do Cajueiro/TI Xambá
894 - Alto da Sucupira (Cór. do Abacaxi)/TI Xambá
895 - Alto do Sol Nascente/TI Xambá

Perimetrais
861 - TI Xambá/TI Joana Bezerra
870 - TI Xambá/Afogados

Circulares
881 - TI Xambá/Rio Doce (G. Vargas)
882 - TI Xambá/Rio doce (C.L.Cavalcanti)
883 - TI Xambá/Rio Doce (II Perimetral)
810 - TI Xambá/Encruzilhada

Troncais
820 - TI Xambá (Cabugá)
860 - TI Xambá (Príncipe)

terça-feira, 27 de agosto de 2013

Plano B para o BRT no Recife

08/05/2013 - Blog Mobilidade Urbana

Blog Mobilidade Urbana - Tânia Passos

Diário de Pernambuco

A operação dos corredores de tráfego Norte/Sul e Leste/Oeste do sistema BRT (Bus Rapid Transit), sigla inglesa para transporte rápido por ônibus, pode começar em março de 2014, com menos da metade da frota.

O Grande Recife Consórcio de Transporte está trabalhando com um plano B para colocar em prática se o processo de licitação das linhas de ônibus da Região Metropolitana não for concluído até agosto. São necessários seis meses para que os veículos no modelo BRT sejam entregues pelo fabricante. O governo trabalha com a possibilidade de os coletivos serem encomendados até setembro, para iniciar o sistema em março.

Dos 180 ônibus previstos para os dois corredores, incluindo os 5% de reserva, deverão ser compradas, inicialmente, 40 unidades para os dois corredores. Com uma frota menor, a ideia é iniciar a operação com um terminal de integração, dos quatro que cada um dos corredores terá. "Vamos iniciar em março no Norte/Sul, com o Pelópidas da Silveira, e no Leste/Oeste, com o terminal da 3ª Perimetral. A cada mês, um terminal entra em operação por corredor. Nosso cronograma é que em maio de 2014 o sistema esteja operando com toda sua capacidade", informou o presidente do Grande Recife Consórcio, Nelson Menezes.

Segundo ele, enquanto o sistema não for concluído, os outros terminais vão operar com os ônibus convencionais no trânsito misto. No caso do Norte/Sul, haverá possibilidade dos ônibus utilizarem o corredor exclusivo até chegar ao terminal da PE-15. "É mais fácil instalar paradas convencionais na PE-15, mas não na Caxangá, explicou.

A missão da compra dos ônibus ficará com as empresas que atualmente circulam nos dois corredores. No Norte/Sul estão as empresas Itamaracá e Cidade Alta e no Leste/Oeste as empresas Rodoviária Metropolitana e CRT. Essas duas últimas informaram por meio de assessoria, que vão aguardar o edital de licitação.

Cada ônibus está orçado em cerca de R$ 800 mil. De acordo com o presidente do Grande Recife, Nelson Menezes, os empresários que hoje exploram as linhas de ônibus nos dois corredores deverão realizar a compra dos coletivos, mesmo que a licitação não esteja concluída. "Caso as empresas que comprarem os ônibus não vençam a licitação, o edital vai prever o repasse para as que vencerem", afirmou Nelson Menezes.

O lançamento do segundo edital de licitação do Sistema de Transporte Público de Passageiros da Região Metropolitana do Recife (STPP) deve ocorrer até o fim deste mês. No edital anterior nenhuma empresa se interessou em partipar da licitação. "Nós entendemos que o edital terá que passar por alguns ajustes, mas sem perda da qualidade do serviço", revelou Menezes.

sábado, 17 de agosto de 2013

Desafio de Recife é evitar novo atraso na entrega das obras de mobilidade urbana

02/08/2013 - Zero Hora - Porto Alegre

Dentre as obras de mobilidade urbana imprescindíveis para a realização da Copa em Pernambuco, sete estão em execução - Foto: Reprodução / Prefeitura de Recife

Única, entre os doze palcos da Copa em que o estádio não fica na cidade-sede, Recife tem o desafio de viabilizar o acesso de torcida, imprensa e delegações à Arena Pernambuco. Na Copa das Confederações, evento doméstico comparado ao Mundial, essa tarefa mostrou-se complicada (bastante, na verdade).

Localizada em São Lourenço da Mata, a nova arena fica 19 quilômetros do Marco Zero da capital pernambucana.

Dentre as obras de mobilidade urbana imprescindíveis para a realização do evento, sete estão em execução. Dessas, duas merecem atenção especial. A Via Mangue (orçada em mais de R$ 383 milhões) e o Corredor Leste-Oeste (R$ 145 milhões). A primeira tem conclusão para abril de 2014. A segunda, fevereiro do próximo ano.

— A Via Mangue será um divisor de águas no sistema viário do Recife. Será uma via expressa, com velocidade média de 60 km/h — destaca Nilton Mota, secretário de Infraestrutura e Serviços Urbanos da cidade.

A nova avenida promete desafogar o tráfego nas proximidades da Praia de Boa Viagem, onde se concentra quase que toda a rede hoteleira do município. Em julho, o empreendimento chegou a 60% de conclusão. No entanto, preocupa porque se arrasta desde abril de 2011 — o prazo de entrega já foi adiado uma vez, de setembro deste ano para abril de 2014, e não pode ser prorrogado novamente.

Já o corredor Leste-Oeste servirá para facilitar o acesso ao estádio. Durante as Confederações, o plano de mobilidade sobrecarregando o metrô mostrou-se ineficiente. Com o novo corredor pronto, a ideia da Secretaria Extraordinária da Copa (Secopa-PE) é levar até 15 mil pessoas, via ônibus, a um terminal ao lado do estádio.

— O corredor já existe e estamos fazendo uma readaptação para o sistema de BRT — conta o secretário-executivo de Supervisão Técnica da Secopa, Silvio Bompastor.

quinta-feira, 1 de agosto de 2013

Salvador passará a adotar o bilhete único em novembro

13/07/2013 - Correio - Bahia

Quem precisa pegar dois ônibus para chegar ao destino final, a partir de novembro poderá pagar somente uma tarifa de R$ 2,80 em Salvador. O prefeito ACM Neto (DEM) assinará o decreto que estabelece Bilhete Único no dia 25 deste mês. Segundo o secretário de Urbanismo e Transporte, José Carlos Aleluia, as empresas terão um prazo para se adaptar, de forma que o benefício começará a valer em novembro deste ano.

"Serão duas etapas: a primeira em novembro, a segunda ainda sem prazo, depende da reestruturação das linhas", disse. Atualmente, a integração ocorre entre as quatro áreas de operação do sistema (A, B, C e D - veja no mapa), sendo que cada área se integra com as outras três.

Hoje, a segunda viagem tem o valor de 50% da primeira. A partir de novembro, a segunda viagem será gratuita, desde que o passageiro se desloque por áreas de operação diferentes. Assim como é hoje, o período entre a cobrança da primeira tarifa e a integração não pode extrapolar 2 horas.




A segunda etapa, que deverá ser implementada após as empresas vencedoras da licitação do sistema de ônibus assumirem o serviço, prevê que a segunda viagem será gratuita também para viagens dentro da mesma área de operação. "O que não vai poder é a pessoa usar a integração para ir e voltar para o mesmo local. O sistema irá perceber pelo trajeto das linhas e não vai permitir", disse Aleluia.

O uso da integração será estimulado pela prefeitura, de acordo com o secretário, já que o redesenho das linhas prevê a exclusão dos trajetos longos. "Hoje você toma ônibus da origem ao destino, baixando a eficiência e aumentando os custos. E a pessoa fica dando volta na cidade. Vamos racionalizar", completou. Só terá direito a usar o bilhete único quem adquirir o SalvadorCard em um dos balcões de atendimento do Setps, ao valor de R$ 5,70.

O cartão não é pessoal (poderá ser emprestado), é recarregável e não tem validade. Para que o sistema funcione de forma integrada, o prefeito assinará também outro decreto que prevê a obrigação de instalação de sistemas eletrônicos, com rastreadores GPS (sistema de posicionamento por satélite) em toda a frota.

Tempo real

A princípio, o sistema servirá ainda para a prefeitura observar se as empresas não reduziram a frota em horários de pouco movimento. No ano que vem, segundo Aleluia, deverá entrar no ar um site em que os usuários poderão verificar a localização dos ônibus em tempo real. "E vamos colocar nos pontos os horários de parada. Agora essa questão de informação online requer tempo para comprar a tecnologia, não deve sair este ano".

Segundo o secretário, todas essas ações estão sendo implementadas independentemente da licitação do sistema rodoviário de Salvador, que tem previsão para começar em setembro. No calendário da prefeitura, as vencedoras da disputa começam a operar o sistema entre o fim deste ano e o início do ano que vem.

Corredores

O principal projeto da prefeitura para mobilidade urbana em Salvador é a implantação do BRT – as linhas exclusivas de ônibus articulados – entre a Estação da Lapa e o Iguatemi, passando pela Vasco da Gama, Lucaia e Juracy Magalhães.

O projeto prevê a criação de linhas exclusivas também na Avenida ACM, no Itaigara, até a altura do Posto dos Namorados. No sentido Iguatemi, o projeto prevê ligação com as linhas exclusivas da Avenida Paralela e com a Bonocô.

Para tanto, a prefeitura estima gastar R$ 900 milhões, investimento solicitado ao governo federal na semana passada, em reunião que o prefeito teve com a ministra Miriam Belchior, do Planejamento, e o governador Jaques Wagner (PT). Segundo Aleluia, caso o dinheiro seja liberado, a obra deverá ser entregue em 2016.

A prefeitura pretende ainda gastar R$ 100 milhões com vias exclusivas de ônibus. Uma ligará a Pituba ao aeroporto, pela orla. Outras três vias exclusivas vão percorrer as avenidas Suburbana, Bonocô e San Martin, e uma ligará Cajazeiras à Paralela pelas avenidas Gal Costa e 29 de Março.

R$ 5,70 SERÁ O PREÇOdo cartão que o usuário poderá comprar e recarregar para utilizar o sistema de transporte

2 HORAS é tempo da integração. Ou seja, se o usuário pegar um ônibus às 6h, tem até as 8h para pegar o segundo

Cartão poderá pagar 'Domingo É Meia' a partir do dia 28

Após a reclamação de usuários, a prefeitura decidiu ampliar o benefício do Domingo É Meia também para os usuários do SalvadorCard. Desde que o desconto foi instituído, no dia 31 de março deste ano, valia apenas para o pagamento em dinheiro.

O decreto que amplia o desconto será assinado pelo prefeito ACM Neto (DEM) também no dia 25 deste mês e já valerá para o domingo seguinte, do dia 28. O decreto, todavia, mantém de fora os cartões carregados por empresas, como forma de pagamento do auxílio-transporte. "A ideia não é beneficiar o empresário. O cartão do auxílio-transporte é para ir e voltar ao trabalho", justificou o secretário José Carlos Aleluia, de Urbanismo e Transporte.

O CORREIO tentou ouvir o presidente do Sindicato das Empresas de Transporte Geral (Setps), Horácio Brasil, sobre o impacto da ampliação do Domingo É Meia, bem como do Bilhete Único, mas não obteve resposta.