quinta-feira, 28 de maio de 2015

Licitação para BRT de Salvador, entre Lapa e Iguatemi sai em junho

28/05/2015 - Correio 24 Horas

O custo total é estimado em R$ 1 bilhão e previsão é que as obras sejam entregues ao final de 24 meses

Sistema está orçado em R$1 bilhão
Sistema está orçado em R$1 bilhão
créditos: Divulgação
 
A licitação para a construção do BRT (Bus Rapid Transit) de Salvador será lançada ainda neste semestre, de acordo com o secretário Fábio Mota. "Estamos aguardando o Ministério das Cidades fazer o empenho da contrapartida dele para que a gente possa licitar. O processo está todo pronto, com todas as licenças ambientais permitidas", explicou.
 
O custo total da obra é estimado em R$ 1 bilhão. Ao final de 24 meses (a partir do início das obras), a ligação entre a Estação da Lapa  e o Iguatemi (Lapa-LIP), com tempo de viagem total estimado em 15 minutos, irá beneficiar cerca de 35 mil pessoas, por dia.
 
A expectativa é que a obra seja entregue em 2017. Para o arquiteto e urbanista Jaime Lerner, um dos criadores do BRT, é preciso investir na boa operação do sistema. "Se não for assim, a população não vai mudar. Não é só implantar corredores onde o ônibus tem prioridade. É criar uma rede de transporte público de qualidade bem detalhada e bem operada, senão a população vai dizer que é só ônibus. E não é", alertou Lerner, ex-prefeito de Curitiba que implantou a estrutura na cidade há 40 anos, durante o Fórum Mobilidade Volvo,  na semana passada, na capital paranaense.
 
"Às vezes, uma topografia é difícil (como a de Salvador), mas torna muito mais fácil a integração de linhas. Então, não há nada que não possa ser melhorado", pontuou. O presidente da Associação Nacional de Transportes Urbanos (NTU), Otávio Cunha, diz que, mesmo com o BRT, a cidade deve investir em uma rede de transporte integrada.
 
"Se você tem uma rede de ônibus convencional, alimentando um corredor de BRT, chega num ponto de saturação. Então, precisa ter uma rede de metrô, que é um modo de transporte de maior capacidade. Assim, você tem a rede", concluiu.

quinta-feira, 21 de maio de 2015

Projeto de BRTs em João Pessoa não tem previsão de sair do papel

21/05/2015 - Jornal da Paraíba

Mais conforto, comodidade e eficiência no transporte público de João Pessoa. Esses seriam alguns dos benefícios que deveriam ser trazidos pelos Bus Rapid Transit (BRT), contudo esse é mais um projeto que a população não sabe quando sairá do papel. De acordo com a Secretaria de Planejamento Municipal (Seplan), o projeto está passando por adequações exigidas pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE) e o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) e ainda não existe previsão de quando o sistema de transporte coletivo será implementado.

Por parte do TCE, foram detectadas irregularidades no edital que poderiam causar danos ao erário, o que gerou a suspensão da licitação em setembro do ano passado. Até o mês de março deste ano a prefeitura ainda não tinha realizado as adequações, motivo pelo qual o processo foi arquivado e, então, para prosseguir com o projeto, a prefeitura deverá lançar um novo edital, que ainda está em fase de elaboração.

A previsão é de que os BRTs circulem por toda a cidade, o que implicará em um contato com as áreas tombadas presentes na cidade. Tendo em vista isso, o Iphan determinou que o projeto dos BRTs também apresente um plano específico com relação às intervenções que deverão ser realizadas nas áreas que fazem parte do patrimônio histórico e artístico da cidade.

Atualmente, conforme a assessoria jurídica da Seplan o projeto está em fase de readequação, motivo pelo qual ele ainda não pode ser apresentado à imprensa. Isso, de acordo com o promotor da 2ª Promotoria do Meio Ambiente de João Pessoa, João Geraldo Barbosa, demonstra mais uma fase do descomprometimento da prefeitura com a elaboração do plano de mobilidade para a cidade. O promotor relembrou que no ano passado solicitou informações à prefeitura com relação à implementação dos BRTs, contudo foi informado, à época, que o projeto ainda estava em fase de implementação e análise.

"Depois de cobrarmos, soubemos que a prefeitura lançou o edital, mas depois o processo de licitação parou no TCE. A questão é que os BRTs são mais um alvo de uma permanente reclamação da promotoria, porque é algo essencial. Seria, enfim, algo concreto que traria qualidade de vida para os usuários, além de uma melhor qualidade da mobilidade urbana e do urbanismo da cidade", comentou, criticando ações da prefeitura como a implantação da faixa exclusiva para ônibus. "Como você coloca uma faixa exclusiva para ônibus num lugar oposto ao dos BRTs? A previsão era de que os BRTs ocupassem a parte central e, caso eles sejam realmente implantados, vê-se que os custos com a faixa exclusiva foram totalmente desnecessários", opinou.

Para apurar o caso, o promotor entrou com uma ação civil pública na qual cobra uma resposta da prefeitura com relação ao plano de mobilidade da cidade. "Pedimos que seja cumprido o que determina a lei. Foi dado um prazo de três anos e 100 dias para que o município elaborasse um plano de mobilidade e não o fez. Um dos prejuízos é a não implantação dos BRTs. Nós estamos acompanhando isso de perto", destacou.

sábado, 16 de maio de 2015

Duas novas linhas de BRT começam a circular no Grande Recife

16/05/2015 - G1 PE

Veículos de duas novas linhas de BRT – 1946 TI Igarassu (PCR) e 1976 TI Pelópidas (PCR) – começam a circular a partir deste sábado (16), no Corredor Norte-Sul, no Grande Recife. Os ônibus, que passam pela Prefeitura do Recife, vão atender passageiros com destino ao Bairro do Recife. As linhas operaram com 14 veículos e 76 viagens e 18 ônibus e 178 viagens por dia, respectivamente.

A linha 1946, do TI Igarassu, seguirá pelas rodovias BR-101 e PE-15 e também atenderá ao TI Pelópidas e ao TI PE-15. Os ônibus da 1976, do TI Pelópidas, seguirão o mesmo trajeto e entrarão no Terminal Integrado da PE-15. A 1946 - TI Igarassu (PCR) terá operação das 4h10 às 21h30 e a 1976 - TI Pelópidas (PCR), das 4h às 23h40.

Também a partir deste sábado, a linha 1979 - TI Pelópidas (Dantas Barreto) deixará de operar nos finais de semana e circulará de segunda a sexta, das 5h30 às 22h30.

Segundo o Grande Recife Consórcio de Transporte, quatro estações começam a operar no Corredor Norte-Sul: Nossa Senhora do Carmo, localizada na Av. Dantas Barreto, em frente ao Edf. IEP; Maurício de Nassau, na Av. Martins de Barros, no cruzamento com a rua 1º de Março; Istmo do Recife, em frente ao prédio da Polícia Federal da Av. Cais do Apolo; e a estação Forte do Brum, na Av. Cais do Apolo, em frente à Prefeitura do Recife.

Com o início da operação desses novos pontos de embarque e desembarque, o Corredor Norte-Sul passa a contar com 20 estações em funcionamento.

sábado, 2 de maio de 2015

Obras dos túneis têm início hoje em Fortaleza

30/04/2015 - Diário do Nordeste

Uma das obras mais aguardadas visando à melhoria da mobilidade urbana da Capital começa hoje: os túneis das avenidas Engenheiro Santana Júnior sob a Padre Antônio Tomás e desta sob a Via Expressa, no bairro Cocó. As intervenções fazem parte da etapa final do corredor exclusivo de ônibus Antônio Bezerra/Papicu. O anúncio foi feito pelo prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio, durante entrevista coletiva, na manhã desta quarta-feira (29), no Paço Municipal.

As duas obras serão feitas em paralelo, sendo que a passagem da Av. Engenheiro Santana Júnior sob a Padre Antônio Tomás inicia-se primeiro, com a remoção de interferências subterrâneas e canteiro central naquela área.

Haverá também, de acordo com a Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC), um estreitamento em ambos os sentidos da Engenheiro Santana Júnior, no trecho compreendido entre as ruas Andrade Furtado e Carolina Sucupira.

Por enquanto, adianta o órgão, não haverá nenhum desvio de tráfego. A obra propriamente dita, com os bloqueios no trânsito, deve iniciar-se no próximo dia 15 de maio.

O túnel da Padre Antônio Tomás que passará sob a Via Expressa também deve começar no mesmo prazo. Ali, está prevista a remoção do canteiro central da Avenida Almirante Saboia, no trecho entre as ruas Carolina Sucupira e Bento Albuquerque, com estreitamento nos dois sentidos de circulação.

Nos locais, haverá um efetivo diário de 18 operadores de trânsito, que atuará no controle do tráfego e orientando condutores e pedestres.

As duas obras têm um investimento de R$ 25 milhões, oriundos de financiamento junto ao Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID). O prazo para a conclusão é até o segundo semestre deste ano. "A ideia é que até o fim de agosto possamos inaugurá-los", aposta o prefeito.

Pedestres

O complexo terá seis pontos com faixas para passagem de pedestres e contará com a primeira ciclofaixa compartilhada com os passeios da cidade. O titular da Secretaria de Infraestrutura de Fortaleza (Seinf), Samuel Dias, explica que isso permitirá que os ônibus se desloquem ao longo de 17,4 quilômetros do corredor Antônio Bezerra, passando pelo BRT da Bezerra de Menezes, Antônio Sales e Terminal do Papicu em menos tempo.

"Os semáforos naquela interseção de vias serão eliminados, proporcionando que o fluxo do transporte público se torne realmente expresso, ligando a Cidade dos Funcionários ao Papicu pela Engenheiro Santana Júnior, e o Centro à Cidade 2000 pela Padre Antônio Tomás", afirmou o secretário municipal.

Trânsito

Na segunda etapa da obra, prevista para o próximo dia 15 de maio, será iniciada a construção das paredes de contenção do túnel. E, por isso, além do estreitamento da via, haverá bloqueio.

Para ter acesso à Avenida Padre Antônio Tomás, os condutores que trafegarem no sentido leste-oeste (Cidade 2000/Centro) devem utilizar as ruas Andrade Furtado, Júlio Azevedo, Bento Albuquerque e Avenida Almirante Henrique Saboia, onde uma das faixas permitirá a conversão à direita livre.

Devido à interdição, os usuários vindos da Engenheiro Santana Júnior no sentido Papicu/Centro não poderão mais dobrar à direita na Padre Antônio Tomás. A opção é entrar na Bento Albuquerque, esquerda Via Expressa e à direita.

Já a alternativa para os motoristas oriundos da Cidade 2000 com destino à Via Expressa permanece inalterada.

Coletivos

Ao longo do mês de maio, a Empresa de Transporte Urbano de Fortaleza (Etufor) irá alterar o itinerário de três linhas de ônibus que passam no local.

As alterações acontecem apenas no sentido Terminal Papicu para o bairro Antônio Bezerra nas linhas 028 - Antônio Bezerra/Papicu; 098 - Expresso/Antônio Bezerra e 032 - Avenida Borges de Melo II.

O novo percurso será feito a partir da Avenida Engenheiro Santana Júnior, onde os veículos acessam a Rua Bento Albuquerque, depois pegam a Via Expressa e retornam à Av. Padre Antônio Tomás.

Nenhuma linha que segue no sentido terminal Papicu/Iguatemi sofrerá alteração, conforme a Etufor.

Binário é entregue em junho

Com um fluxo de 45 mil veículos por dia ou 2,6 mil por hora em horários de pico, duas das principais avenidas do Montese, a Professor Gomes de Matos e Alberto Magno, serão transformadas em binário, a exemplo da Santos Dumont e Dom Luís. As obras para a implantação do sistema começaram na noite desta quarta-feira, com a fresagem (raspagem) do asfalto e devem prosseguir até junho. É o que garante o coordenador do Plano de Ações Imediatas de Transporte e Trânsito (Paitt), Luís Alberto Saboia. Segundo ele, a intervenção custará entre R$ 1,5 e R$ 2 milhões.

As duas vias obedecerão aos sentidos Centro/Parangaba (Alberto Magno, com 2,2 Km de extensão), e o contrário na Gomes de Matos, com 2,1 Km de comprimento, no trecho entre as ruas Major Weyne e 15 de Novembro.

O primeiro terá duas faixas de tráfego misto e mais ciclofaixa. Já o segundo contará com faixa exclusiva para ônibus, duas de tráfego misto e ciclofaixa. Os dois devem integrar o sistema bicicletar, com ligação à Praça da Gentilândia.

Esse binário é o primeiro de uma série de três, informa Saboia. Os outros dois, que entrarão em execução ainda neste ano, serão na Parangaba e Rodolfo Teófilo.

O coordenador explica que a decisão sobre a obra veio após estudo sobre aquela área. Somente na Gomes de Matos, entre 2010 e 2012, ocorreram 337 acidentes, com uma média de um registro a cada três dias. Na Alberto Magno, no mesmo período, foram 413 acidentes, dois a cada cinco dias. Pelas duas vias circulam diariamente 137,7 mil passageiros de transporte público e 127 ônibus de 26 linhas. "Em determinados horários, a velocidade dos veículos não passa de 9 Km/h. Na Alberto Magno é pior, eles chegam a reduzir a velocidade para 5 Km/h", diz.

Estacionamentos

Não é segredo, salienta Roberto Cláudio, que essa área da cidade enfrenta sérios problemas com relação aos estacionamentos irregulares e uso indevido das calçadas. Para isso, promete implantar a primeira Zona Azul da periferia de Fortaleza.

As obras incluem o reordenamento dos estacionamentos, com aumento da capacidade nas vias secundárias e regularização das vagas. "Algumas terão sentido alterados, como a Eduardo Angelim, Sátiro Dias, Samuel Uchoa, Coronel Alexandrino (que ganhará semáforos) e Romeu Martins (eliminação de sinais de trânsito)", afirma.

As duas vias também ganharão iluminação para oferecer maior segurança e conforto para quem trafega pelo trecho. Haverá ainda a requalificação dos 17 pontos de paradas atualmente existentes nas duas vias, implantação de lixeiras e ciclomonitoramento e plantio de 500 novas mudas. "A respeito da requalificação dos passeios, ainda estamos dependendo de parceiros", diz o gestor municipal.

Sistema de biometria facial nos ônibus de Caruaru começa a valer nesta sexta (1)

01/05/2015 - Sistema Liberdade - Caruaru

A partir desta sexta-feira (1) passa a valer o sistema de biometria facial nos ônibus de Caruaru, no Agreste pernambucano. O sistema é a segunda etapa da bilhetagem eletrônica na cidade e tem o objetivo de controlar o uso dos cartões Leva. O Diretor institucional da Associação das Empresas de Transportes de Passageiros de Caruaru (Aetpc), Ricardo Henrique, explica o processo.

"A biometria facial é a segunda etapa bilhetagem eletrônica em Caruaru e ela vem para realmente coordenar as questões de uso devido para gratuidade. A gente chama atenção de que essa biometria vai funcionar para evitar a questão de fraude, de uso indevido de gratuidades no sistema. O que a gente ressalta é que se usar o cartão como deve ser usado não vai ter nenhum tipo de penalidade," explica.

Desde o início da biometria, já foram identificadas mais de mil ocorrências com o uso indevido do Leva. Com o novo sistema, as irregularidades podem levar além do bloqueio do cartão, o pagamento de uma taxa de desbloqueio no valor de 21 reais.

Diário de Caruaru

Caruaru implantará biometria nos transportes coletivos

A partir de primeiro de 1º de maio o sistema de transporte coletivo de Caruaru dará inicio a implantação da identificação através da digital (biometria). As empresas de ônibus que haviam implantado o uso do cartão eletrônico vem percebendo o uso inadequado do mesmo, por exemplo quando várias pessoas usam o mesmo cartão. Segundo a AETPC este procedimento tem apresentado prejuízo para as empresas.

Blog do Wagner Gil

Biometria passará a funcionar nos ônibus

A partir do dia primeiro de maio passa a valer o Sistema de Biometria nos ônibus de Caruaru. O objetivo é coibir o uso indevido do cartão Leva por terceiros, com foco nos usuários inseridos na gratuidade (pessoas com deficiência) e meia tarifa (servidor público e estudante), já que em alguns casos, os cartões são repassados para outras pessoas.

A biometria já está em funcionamento, mas passa a valer de forma efetiva no próximo mês. A partir desta data, haverá penalidades para o usuário, uma delas é o bloqueio do cartão por 30 dias.

Desde a implantação do Sistema de Bilhetagem Eletrônica, mais de 800 casos de irregularidades foram registrados pelo sistema.

O sistema funciona da seguinte forma: ao passar pela catraca do veículo, ocorre o reconhecimento facial do usuário e a identificação do cartão. Caso o passageiro não seja o proprietário do cartão o mesmo é bloqueado e o dono do Leva terá que ir até a sede da Aetpc para efetuar os procedimentos de desbloqueio do carro.