domingo, 20 de dezembro de 2015

Bilhete Único Metropolitano deve ser implantando até março na RMF

 19/12/2015 - Diário do Nordeste

Lançamento do programa ocorrerá em janeiro, a partir de quando terá início o cadastramento de usuários 

O serviço intermunicipal possui 75 linhas regulares ( FOTO: Fernanda Siebra )

O Bilhete Único Metropolitano deverá ser implantado até março, segundo anunciou o governador Camilo Santana neste sábado (19), antes do início da reunião de Monitoramento de Ações e Projetos Prioritários (Mapp).

O sistema permite aos usuários do transporte público intermunicipal fazer integração com os ônibus de Fortaleza pagando apenas uma passagem - denominada Tarifa Metropolitana Integrada - no tempo de até três horas. 

O programa será lançado oficialmente ainda na primeira semana de janeiro, entre os dias 12 e 14, a partir de quando será realizado o cadastramento da população da Região Metropolitana de Fortaleza interessada em aderir ao Bilhete. 

Crise impediu implantação em 2015

Camilo destacou que o sistema foi um de seus compromissos de campanha e culpou a crise econômica pela não implantação ainda em 2015. "Vai ser uma economia no bolso do trabalhador, porque vai haver economia na tarifa e no tempo, porque ele não vai mais precisar ir no terminal fazer conexão. 

O Bilhete Único Metropolitano deve gerar economia para cerca de 2,8 milhões de passageiros. Os beneficiários terão direito a realizar duas integrações por dia, no máximo, com o intervalo mínimo entre elas não podendo ser inferior a uma hora. O valor da Tarifa Integrada será menor que a soma das duas passagens, metropolitana e da Capital. 

No total, o serviço intermunicipal possui 75 linhas regulares, das quais oito não entram na Capital. 

sexta-feira, 18 de dezembro de 2015

No Recife, Linhas opcionais caem no gosto da população

03/12/2015 - Blog Meu Transporte

Conforto, Agilidade e ar condicionado são ingredientes suficientes para atrair usuários para este modal que cresce a cada ano na Região Metropolitana do Recife.

Este tipo de transporte tem uma tarifa diferenciada que mesmo sendo um pouco mais cara, agrada e muito os usuários que usufruem do serviço.

Esse tipo de serviço já é oferecido em várias cidades brasileiras e tem como desafio atrair usuários que fugiram do sistema comum tirando-os dos seus carros e consequentemente melhorando a mobilidade, pois para muitos, só um modal diferenciado faz deixar seus carros em casa.

Hoje, o STPP (Sistema de Transporte Público de Passageiros (STPP) conta com 07 linhas opcionais: 214 ( UR-02 Ibura Opcional), 064 (Piedade Opcional) recém implantadas e 072 (Candeias Opcional), 042 (Aeroporto Opcional), a 195 (Porto de Galinhas-Recife), a 053 (RioMar Shopping Opcional) e a mais recente, a 518 (Apipucos-RioMar Opcional).

No Brasil, essas linhas são conhecidas como executivas e tarem muitas pessoas que deixaram seus carros nas garagens, pois tem que ter um serviço quase compatível para atingir este público alvo.

Em São Paulo, existem algumas linhas executivas da EMTU que custam até R$ 33 que ligam o Aeroporto até Guarulhos.

Em Fortaleza, esses serviços são conhecidos como Ônibus Frescão e no Rio, com este mesmo nome, a menor tarifa custa em torno de R$ 9.

Em Salvador, em breve poderão acessar internet Wi-Fi nos veículos que fazem o transporte público executivo, além de escapar do calor da capital baiana durante as viagens nos coletivos com ar-condicionado.

O fato é que estas linhas opcionais vem ajudando e muito o sistema de transporte coletivo da cidade, que passa por muitas dificuldades em relação a conclusão do sistema BRT implantado, mas, que falta ainda muito para ser concluído e ajustado.

Blog Meu Transporte

quarta-feira, 16 de dezembro de 2015

Superintendente da Semob prevê um investimento de R$ 650 milhões na mobilidade urbana de João Pessoa, em 2016

15/12/2015 -  Portal Ônibus Paraibanos

O Plano de Mobilidade Urbana de João Pessoa para o próximo ano vai ter um investimento de R$ 650 milhões, segundo informou nesta segunda-feira (14) o superintendente da Semob, Carlos Batinga, durante entrevista  no programa Rede Verdade, do Sistema Arapuan. Envolve o inicio das obras do projeto do BRT, um sistema de transporte público baseado no uso de ônibus de tráfego rápido.

Perguntado se o sistema de ônibus rápido vai funcionar, Batinga adiantou: "eu acredito que sim”, lembrando que o projeto já recebeu o aval do Ministério das Cidades e também da Caixa Econômica Federal. Ele prevê 100% da implantação em dois anos para começar o funcionamento do BRT.

Disse que é necessário João Pessoa se preparar para receber o sistema e já começa a apresentar as "boas vindas” nos próximos dias, através dos serviços de faixas exclusivas para o transporte de bicicletas, estacionamento e campanha educativo.

Batinha anunciou, ainda, que a Prefeitura vai dar inicio ao trabalho de desobstrução da avenida Beira-Rio, começando a partir da Igreja Batista até as imediações de um hospital privado de João Pessoa, localizado no bairro da Torre. Consta do recuo de área de calçadas, que porventura tenha sido invadida.

"O problema é que se passaram 25 anos e pouco se fez em João Pessoa de melhoria na mobilidade urbana. Quando é agora pega-se para fazer tudo de uma vez, necessário diante dos problemas enfrentados no dia-a-dia no trânsito da cidade”, afirmou.

Segundo o superintendente da Semob, "perdemos tempo. É que durante todo esse período não se preparou ninguém e as pessoas que entende sobre o assuntos são praticamente as mesma. Por outro lado, também vejo a falta de políticas públicas pelo lado do governo federal.”

Para ele, "o problema é que faltaram políticas públicas pelo governo federal, onde se preferiu incentivar o transporte individual. Por isso, estamos na contramão da situação”, concluiu.

terça-feira, 8 de dezembro de 2015

Em Teresina, 70 estações de embarque e desembarque serão construídas em corredores exclusivos

01/12/2015 - 01/12/2015 


As modificações em vias urbanas de Teresina continuam. As obras na avenida Miguel Rosa, zona sul de Teresina, seguem diariamente onde está sendo construído um corredor exclusivo segregado, onde os passageiros irão embarcar e desembarcar através de estações construídas no canteiro central da avenida.

O objetivo é agilizar o trânsito dos ônibus aos terminais de integração reduzindo o tempo das viagens. “Os corredores são chamados segregados porque eles tem separação física das faixas de rolamento. Então elas serão sinalizadas através de taxo e ele é exclusivo porque contemplará apenas os ônibus. Cada estação será implantada faixa de pedestre”, disse Cíntia Machado, diretora de transporte público da STRANS.

Ao todo serão construídos seis corredores exclusivos segregados nas principais avenidas da capital. Ao longo deles serão implantadas cerca de 70 estações de embarque e desembarque climatizadas a fim de beneficiar os usuários. Os recursos em torno de R$ 30 milhões são oriundos do Programa de Aceleração do Crescimento. O primeiro terminal de integração deverá começar a funcionar no mês de janeiro de 2016.

Informações: Meio Norte

quarta-feira, 2 de dezembro de 2015

No Recife, Corredor Norte/Sul ganha nova estação

26/11/2015 - GRCT

O Corredor Norte/Sul do BRT Via Livre passará a contar com mais uma estação em funcionamento, a partir desta quinta-feira (26). A estação Cruz de Rebouças, localizada na Rodovia PE-15, em Igarassu, logo após o Terminal Integrado de Igarassu, passará a atender aos usuários da linha 1946 – TI Igarassu (PCR). 

Com a inauguração, o corredor passa a ter 24 estações em funcionamento, das 28 previstas, são elas: Cruz de Rebouças, Abreu e Lima, José de Alencar, Hospital Central, São Salvador do Mundo, Cidade Tabajará, Jupirá, Aloísio Magalhães, Bultrins, Quartel, Sítio Histórico, Mathias de Albuquerque, Kennedy, Tacaruna, Santa Casa da Misericórdia, Araripina, IEP, Treze de Maio, Riachuelo, Praça da República, Nossa Senhora do Carmo, Maurício de Nassau, Istmo do Recife e Forte do Brum.

Para mais informações, os usuários dispõem da Central de Atendimento ao Cliente, no 0800.081.0158. 

Informações: GRCT

sexta-feira, 20 de novembro de 2015

Novas estações de transferência de Natal têm baixa adesão dos usuários

28/02/2015 - G1

Segundo usuários, número reduzido de linhas e desinformação atrapalham.

Agentes de trânsito aplicam questionários para gerar relatório.

Do G1 RN


As novas estações de transferência de ônibus de Natal, estruturas inauguradas há uma semana, estão tendo baixa adesão dos usuário de transporte coletivo. Apesar de aprovadas pelo público, o número reduzido de linhas que fazem a integração nas estações e a desinformação por parte dos usuários podem estar ocasionando a pouca utilização do espaço. É o que mostra matéria exibida neste sábado (28) pela Inter TV Cabugi (veja vídeo acima).

Equipadas com Wi-Fi e aparelhos de ar-condicionado, as novas estações do Bairro Latino, na Zona Sul de Natal, e de  Igapó, na Zona Norte, foram inauguradas no último sábado (21). Ainda não tendo recebido a instalação das máquinas leitoras de cartões, as estações só recebem passageiros que descem dos ônibus, de forma que o usuário não pode ingressar a pé.

Nesta fase de implantação, agentes de trânsito estão nas estações para esclarecer dúvidas dos usúarios, bem como para aplicar um questionário que deve resultar em relatório da Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana. Com base no levantamento, pode haver aumento das linhas que realizam a integração.


Linhas disponíveis para integração

Bairro Latino 02, 10/29, 33, 52, 54, 77, 79.

Igapó 01B, 10/29, 15/16, 26, 50, 68, 75A, 81.

Fonte: Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana.


Atualmente, as linhas que fazem a integração na estação de Igapó são: 01B (Cidade da Esperança/Gramoré), 10/29 (Nova Natal/Nova Descoberta), 15/16 (Pajuçara/Petrópolis), 26 (Soledade I/Ponta Negra), 50 (Serrambi/Santa Catarina), 68 (Alvorada IV/Petrópolis), 75A (Parque das Dunas/Ribeira) e 81 (Vila Verde/Ribeira).

No Bairro Latino, as linhas são: 02 (Gramoré/Mirassol), 10/29 (Nova Natal/Nova Descoberta), 33 (Planalto/Praia do Meio), 52 (Rocas/Pirangi), 54 (Rocas/Ponta Negra), 77 (Parque dos Coqueiros/Mirassol) e 79 (Parque das Dunas/Mirassol). 

Para quem necessita fazer a integração na estação da Zona Sul, as linhas 33, 52 e 54 também param no ponto de ônibus do Natal Shopping, próximo da estação. O usuário pode pegar uma dessas linhas no ponto e descer na estação para fazer a integração com as outras linhas.

Em Natal, as novas estações de transferência de passageiros devem entrar em funcionamento neste sábado (Foto: Reprodução/Inter TV Cabugi)
Em Natal, as novas estações de transferência de passageiros devem entrar em funcionamento neste sábado (Foto: Reprodução/Inter TV Cabugi)

quarta-feira, 21 de outubro de 2015

Obras do BRT de Recife sem prazo de entrega

21/10/2015 - Diário de Pernambuco

Mais atrasos nas obras dos dois corredores de BRT da Região Metropolitana do Recife. Depois do anúncio em março, de que o corredor Norte/Sul - de Igarassu ao Centro do Recife - ficaria pronto em dezembro deste ano, a Secretaria das Cidades informou que "não há prazo estipulado” para a conclusão das obras. Sem data de conclusão também para o corredor Leste/Oeste, que vai de Camaragibe até a área central da capital pernambucana. Quando lançados, em 2010, os corredores exclusivos de ônibus deveriam ficar prontos para a Copa do Mundo de 2014.

De acordo com o cronograma inicial do Programa Estadual de Mobilidade Urbana (Promob), o Leste/Oeste seria entregue em dezembro de 2013. E o Norte/Sul ficaria pronto três meses depois, em maio de 2014. De lá para cá, várias datas foram divulgadas. Em março deste ano, o secretário das Cidades, André de Paula, disse que, "se tudo corresse de acordo com o previsto”, até o fim deste ano "a maioria das intervenções seria concluída”. Segundo ele, essa era uma exigência do governador Paulo Câmara, que havia definido os trabalhos de mobilidade como prioridade número 1.

O Diario visitou estações inacabadas. No corredor Norte/Sul, a Estação Complexo do Salgadinho, que está pronta, ainda necessita de conclusão do sistema viário do entorno para começar a operar. Rodeada de tapume e com um matagal crescendo ao seu redor, a estação permanece fechada. A Estação da Benfica, do corredor Leste/Oeste, está com as obras completamente paradas.

Sobre os atrasos, a Secretaria das Cidades informou que está finalizando a contratação da empresa para concluir as obras do Leste/Oeste e abandonadas pelo consórcio de empresas contratado para a execução dos serviços. Com relação ao corredor Norte-Sul, a Secid está buscando uma programação com a empresa para finalizar os serviços. Mas sem definir prazo.

Frota de ônibus está ociosa

O atraso na conclusão das obras do BRT causa prejuízos aos veículos que já estão prontos para rodar, mas que permanecem ociosos. Nas garagens das empresas do Consórcio Conorte - formado pelas operadoras Itamaracá, Rodotur e Cidade Alta e que opera no corredor Norte/Sul - 26 coletivos novos estão sem uso há um ano e três meses.

 No total, são 88 BRTs do consórcio, dos quais 62 estão rodando. "Temos um custo de manutenção porque esses ônibus se desgastam pelo não uso. Colocamos os veículos para circularem internamente nas garagens para retardar esse desgaste”, explicou o diretor institucional da Conorte, Gbson Pereira, sem precisar, no entanto, o valor mensal do prejuízo. A frota parada fica dividida nas garagens das três empresas do consórcio.

Segundo Gbson, o preço de um ônibus que opera no sistema BRT é três vezes maior que um convencional. Já os custos de operação dos veículos são de 30 a 40% maiores que os dos ônibus tradicionais. "A licitação previa um sistema de operação integrada e com vias segregadas. Sem as vias segregadas, a operação, que custa caro, é comprometida”, afirmou Pereira.

sexta-feira, 2 de outubro de 2015

Governo federal suspende repasse para obras do BRT de Feira de Santana

01/10/2015 - G1

Denúncias de irregularidades levaram o Ministério das Cidades a suspender o repasse de dinheiro para as obras do BRT de Feira de Santana, cidade a 100 quilômetros de Salvador. O sistema está sendo financiado com dinheiro da Caixa Econômica Federal. As obras do sistema de transporte rápido de ônibus começaram há dois meses.

Serão três estações de transbordo principais e outras menores. Os ônibus vão passar por linhas exclusivas nas Avenidas Getúlio Vargas e Maria Quitéria. A prefeitura estima que cerca de 48 mil usuários serão transportados por dia e que o tempo de circulação reduza à metade. Um canteiro de obras chegou a ser montado na avenida Maria Quitéria, mas o serviço não começou ainda porque o espaço foi ocupado por manifestantes.

Desde o início, o projeto para implantação do BRT encontra dificuldades na execução. A Defensoria Pública e o Ministério Público já entraram na Justiça para tentar impedir o andamento da obra.

A prefeitura recorreu e o Tribunal de Justiça da Bahia decidiu por manter o cronograma normal. Mas, em menos de um mês, o Ministério das Cidades anunciou que iria pedir a suspensão dos repasses. A justificativa seria apurar denúncias de irregularidades do projeto.

Na quarta-feira (30), a Caixa Econômica Federal informou a prefeitura que as verbas foram suspensas, atendendo a solicitação do governo federal.

Até o momento foram repassados para a prefeitura apenas R$ 120 mil dos quase R$ 90 milhões do empréstimo que a prefeitura tomou junto a Caixa. O secretário de Planejamento, Carlos Brito, disse que o MInistério das cidades não fez nenhum questionamento até o momento ao governo municipal e que a prefeitura está pronta para prestar todos os esclarecimentos.

"Nós estamos fazendo ações junto ao Ministério das Cidades para que eles possam nos esclarecer o que é que está diferente, porque o projeto foi validado, volto a repetir, de uma maneira responsável e competente pela Caixa Econômica Feral", conclui.

Liminar negada

No dia 10 de setembro deste ano, o juiz Gustavo Hungria, da 2ª Vara da Fazenda Pública de Feira de santana, negou o pedido de liminar feito pela Defensoria Pública e do Ministério Público Estadual, em 14 de agosto, para suspender as obras do BRT.

Em julho, a construção parou durante nove dias, após a Justiça aceitar o argumento de que o transporte não atende às necessidades da população carente e resulta em impacto ambiental, por conta da retirada de árvores. Além de suspender as obras, a ação pedia também que fosse elaborado o plano diretor do município, a anulação do contrato entre a prefeitura e a construtora que vai fazer a obra e a cassação da licença ambiental.

Na decisão, o juiz entendeu que o assunto já tinha sido julgado favorável à prefeitura pelo Tribunal de Justiça da Bahia em outra ação movida pelos defensores públicos. Na mesma decisão, o juiz determinou que a prefeitura apresente dentro de 15 dias o plano para a retirada de árvores da Av. Getúlio Vargas. A prefeitura argumentou que cumpriu todas as normais técnicas e ambientais para a construção do BRT.

Impacto ambiental
Cerca de 110 árvores serão retiradas da Avenida Getúlio Vargas, em Feira de Santana, por conta das obras do sistema de Bus Rapid Transit (BRT), disse ao G1 o secretário municipal de Planejamento, Carlos Brito. A situação tem gerado uma série de protestos entre os moradores. Em 17 de agosto, um grupo se reuniu em frente à sede da prefeitura em manifestação em prol das árvores.

O secretário de Planejamento disse que o projeto de construção do BRT mantém mais de mil árvores na avenida e as que serão retiradas vão ser plantadas novamente em outros locais. O secretário afirmou que a prefeitura tem “consciência” de que age dentro da legalidade na execução das obras. Carlos Brito salientou que o projeto do BRT já foi aprovado em 2012 pelo Ministério das Cidades. A obra está orçada em cerca de R$ 90 milhões e deve gerar 1600 empregos diretor e indiretos.

Os detalhes do projeto

A obra tem previsão de investimentos na ordem de R$ 87 milhões e inauguração em janeiro de 2017. A ordem de serviço foi assinada e garantiu o primeiro tipo de transporte do tipo no estado. Salvador tem projeto parecido, mas o edital de licitação está parado desde março.

Em Feira, de acordo com o secretário municipal de Planejamento, Carlos Martins, o BRT prevê a construção de três novas estações de ônibus, além das três já existentes (Norte, Sul e Centro).

Os novos espaços serão construídos no bairro da Pampalona, como também nas Avenidas Noide de Cerqueira e Ayrton Senna. Conforme o projeto, as três estações serão interligadas por meio de dois corredores: João Durval, com 4,8 quilômetros de extensão, e o Getúlio Vargas, com 4,45 quilômetros. Também estão previstas as implementações de outras cinco estações de ônibus menores ao longo da Avenida Getúlio Vargas.

Ao todo, estão previstos 20 ônibus especiais com acessibilidade para pessoas com deficiência, GPS, ar-condicionado e capacidade para atender até 100 passageiros, por viagem. A perspectiva é que sejam atendidas cerca de 48 mil usuários por dia.

Informações: G1 BA, com informações da TV Subaé

quinta-feira, 1 de outubro de 2015

Faixa exclusiva reduz em cinco minutos o trajeto de ônibus na Rua João Pessoa

01/10/2015 -  A Tribuna - Santos

Um mês e 20 dias após o início de sua operação, o corredor de ônibus da Rua João Pessoa, no Centro de Santos, reduziu em cinco minutos o tempo de viagem dos coletivos no horário de mais movimento, entre 18 e 19 horas. Ao invés de sete minutos e 30 segundos, os motoristas levam dois minutos e 30 segundos para percorrer os 1.750 metros da via.

A redução média calculada pela Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) no início da manhã, entre 7 e 8 horas, é menor, de 18,5% do tempo, enquanto a média entre as 11 e as 15 horas chega a 35%; e, das 16 às 18 horas, em 50%.

Os dados foram fornecidos a pedido de A Tribuna. Segundo o presidente da CET, Antônio Carlos Silva Gonçalves, o corredor está consolidado e não há conflitos entre motoristas de carros de passeio e os dos coletivos. Ainda assim, no primeiro mês de funcionamento, entre 10 de agosto e 9 de setembro, a CET aplicou 54 multas por desrespeito à faixa exclusiva.

Pelo Código de Trânsito brasileiro (CTB), transitar na faixa exclusiva do transporte coletivo é infração gravíssima, com multa de R$ 191,54 e acréscimo de sete pontos na CNH.

A recomendação de Gonçalves para evitar multas é que o motorista respeite a sinalização, entrando e saindo do corredor para fazer as conversões à direita apenas na faixa seccionada.

Quanto à reposição da sinalização de solo que desgrudou da pista dias após a colocação, no trecho entre o porto e a Rua Braz Cubas, a CET acionou a empresa responsável, pois o serviço está na garantia. "Não é normal que isso ocorra”, diz Gonçalves. Naquele trecho, segundo ele, o material termoplástico deveria ter durabilidade de cinco anos, apesar da abrasão provocada pelo tráfego intenso de ônibus.

Ana Costa poderá ter restrição em faixa de ônibus ampliada

Faixa exclusiva funciona entre 6h e 9h, no sentido Centro e das 17h às 20, no sentido Praia

O horário de restrição para carros e motos trafegarem na faixa destinada aos coletivos, na Avenida Ana Costa, em Santos, poderá ser ampliado pela Companhia de Engenharia de Tráfego (CET). A avenida foi a primeira via de Santos a ter uma faixa exclusiva para ônibus, em horários de pico, das 6h às 9 horas, na pista praia-Centro e das 17h às 20 horas, na pista Centro-Praia.

Segundo o presidente da CET, Antônio Carlos Silva Gonçalves, apesar da remodelação ainda não ter data, a restrição nos corredores não deverá ocorrer 24 horas, como acontece na Rua João Pessoa, no Centro de Santos.

"Vamos fazer adequações necessárias, como tirar pontos de ônibus onde há conversões à direita. Também temos um estudo para ampliar a largura das faixas de rolamento, que são estreitas. Hoje, é muito comum ter casos de abalroamento de retrovisores. Não é uma avenida confortável para o motorista. Por isso, estamos fazendo um grande estudo que deverá ser implantado até o final do ano ou o início de 2016”, antecipa.

Em Santos, além dos corredores exclusivos, há faixas preferenciais nas Avenida Conselheiro Nébias (das 12h às 20h no sentido Centro/praia) e na Avenida Bernardino de Campos (das 17h às 20 horas no sentido Centro/praia.

Diferente da exclusiva, a faixa preferencial permite compartilhar no mesmo espaço ônibus e veículos, desde que respeitada a preferência aos coletivos. O estacionamento de veículos fica proibido no horário de ativação da faixa preferencial.

sexta-feira, 25 de setembro de 2015

Estado de PE desiste de implantar corredor de BRT na rodovia BR-101

25/09/2015 - Jornal do Commercio - PE

ROBERTA SOARES

A crise e a falta de perspectiva econômica do País travaram mais uma das inúmeras obras de mobilidade anunciadas com pompa pelo governo de Pernambuco, ainda na gestão do falecido ex-governador Eduardo Campos. Dessa vez a vítima é o corredor exclusivo de BRT (Bus Rapid Transit) previsto para ser construído na BR-101. Nada saiu do papel desde que foi anunciado, ainda no início de 2013, e agora a Secretaria das Cidades avisa: o projeto está engavetado, sem prazo para voltar a ser discutido. Por enquanto, a rodovia federal terá apenas a operação tapa-buraco e, só no futuro, será feita a restauração completa. Mas nada de transporte público de qualidade.

O Corredor de BRT seria implantado nos 30,6 quilômetros do contorno urbano que a BR-101 faz da Região Metropolitana do Recife. Ligaria o Terminal Integrado de Abreu e Lima, no extremo norte, ao TI de Cajueiro Seco, em Jaboatão dos Guararapes, no extremo sul. Na época, foi anunciado como um mega projeto pelo governo. Somente a implantação do corredor exclusivo de BRT custaria R$ 550 milhões. Todo o projeto da BR-101, incluindo a restauração do contorno e as obras d’arte, como são chamadas as pontes, viadutos e elevados, tinham custo superior a R$ 800 milhões.

Seriam construídas 39 estações de BRT e até um elevado exclusivo para os ônibus entre a Avenida Caxangá e a BR-232, exatamente no trecho de maior movimento da BR-101. A previsão era atender 150 mil passageiros. Hoje, as 13 linhas que circulam na rodovia – a quarta perimetral do Recife e de extrema importância operacional para o SEI (Sistema Estrutural Integrado) – transportam 120 mil pessoas por dia, mas em péssimas condições e sem qualquer conforto.

"Infelizmente tivemos que desistir do projeto. A implantação do corredor de BRT estava dividida em três segmentos de dez quilômetros cada e conseguimos assinar um termo de compromisso para receber R$ 132 milhões do governo federal apenas para o primeiro. Não para os outros. Diante do cenário nacional atual, decidimos que o corredor não é prioridade. Que não devemos tentar iniciar um novo projeto tendo outros pendentes. Temos que terminar o que está em obras. Esse é nosso compromisso”, explicou o gerente-geral de mobilidade da Secretaria das Cidades, Gustavo Gurgel.

Não pesou apenas a dificuldade financeira do governo estadual, que assinou decreto de contigenciamento para reduzir em 25% as despesas administrativas, mas principalmente a instabilidade econômica da União. "Não dá para, no momento atual, apostar em uma obra que dependa de recursos federais. É muito risco de descontinuidade. Também não dispomos, agora, de recursos para a contrapartida que o Estado teria que dar. Por isso decidimos que iremos fazer a recuperação emergencial da BR-101 e, futuramente, apenas a restauração da pista”, reforçou Gurgel. Dos R$ 182 milhões previstos para a restauração da rodovia, R$ 120 milhões já estão à disposição da Secretaria das Cidades.

quarta-feira, 23 de setembro de 2015

BRT mais distante da Agamenon

23/09/2015 - Diário de Pernambuco

O ramal do sistema Bus Rapid Transit (BRT) da Avenida Agamenon Magalhães corre risco de não sair do papel. Após vários prazos vencidos para o início das obras, o projeto está sendo avaliado pelo governo do estado, que vai decidir se o trecho é prioritário no atual momento. Embora ainda não tenha descartado oficialmente a implantação do BRT na artéria, a Secretaria de Cidades já não trabalha mais com prazos e diz que não sabe se a pauta vai entrar nos planos do estado.

Diante da falta de perspectivas para o projeto, a Companhia de Trânsito e Transporte Urbano (CTTU) estuda implantar uma Faixa Azul na Agamenon Magalhães, com o objetivo de melhorar o fluxo do transporte coletivo no corredor. A velocidade média da via, em horários de pico, é de 17km/h.

"Houve a contratação de empresa para a implantação do Ramal Agamenon Magalhães, mas a companhia não tem interesse em continuar. Está ocorrendo processo de distrato contratual”, informou, através de nota, a assessoria da Secretaria das Cidades de Pernambuco.

Segundo o gerente de Mobilidade da pasta, Gustavo Gurgel, há um termo de compromisso entre a secretaria e a Caixa Econômica Federal, no valor de R$ 120 milhões, para a realização das obras. Ele acrescenta que o grau de prioridade do serviço será uma avaliação administrativa que não se deve à falta de recursos. No inicío do ano, contudo, a pasta justificou que as obras, previstas inicialmente para serem entregues antes da Copa do Mundo, estavam atrasadas porque a verba do governo federal não havia sido liberada.

Análises

Por causa da intenção de implantar o ramal, a via ficou de fora das prioridades da CTTU para a Faixa Azul, sistema de faixas exclusivas para ônibus e táxis com passageiros que deve abranger 60km até o fim de 2016. "A possibilidade de implantar uma Faixa Azul na avenida não está descartada, mas depende dos resultados de uma série de análises técnicas e simulações de engenharia de tráfego, que indiquem a viabilidade de garantir um aumento considerável na velocidade dos transportes coletivos que circulam no local”, ponderou a CTTU, por nota. O órgão afirmou que os estudos serão realizados.

sexta-feira, 18 de setembro de 2015

Estações do Corredor Expresso Fortaleza disponibilizam acesso a internet wi-fi

18/09/2015 - Fortalbus

Acessar a internet por meio de rede wi-fi nas estações do Corredor Expresso Fortaleza é mais uma comodidade oferecida pelo novo corredor de ônibus localizado na Avenida Bezerra de Menezes, inaugurado no último dia 18 de julho. Para utilizar, basta realizar o cadastro oferecido pela Coordenadoria de Ciência, Tecnologia e Inovação (Citinova) por meio do site http://wifi.fortaleza.ce.gov.br.


Os dados do usuário são solicitados e devem ser confirmados por e-mail. O acesso é liberado por cerca de uma hora e está limitado à área da estação. A capacidade e velocidade de acesso foram dimensionadas a partir de uma estimativa de quantidade de usuários das estações. O acesso é bloqueado para conteúdo impróprio.

O programa Fortaleza Inteligente oferece internet em diversos espaços públicos da cidade, como praças e, agora, nas estações. Com isso, os usuários do transporte público podem, inclusive, utilizar o aplicativo Meu Ônibus, oferecido, gratuitamente, nos sistemas Android e IOS para acompanhar a previsibilidade de chegada do transporte público.


A internet wi-fi é mais um benefício oferecido pela construção do Corredor Expresso Fortaleza, obra realizada pela Prefeitura de Fortaleza, por meio da Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seinf) e da Empresa Municipal de Transporte Urbano de Fortaleza (Etufor).

Instruções para acesso - Para conectar, é necessário confirmar a solicitação do cadastro no site wifi.fortaleza.ce.gov.br por email, utilizando o 3G de qualquer operadora. Quando for acessar, é necessário efetuar o login com o CPF e a senha cadastrados sempre com o limite de 1 hora de uso. Excedido este tempo, para conectar outra vez, é preciso efetuar o login novamente. O cadastro é válido para qualquer espaço público que ofereça internet gratuita da Prefeitura de Fortaleza.

sexta-feira, 11 de setembro de 2015

Impasse sobre BRT gera nova briga política entre prefeitura e governo

10/09/2015 - Tribuna da Bahia

O prefeito ACM Neto (DEM) anunciou o projeto do BRT (Bus Rapid Transit) no início da sua gestão, em 2013, e seu objetivo era entregar a via expressa ligando a Estação da Lapa à Ligação Iguatemi Paralela (LIP) no primeiro semestre de 2016, a poucos meses da eleição municipal. No entanto, aquilo que poderia ser o carro-chefe da administração do democrata está se tornando motivo de novo embate político.

Primeiro, porque o BRT com aproximadamente nove quilômetros de extensão tem um custo previsto de R$820 milhões, acrescidos aí a contrapartida da prefeitura e que deve elevar o orçamento para pouco mais de R$1 bilhão. Do total previsto, R$520 milhões foram solicitados à Caixa Econômica Federal (CEF) como empréstimo e R$ 300 milhões deveriam vir através do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) da Mobilidade, ou seja, do governo federal. É esse o segundo ponto que tira o sono do prefeito ACM Neto.

Com o Palácio do Planalto fazendo corte de gastos e elevando impostos para tentar contornar os impactos da crise econômica que atinge o país, os recursos para as obras podem não ser liberados tão cedo. Neto chegou a afirmar no início dessa semana que já perdeu as expectativas de ver o BRT funcionando por tão cedo e disparou: "Ficou claro que o problema todo é do governo federal”. Como o governo federal é liderado pelo PT, adversário político do prefeito ACM Neto, uma das principais lideranças da oposição no DEM, as queixas também se dão no plano do jogo de interesse político-eleitoral.

Petistas ironizam o projeto do prefeito e dizem que o BRT está muito caro. Fazendo um comparativo, o equipamento soteropolitano tem praticamente a mesma distância, de nove quilômetros, do que foi iniciado recentemente em Feira de Santana. Lá, o orçamento total foi de R$87 milhões, enquanto em Salvador passará da casa de um bilhão. "A prefeitura fez a sua parte. O início da construção do BRT não tem prazo nem previsão. Agora, o que podemos fazer? Nada, apenas lamentar. Principalmente porque se tratou de um compromisso público da presidente da República, que faz parte de um acordo firmado em 2013, quando a prefeitura transferiu o metrô para o governo estadual”, explicou.

Quando prometeu o aporte financeiro, a presidente Dilma classificou o prefeito da capital como grande parceiro dos governos estadual e federal. A partir de então, o prefeito tem peregrinado por Brasília no intuito de conseguir a liberação dos recursos, mas trâmites burocráticos, principalmente no Ministério das Cidades, comandado pelo presidente do PSD nacional, Gilberto Kassab, têm ameaçado o projeto.

A questão se acirra no plano da política porque o governo Rui Costa também tem o projeto de implantação do VLT (Veículo Leve Sobre Trilho) que pretende ligar o bairro de Paripe, no Subúrbio de Salvador, ao terminal da França, no Comércio, substituindo o atual trem que parte da Calçada rumo aos bairros suburbanos. Em julho, surgiu a informação de que Dilma viria a Salvador lançar o edital de construção do equipamento orçado em R$ 1,1 bilhão. Embora isso não tenha se concretizado, acendeu a luz de alerta no Palácio Thomé de Souza, pois o projeto do BRT havia sido apresentado antes do VLT e esse, por ser de autoria do governo do estado, estaria com mais chances de se concretizar do que o ligado ao prefeito ACM Neto.

O governador Rui Costa (PT) sai em defesa do governo Dilma nessa questão e atribui a demora à crise que o Planalto enfrenta. Apesar dos problemas, o mesmo governo petista tem liberado recursos para a construção de contenção de encostas na cidade, por meio da Secretaria Estadual de Desenvolvimento Urbano (Sedur), o que tem causado uma disputa política entre governo e prefeitura. As constantes visitas do governador aos bairros da capital autorizando ou inaugurando obras lhe rendeu o apelido de "goverfeito”, por serem ações que geralmente seriam feitas pelo prefeito.

segunda-feira, 31 de agosto de 2015

Nova faixa azul começa a funcionar na Real da Torre, Zona Norte do Recife

31/08/2015 - G1 PE

Começou a funcionar nesta segunda-feira (31) a faixa azul, exclusiva para ônibus e táxis do Recife, no bairro da Torre, na Zona Oeste da capital. De acordo com a Companhia de Trânsito e Transporte Urbano (CTTU), o trânsito no local fluía normalmente no início da manhã. Para os carros, o tráfego é intenso, mas sem congestionamentos. Já para os ônibus que utilizam o corredor exclusivo, a circulação flui normalmente.

A faixa, que tem cerca de um quilômetro e meio de extensão, foi implantada no trecho entre os cruzamentos com as ruas Marcos André e José Osório. A via será fiscalizada por agentes de trânsito, de segunda a sexta-feira, das 6h às 22h, para assegurar o cumprimento da norma. Os condutores flagrados utilizando a faixa irregularmente poderão receber uma multa gravíssima, no valor de R$ 191,54, além de sete pontos na habilitação.

Ao todo, 52 mil passageiros e 22 mil veículos circulam na avenida diariamente, segundo dados do Grande Recife Consórcio de Transporte. São dez linhas de ônibus circulando pelo local. Com a nova faixa, o Recife passa a contar com aproximadamente 23 quilômetros de faixa azul.

quarta-feira, 19 de agosto de 2015

Teresina adquire seu primeiro urbano com ar condicionado

18/08/2015 - Mobilidade Laranja



Algumas cidades brasileiras estão seguindo uma tendência iniciada nos anos 90 no Rio de Janeiro de oferecer serviço de refrigeração do salão de passageiros para ônibus urbanos. Até cerca de 1998, apenas ônibus rodoviários eram refrigerados. 

E Teresina, capital do Piauí acaba de adquirir seu primeiro exemplar, após várias cidades nordestinas (incluindo Fortaleza, que optou por refrigerar toda a frota). Não fomos informados se haverá mais exemplares (cremos que sim) e qual porcentagem de refrigerados a capital piauense terá.

Piauí tem se dedicado a renovar bem a sua frota, com muitos ônibus novos em circulação. Que venham mais refrigerados na frota da cidade.

Em Teresina, dezenas de árvores são cortadas para a construção de um terminal de ônibus

18/08/2015 - O Dia

Prefeitura afirma que licença foi concedida com a condição de que as árvores, muitas nativas, que foram extraídas sejam plantadas em dobro na capital

Ana Paula Diniz 

Árvores cortadas terão de ser plantas em dobro
Árvores cortadas terão de ser plantadas em dobro
créditos: Elias Fontenele
 
Diversas árvores foram cortadas no local onde está sendo construído um dos oito terminais de integração previstos no Plano Diretor de Transporte e Mobilidade Urbana de Teresina. A estação da zona Sudeste, localizada próxima à rotatória da avenida principal do Dirceu, começou a ser construída na semana passada e tem previsão de término para até o mês de julho de 2016.
 
De acordo com Aluízio Sampaio, titular da Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Semam), o corte das árvores foi feito de maneira legal, com licença ambiental. "Foi licenciado e as árvores que sofreram extração serão replantadas. Estas árvores podem ser facilmente compensadas", argumenta o secretário.
 
Já Lívia Macedo, arquiteta da Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (Strans) e uma das responsáveis pelo andamento das obras dos terminais de integração, conta que a licença foi concedida pela Semam com a condição de que as plantas que foram extraídas sejam plantadas em dobro. "Este replantio será feito na própria área remanescente da construção do terminal e em áreas próximas da região", declara.
 
Dentre as espécies extraídas, haviam oitizeiros, também chamados de goiti, que são árvores encontradas em abundância no nordeste brasileiro, principalmente no Piauí, e tem grande valor simbólico. Esta espécie oferece bastante sombra, dá frutos comestíveis e é indicada para reflorestamentos mistos de áreas degradadas.
 
Segundo Lívia, as árvores que serão replantadas serão da mesma espécie que foram extraídas. "Tivemos informação de que as árvores foram plantadas pela Fundação Bradesco, localizada ao lado da obra em questão; por isto, fomos até a coordenação da Fundação para explicar todo o projeto. Fomos bem recebidos e não houve nenhuma objeção", diz.
 
Os locais escolhidos para a construção dos terminais foram eleitos a partir do estudo do Plano Diretor de Transporte e Mobilidade Urbana de Teresina, iniciado em 2008. "A escolha cumpre uma série de necessidades que o estudo aponta, dentre elas o distanciamento de até 6 km do Centro e também precisa ser um terreno que tenha dimensões consideráveis para abrigar o terminal", explica a arquiteta. O terminal da zona Sudeste terá quatro vagas para linhas troncais, que se destinam ao Centro da cidade, e sete vagas para linhas alimentadoras, que são as linhas internas dos bairros.
 
Segundo a Secretaria Municipal de Planejamento (Semplan), as linhas serão divididas em três formas: alimentadoras, troncais e interterminais. As alimentadoras terão origem nos bairros e levarão os usuários até as linhas troncais, nos terminais de integração. Em seguida, as linhas troncais levarão os usuários ao Centro da cidade, destino principal da maior parte da população. Já as linhas interterminais deverão transportar os passageiros de uma zona à outra da cidade.
 
Segundo Lívia, estes terminais terão a estrutura toda aberta para permitir a ventilação. "A única vedação que ele tem é um elemento chamado de breeze, que condiciona sombreamento e ventilação. O único bloco fechado será o de apoio, onde ficará a administração, segurança e bicicletário", explica.

sexta-feira, 7 de agosto de 2015

Teresina licita 34 estações de passageiros como parte do projeto de mobilidade urbana

05/08/2015 - Capital Teresina

A Prefeitura de Teresina vai realizar nos próximos dias licitações para a construção de 34 estações de passageiros. Esse projeto está incluso nas obras de construção dos corredores exclusivos para ônibus, com o objetivo de promover a mobilidade urbana.

"As 34 estações de passageiros estão inclusas dentro das obras dos corredores da Barão de Gurgueia e da Miguel Rosa. Por isso, conforme sejam executadas as construções dos corredores, Teresina ganhará muito mais estações. A maior preocupação é oferecer conforto aos usuários do transporte público, começando desde a estação, que é ampla, protegida do sol e climatizada, até o trajeto do ônibus, que vai ser mais rápido por conta dos corredores exclusivos", avalia José João Braga, secretário executivo de Captação de Recursos e Monitoramento da Secretaria Municipal de Planejamento e Coordenação (SEMPLAN).

As novas estações serão climatizadas e vão contar com portas automáticas, fechamento em vidro, forro de gesso e piso granilite. Cada estação de passageiro terá aproximadamente 500 metros de distância uma das outras.

O corredor exclusivo da Avenida Miguel Rosa terá 7,74 km de extensão e contará com 22 estações de passageiros. Essa obra está orçada em R$ 13.826.508,04 e o processo licitatório está marcado para o próximo dia 14. Já o corredor exclusivo para ônibus da Avenida Barão de Gurgueia terá 5,5 km de extensão e contará com 12 estações de passageiros. A obra deverá ser licitada no início de setembro e está orçada em R$12.655.229,33.

Ambas as obras serão executadas com recursos do Programa de Financiamento das Contrapartidas do Programa de Aceleração do Crescimento (CPAC) e a previsão para conclusão é de 12 meses cada, a contar da assinatura da ordem de serviço.

"As estações de passageiros terão de 3m a 3,5m de largura, por 30m a 45m de comprimento, dependendo da quantidade de passageiros. Nós fizemos um estudo antes de apresentar esse projeto, contendo todos esses detalhes. Por isso algumas ficarão mais próximas e maiores a fim de atender toda a demanda de passageiros com conforto e segurança", finaliza José João Braga.

Informações: Capital Teresina

O próximo corredor de ônibus expresso BRT em Fortaleza

07/08/2015 - Fortalbus



As novas ações da Prefeitura visam oferecer um transporte público de qualidade, com previsibilidade de horário e rapidez entre as viagens, trazendo mais conforto ao usuário. O BRT é um dos corredores expressos prometidos para melhorar o fluxo de tráfego, atendendo às diretrizes das políticas de mobilidade urbana, na qual o foco prioritário é o transporte público coletivo.



Depois do sucesso do BRT Bezerra de Menezes que liga o Terminal Antônio Bezerra ao Centro, o prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio, anunciou o início dos estudos de viabilização para as obras da primeira etapa do BRT Fernandes Távora/Expedicionários, que deve ter início em um prazo de 60 dias. O BRT tem investimento de R$ 125 milhões, e quando pronto, contará com 17 Km. 

O BRT Fernandes Távora/Expedicionários ligará o Conjunto Ceará, um dos bairros mais populosos de Fortaleza, ao centro da capital. Além das melhorias viárias, este corredor prevê a reforma, ampliação e adequação do terminal da Parangaba, passando da área atual de 12.000 m2 para 22.000 m2, que representa um acréscimo de mais de 80%, tornando o terminal compatível com a demanda atual de passageiros.

segunda-feira, 27 de julho de 2015

Grande Recife: Linhas do BRT Norte/Sul passam a operar de forma semi-expressas

26/07/2015 - GRCT

A partir deste sábado (25), os usuários que utilizam as linhas 1915 – TI PE-15 (Dantas Barreto) e 1979 – TI Pelópidas (Dantas Barreto), do Corredor Via Livre Norte/Sul, chegarão mais rápido a seus destinos. É que essas duas linhas passarão a operar de forma semi-expressa, diminuindo o tempo de viagem dos passageiros. 

A operação funcionará da seguinte maneira: As linhas seguirão expressas a partir do TI PE-15 até a Estação Tacaruna, ou seja, deixarão de atender as estações em funcionamento Bultrins, Quartel, Sítio Histórico, Mathias de Albuquerque e Kennedy. A mudança acontecerá tanto no sentido subúrbio/cidade quanto no cidade/subúrbio.

É importante lembrar que as demais estações do corredor continuarão sendo atendidas normalmente por essas linhas. 

Para mais informações os usuários dispõem da Central de Atendimento ao Cliente no número 0800.081.0158. 

Informações: GRCT

sexta-feira, 24 de julho de 2015

Prefeitura reforça monitoramento no Corredor Expresso da Avenida Bezerra de Menezes

24/07/2015 - Fortalbus

O Corredor Expresso Fortaleza será monitorado por meio de um Centro de Controle Operacional (CCO) instalado no terminal Antônio Bezerra. O painel é composto por seis telas que acompanham 88 câmeras instaladas nas onze estações, que transmitem, em tempo real, a operação de transporte realizada no Corredor Expresso Fortaleza. Os painéis serão monitorados pelos funcionários da Empresa de Transporte Urbano (Etufor) a fim de verificar a programação da linha 200 e comprovar a eficiência do serviço.



A partir do monitoramento, a Etufor pode verificar a velocidade média comercial da linha, o embarque e desembarque dos passageiros, cumprimento dos horários, o funcionamento do sistema de automação nas portas, entre outras questões relevantes. Esse serviço será disponibilizado para a Coordenadoria Integrada de Operações de Segurança (CIOPS), favorecendo a segurança dos usuários nas estações.

Desde 2008, a Etufor monitora os veículos das frotas de ônibus e vans de Fortaleza através do GPS (Global Positioning System - Sistema de Posicionamento Global). O sistema é uma importante ferramenta de radionavegação, baseada em satélites, que auxilia a administração municipal no gerenciamento do transporte público, na medida em que fornece informações diárias sobre a performance dos carros nas ruas da capital. Os dados contidos nos relatórios fornecidos pelo sistema também contribuem para melhorar o planejamento do transporte público, otimizando resultados e aumentando as chances de iniciativas bem sucedidas.



A Prefeitura de Fortaleza também inicia, nesta semana, uma força tarefa de caráter preventivo para evitar ocupações irregulares nas estações do Corredor Expresso e áreas próximas. A ação é articulada pela Coordenadoria das Regionais e composta por agentes da Etufor, das Secretarias Regionais I e III, além da Guarda Municipal e da Agência de Fiscalização de Fortaleza (Agefis). Inicialmente, os fiscais vão monitorar as onze estações por meio de equipes móveis e fixas, especialmente durante os horários de maior movimentação de usuários do transporte público, além de manter permanente contato com a Guarda Municipal.

A ideia é avaliar, semanalmente, a eficácia da operação para aprimorar os trabalhos. De acordo com o coordenador executivo de Articulação das Secretarias Regionais, Pedro Rocha, "a intenção é prestar apoio ao cidadão, já que essa é uma experiência histórica para Fortaleza que nunca teve um modelo de transporte eficiente e diferenciado como o Corredor Expresso".



Corredor Expresso

Com a nova operação, a linha 200 - Antônio Bezerra/Centro passa a utilizar a Faixa 2 do corredor ao lado do canteiro central. Assim, os usuários da linha só poderão utilizar as estações pra embarcar e desembarcar pelas portas do lado esquerdo dos ônibus articulados. Em breve, passa a operar também nas estações a linha 222 - Antônio Bezerra/Papicu/Antônio Sales.

O embarque no coletivo continua sendo realizado pela porta traseira e o desembarque pelas duas portas dianteiras. O embarque de idosos, gestantes, pessoas com deficiência ou dificuldade de locomoção deve ser feito pela porta dianteira mediante pagamento junto ao cobrador. Os usuários que contam com cartão de gratuidade devem utilizar a porta de embarque.



O corredor exclusivo liga o novo terminal do Antônio Bezerra ao centro. A entrada e saída das estações são realizadas pelas rampas que ficam próximas aos abrigos. A sinalização orienta por onde os passageiros devem seguir, inclusive com piso podotátil. As estações são dotadas de sistema de automação que viabiliza as portas automáticas de maneira sincronizada com a chegada e saída dos veículos.

As fiscalizações de trânsito permanecem de forma contínua, por meio de câmeras, em diversos pontos ao longo da Av. Bezerra de Menezes, e de agentes da Autarquia Municipal de Trânsito, Serviços Públicos e de Cidadania (AMC), inclusive com a fiscalização de estacionamentos irregulares. No caso do BRT, que é segregado fisicamente pelo gelo baiano, não há exceções de uso para veículos, como é o caso das faixas exclusivas, sendo expressamente para o ônibus.

Dilma Rousseff deve anunciar VLT, BRT e obras em encostas de Salvador em agosto

24/07/2015 - Salvador Notícias

Na última quarta-feira (22), o governador Rui Costa (PT) esteve em Brasília com o objetivo de alinhar e arrematar inúmeros projetos de áreas de mobilidade urbana e de contenção de encostas para capital baiana. Rui, que está entre os governadores mais bem avaliados pela presidente Dilma Rousseff, segundo a coluna Tempo Presente, do jornal A Tarde, deixou agendado o dia 4 de agosto para o anúncio de importantes obras baianas pela presidente, no total de R$ 8 milhões. A data ainda deve ser confirmada por Dilma, mas a petista deve vir a Salvador já neste mês de agosto.

Entre as obras que devem ser anunciadas, estão a do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT) — substituto do trem do subúrbio —, ligando os bairros do Comércio a Paripe, custando R$ 1,5 bilhão; O BRT, projeto de ACM Neto, que custa R$ 300 milhões federais e R$ 500 milhões da prefeitura de Salvador financiados pela Caixa Econômica Federal; além de várias intervenções nas encostas de Salvador, ao custo de R$ 200 milhões.

Em relação as obras de contenção de encostas da cidade, Rui Costa disse que aceita até empréstimo. "É pelo caráter emergencial. A Bahia não tem dinheiro em caixa, mas nossos indicadores de crédito são positivos. É como um cidadão que não tem saldo bancário, mas está com o nome limpo", afirmou.

Andréia Barros

Depois de 9 dias parada, Justiça libera obra do BRT em Feira

24/07/2015 - A Tarde - Salvador

Leia: Governo autoriza construção do BRT em Feira de Santana - A Tarde - Salvador

A Justiça, que tinha proibido as obras do sistema BRT em Feira de Santana (há 109 km de Salvador), voltou atrás e autorizou a continuidade do trabalho. A decisão da desembargadora Regina Helena Ramos, publicada no Diário Oficial desta sexta, 24, revoga a liminar concedida pelo juiz Roque Araújo.

O serviço, que foi interrompido nesta quarta, 15, será retomado nesta sexta, 24. De acordo com a prefeitura da cidade, o trabalho vai recomeçar no bairro Sítio Novo, onde é construída a primeira Estação de Transbordo.

Quando estiver pronto, a previsão do governo municipal é que cerca de 60 mil usuários utilizem o sistema por dia.

Suspensão

O juiz Roque Araújo tinha suspendido as obras alegando que o projeto não estava adequado as disposições legais, principalmente em relação as questões ambientais. O magistrado também ressaltou a ausência de um plano de transporte urbano integrado com o BRT.

A ação foi impetrada pela 1ª Defensoria Pública de Feira de Santana.

O BRT é uma obra estimada em R$ 100 milhões, com recursos da Caixa Econômica Federal (CEF), por meio do Plano de Aceleração do Crescimento (PAC). O corredor exclusivo de ônibus terá a extensão de 8 km, passando principalmente pelas avenidas João Durval carneiro e Getúlio Vargas.

Impasse envolvendo o BRT pode estar perto do fim; entenda

24/07/2015 - Tribuna da Bahia

Quando a presidente Dilma Rousseff anunciou o aporte financeiro em 2013 de R$ 600 milhões para o BRT de Salvador, projeto considerado o carro-chefe da gestão do prefeito ACM Neto (DEM), a petista classificou o democrata como grande parceiro dos governos estadual e federal. De lá para cá, os recursos que deveriam sair do Orçamento da União e do financiamento por meio da Caixa Econômica Federal se tornaram lenda. O prefeito ACM Neto, virtual adversário da ala petista no ano que vem na disputa pela prefeitura de Salvador, tem peregrinado por Brasília em busca da liberação dos recursos. Com a promessa da presidente Dilma de anunciar os investimentos dessa vez, a novela poderá ter um capítulo findado.

O gestor democrata anunciou seu projeto em outubro de 2013, dez meses após assumir a gestão, e a partir de então tem assistido às promessas do governo federal para liberar os recursos, como a feita pelo ministro das Cidades, Gilberto Kassab no mês passado. Como foi mostrado por reportagem da Tribuna em junho, um dos entraves colocados pelo governo federal foi a ausência de um plano de mobilidade por parte da prefeitura de Salvador. A falta do documento impede a liberação dos recursos da ordem de R$ 514,8 milhões destinados à obra do BRT. Fábio Mota, secretário de Mobilidade Urbana da capital baiana, estranhou a análise por parte do Ministério das Cidades.

"Quando o pedido foi feito ao ministério, não tinha exigência de ter o Plano de Mobilidade Urbana. Essa exigência é nova. O nosso pedido é anterior a todo esse tipo de exigência, mas, mesmo assim, entendo que essa exigência também está sanada porque o nosso Plano de Mobilidade está sendo realizado, está em processo de licitação e fica pronto em dezembro", afirmou o titular da Semob.

Já neste mês de julho, quando surgiu a informação de que o governo iria lançar o edital de construção do VLT orçado em R$ 1,1 bilhão, a prefeitura assistiu ao avanço do projeto do governo estadual sem nada entender. Agora, com a sinalização positiva da presidente Dilma, o seu projeto poderá entrar em operação, no entanto, sem a previsão de entregar antes das eleições de 2016. Sua meta era iniciar as obras do corredor em 2014 e concluir em dois anos e meio. A proposta da via exclusiva é sair da Lapa, passando pelas avenidas Vasco da Gama, Juracy Magalhães e Antônio Carlos Magalhães e terminar na ligação Iguatemi-Paralela.

O retorno de Dilma para falar de investimentos ao BRT é visto pelo vereador Cláudio Tinoco (DEM), 1º vice-líder do Democratas na Câmara de Salvador, como algo "requentado" pela presidente que já havia prometido os recursos há dois anos. "Uma visita atrasada, sobretudo naquilo que compete ao BRT, porque já tem mais de dois anos que ela veio a Salvador e disse que daria todo o apoio ao projeto e na verdade tem menos de um terço do investimento que depende dela, que são os recursos federais. Um ano depois dessa promessa dela foi que a Caixa Econômica Federal foi autorizada a requerer os documentos da prefeitura para iniciar análise do projeto e que criou a perspectiva de firmação de um contrato", criticou o legislador, que classifica a visita da presidente uma ação em busca do resgate da popularidade. "Ela já deveria ter tomado essa atitude há mais tempo. No meu entendimento, é mais uma tentativa de melhorar a sua imagem e a do seu governo que está desgastada, sobretudo na região Nordeste, e mais especificamente na Bahia onde saiu vencedora da última eleição", analisou Tinoco.

segunda-feira, 20 de julho de 2015

Grande Recife: Corredor Via Livre Norte/Sul já conta com os linhas com ônibus BRT's

19/07/2015 - GRCT

Os usuários do Corredor Via Livre Norte/Sul já contam com cinco opções de linhas para se deslocar ao longo do corredor. É que desde a última quinta-feira (16), a 1900 – TI PE-15 (PCR) está operando exclusivamente com veículos BRT. 

A linha, que circula com 10 veículos realizando 123 viagens por dia, sai do TI PE-15 em direção a Prefeitura do Recife, atendendo todas as estações do percurso. Ela opera de domingo a domingo, das 4h às 23h35 e possui um intervalo médio de cinco minutos entre um BRT e outro. 

Os usuários das linhas do BRT Via Livre 1915 – PE-15 (Dantas Barreto), 1900 – TI PE-15 (PCR), 1979 – TI Pelópidas (Dantas Barreto), 1976 – TI Pelópidas (PCR) e 1946 – TI Igarassu (PCR) contam com 22 estações de embarque e desembarque no Corredor Norte/Sul, são elas: José de Alencar, Hospital Central, São Salvador do Mundo, Cidade Tabajara, Jupirá, Aloísio Magalhães, Bultrins, Quartel, Sítio Histórico, Mathias de Albuquerque, Kennedy, Tacaruna, Santa Casa da Misericórdia, Araripina, IEP, Treze de Maio, Riachuelo, Praça da República, Nossa Senhora do Carmo, Maurício de Nassau, Istmo do Recife e Forte do Brum. 

Para mais informações, o usuário dispõem da Central de Atendimento ao Cliente, no 0800.081.0158. 

Informações: GRCT

Estações do BRT começam a operar

19/07/2015 O Povo - Fortaleza

As onze estações do BRT da avenida Bezerra de Menezes começaram a funcionar na manhã deste sábado. Com a mudança, os usuários da linha 200 - Antônio Bezerra/Centro devem embarcar e desembarcar em nível, pelo lado esquerdo, em ônibus articulados. A expectativa da Prefeitura é de que o corredor expresso reduza o tempo de viagem em cerca de 60%.

Os equipamentos deveriam ter sido entregues no último dia 30 de junho, mas testes de balizamento entre os ônibus e as estações motivaram o atraso. "Embora não pareça, essa foi uma obra bastante complexa e que servirá de modelo para os outros corredores a ser implantados na Cidade", justificou Samuel Dias, titular da Secretaria Municipal da Infraestrutura (Seinf).

Apenas os passageiros da linha que liga o terminal do Antônio Bezerra ao Centro poderão usar as estações. Oito ônibus articulados fazem o trajeto em dias úteis, com intervalo previsto de sete minutos. Outras três linhas expressas, que saem do Antônio Bezerra, também usarão o corredor exclusivo, mas sem permitir embarque e desembarque pelos equipamentos.

O POVO.dom acompanhou a visita do prefeito Roberto Cláudio (Pros) a uma das estações do BRT durante a inauguração. Foi observado que há um vão entre o equipamento e o veículo, o que exige atenção dos usuários durante o embarque e o desembarque.

A partir do próximo mês, a linha 222 - Antônio Bezerra/Papicu também pode operar pelo corredor exclusivo. Para isso, a Prefeitura aguarda a chegada de cinco novos ônibus do modelo pesado, que também possui portas de acesso pela esquerda.

Rotas de fuga

Em agosto, o prefeito Roberto Cláudio prevê "ajustes" no tráfego da avenida Bezerra de Menezes e em ruas do entorno. As mudanças, segundo ele, devem dar maior fluidez ao tráfego de veículos particulares na avenida. Alteração de sentido de vias perpendiculares e regulamentação de estacionamento estão entre os serviços previstos. "A ideia é criar espécies de rotas de fuga para que o motorista não fique dependente apenas da avenida principal", esclareceu o prefeito. (Rômulo Costa - romulocosta@opovo.com.br)

 

quinta-feira, 16 de julho de 2015

Aplicativo prevê tempo de demora dos ônibus

15/07/2015 - Diário do Nordeste

Dentre as variadas reclamações de quem usa o transporte coletivo da Capital, a demora e a incerteza sobre os horários de chegada dos ônibus aos pontos são, talvez, as mais recorrentes. Desde ontem, contudo, passageiros de todos os bairros passaram a contar com uma nova ferramenta que promete facilitar as viagens diárias. Utilizando o aplicativo "Meu Ônibus Fortaleza", lançado nesta terça-feira (14) pela Prefeitura Municipal, os usuários poderão, com a ajuda do celular, ter a previsão do tempo exato que os veículos devem levar para alcançar as paradas.

Resultado da parceria entre a Secretaria de Conservação e Serviços Públicos (SCSP), o Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Estado do Ceará (Sindiônibus) e a Empresa de Transporte Urbano de Fortaleza (Etufor), o "app", já disponível para download em smartphones da plataforma Android, utiliza-se dos aparelhos GPS instalados nos ônibus para calcular e atualizar, em tempo real, as informações sobre a chegada do modal de acordo com o trajeto.

Segundo Luís Carlos Sabóia, coordenador do Plano de Ações Imediatas de Transporte e Trânsito (Paitt), responsável pela elaboração da ferramenta, o "Meu Ônibus" permitirá que o passageiro planeje melhor o deslocamento até as paradas e evite as longas esperas. "Agora, ele pode, de casa, consultar o horário previsto e programar sua saída em função disso", afirma. "Como o aplicativo pega a posição do veículo em tempo real, a previsão é mais precisa. Caso haja algum imprevisto, como uma batida ou um semáforo quebrado, o tempo de chegada vai ser alterado automaticamente", diz.

Outra funcionalidade do aplicativo é exibir, a partir da localização do usuário, as paradas mais próximas em um raio de até 2 Km e as linhas de coletivos que passam em cada ponto. Durante a primeira fase de uso da ferramenta, o sistema apresentará apenas as linhas de ônibus, mas as vans serão incluídas posteriormente, garante o gestor do Paitt. Clicando na linha escolhida, além da previsão de chegada, o passageiro poderá visualizar e acompanhar o percurso dos veículos em um mapa.

Por enquanto, somente os usuários de smartphones Android poderão baixar o aplicativo, disponível no site Google Play. A versão para plataforma iOS será liberada até o fim deste mês. Durante 90 dias, o "app" permanecerá em fase teste. "É um projeto piloto, porque depende da rede de dados dos celulares (3G ou 4G) para funcionar. Mas em nossos testes, de forma geral, os níveis de acerto foram bons", afirma.

Ontem, a reportagem testou o "Meu Ônibus Fortaleza" em uma movimentada parada de ônibus da Capital, na Av. Desembargador Moreira, no bairro Dionísio Torres. Na maioria das tentativas, entre 11h e 11h30, a previsão de chegada calculada correspondeu ao horário real, com pouca ou nenhuma diferença.

A ferramenta fica restrita aos passageiros que possuem celulares com acesso à Internet. O coordenador do Paitt aponta que instalar painéis eletrônicos de informações em todas as paradas da cidade, a exemplo do antigo programa Bem na Hora, não é mais viável, diante dos altos custos de manutenção.

Para quem não tem 3G ou 4G, João Pulpo, titular da SCSP, recomenda utilizar o "Meu Ônibus" antes de ir à parada, em locais com rede wi-fi. "Estamos tentando colocar wi-fi nos terminais, mas nas paradas é um pouco mais difícil. Isso só poderia acontecer em médio ou longo prazo".

Corredores

Com 79,8 Km de corredores exclusivos para transporte coletivo na Capital, a SCSP pretende, até o fim do ano, atingir a meta de 135 Km. O órgão planeja implantar duas novas faixas neste segundo semestre, uma na Av. Alberto Craveiro, neste mês, e outra na Avenida Juscelino Kubitschek. As duas vias ganharão, ainda, ciclovias e ciclofaixas.

Outro projeto da secretaria envolve a Av. Washington Soares, que também pode receber corredores exclusivos. A ideia, no entanto, ainda está em fase de estudos, juntamente ao Governo do Estado, responsável pela via.

segunda-feira, 13 de julho de 2015

Ônibus 24h circulam desde sábado (11) em Salvador

13/07/2015 - Correio 23h

Todas as linhas partem da Estação da Lapa e seguem itinerários específicos, de modo a garantir assistência a todas as regiões
 
Ônibus 24h circulam desde sábado (11) em Salvador
Ônibus 24h circulam desde sábado (11) em Salvador
créditos: Correio 24h
 
Os ônibus da capital baiana começaram a circular durante 24h desde a madrugada de sábado (11). Denominada "Corujão Salvador", a operação contará com quinze linhas rodando de 0h às 4h. Todas as linhas partirão da Estação da Lapa e seguirão itinerários específicos, de modo a garantir assistência a várias regiões da cidade. 
 
A novidade já havia sido anunciada em maio, durante a inauguração do Centro de Controle Operacional (CCO), que faz o monitoramento em tempo real dos ônibus de Salvador via GPS. O centro está instalado na Secretaria Municipal de Mobilidade (Semob), em Amaralina, e permitirá o acompanhamento de todos os veículos que compõem a frota de transporte coletivo da cidade. 
 
Na ocasião, ACM Neto também adiantou que até o final de 2016 será realizada a melhoria em 800 pontos de ônibus e a Estação da Lapa passará por uma "grande reforma".

sexta-feira, 26 de junho de 2015

Kassab dá início a implantação do corredor do BRT em Feira de Santana

26/06/2015 - Ministério das Cidades

mapa_brt_feiradesantana

mapa_brt_feiradesantanaNa próxima segunda-feira, o ministro das Cidades, Gilberto Kassab, dará início à implantação dos corredores do BRT, João Durval e Getúlio Vargas, em Feira de Santana (BA). O investimento é de R$ 94,85 milhões, sendo R$ 90,11 milhões por meio financiamento do governo federal e R$ 4,74 milhões de contrapartida da prefeitura municipal. Os corredores terão 9,25 km de extensão e, após, concluídos, beneficiarão cerca de 56 mil passageiros por dia.

Desde 2003, o governo federal investiu, por meio do Ministério das Cidades, R$ 31,9 bilhões nas áreas de habitação, mobilidade urbana, saneamento e infraestrutura no Estado da Bahia. Somente em Salvador, foram investidos R$12,8 bilhões. Já em Feira de Santana, o investimento foi de R$ 2,8 bilhões, sendo R$ 94,8 milhões para a área de mobilidade urbana e R$ 2,4 bilhões para a construção de 39.202 unidades habitacionais, no âmbito do Programa Minha Casa, Minha Vida (MCMV).

Serviço

Início das obras do BRT Corredor João Durval e Getúlio Vargas
Data: Segunda-feira (29/06)
Horário: 10h
Local: Rua Sítio Novo, bairro Sítio Novo

quinta-feira, 18 de junho de 2015

Ministério das Cidades e prefeitura de Salvador não se entendem quanto à obra do BRT

18/06/2015 - Bahia Notícias

O Ministério das Cidades e a prefeitura de Salvador trazem informações contraditórias no que tange ao início das obras de construção do BRT  - Bus Rapid Transit – de Salvador, cuja primeira fará o trajeto entre Estação da Lapa à Ligação Iguatemi-Paralela (LIP).

De acordo com a prefeitura, a pendência depende do Ministério das Cidades liberar o valor referente ao governo federal para que a obra possa ser licitada. A justificativa vem sendo dada pelo secretário de Mobilidade, Fábio Mota, e pelo próprio prefeito ACM Neto (DEM), quando questionados pela imprensa.

Como nenhum dos dois apresentava um prazo, o Bahia Notícias entrou em contato diretamente com o Ministério. O gabinete, então informou que a demora não parte deles, já que aguardam receber o Plano de Mobilidade de Salvador.

"Em atenção à solicitação de informações da contratação do BRT Lapa-Iguatemi da Prefeitura de Salvador, esclarecemos que a Lei de Mobilidade nº 12.587 de 2012, em seu Art. 24, Parágrafo 4º define que os municípios que não tenham elaborado o Plano de Mobilidade não poderão receber recursos do orçamento federal até que tenha regularizado a questão. Portanto, neste momento, aguardamos a informação da prefeitura de Salvador quanto ao cumprimento da legislação para efetuarmos o empenho inicial que possibilitará a contratação do referido projeto", diz a nota do gabinete

terça-feira, 16 de junho de 2015

Faixas preferenciais para ônibus ainda confundem

16/06/2015 - O Estado do Maranhão

Desrespeitos de ambos os lados. É dessa forma que motoristas de veículos e de ônibus se comportam em relação às faixas preferenciais para coletivos existentes em algumas avenidas de São Luís. Nas vias onde existem essas faixas, os ônibus deveriam trafegar por elas enquanto que os veículos de passeio teriam de trafegar pelas demais, contudo, não é isso o que acontece.

As faixas preferenciais foram adotadas para estabelecer algum tipo de prioridade para o transporte público por meio de projetos de intervenção de baixo custo financeiro, melhorando o tráfego de veículos e diminuindo os congestionamentos. Essas faixas são consideradas preferenciais e não exclusivas por causa da existência de conversões à direita para realização de retornos e cruzamentos.

Locais – Na capital maranhense, as faixas preferenciais estão presentes nas avenidas Casemiro Júnior (Anil), Colares Moreira (Renascença) e Marechal Castelo Branco (São Francisco), mas o que se observa nessas vias é o desrespeito às legislações de trânsito. Somente os condutores de ônibus poderiam permanecer na faixa preferencial, enquanto que os demais motoristas deveriam trafegar na faixa para realizar as conversões ou ter acesso a estacionamentos. Porém, o que se observa constantemente são diversos automóveis e motocicletas trafegando por vários metros na faixa que é preferencial para os veículos de transporte de passageiros.

Como se não bastasse essa situação, na manhã de ontem O Estado flagrou veículos estacionados na Avenida Colares Moreira na faixa que é preferencial para ônibus. Na pista, existe também a faixa amarela demarcada no chão, indicando que é proibido o estacionamento na via, porém a sinalização é ignorada pelos motoristas.

Os condutores de ônibus também desrespeitam as normas e muitas vezes não trafegam pela faixa preferencial (pois ela já está tomada por veículos de passeio) e transitam pelas faixas da pista localizada à direita, contribuindo para deixar o trânsito lento.

Além disso, o trânsito de veículos de grande porte, como ônibus, apresenta peculiaridades como mostra o artigo 29 do Código de Trânsito Brasileiro (CTB). De acordo com a norma, quando uma pista de rolamento comportar várias faixas de circulação no mesmo sentido, são as da direita destinadas ao deslocamento dos veículos mais lentos e de maior porte, porém o que se observa algumas vezes na cidade são condutores de ônibus trafegando pela faixa da esquerda, mesmo em avenidas onde existem faixas preferenciais para esses tipos de veículos.

O Estado entrou em contato com a Prefeitura de São Luís para saber como é feita fiscalização nas faixas de tráfego preferenciais para os ônibus, mas até o fechamento desta edição nenhuma resposta foi obtida.

MAIS

De acordo com a Associação Nacional das Empresas de Transportes Urbanos (NTU), entre os principais objetivos da faixa preferencial estão: garantir prioridade no sistema viário ao transporte coletivo; aumentar a velocidade operacional dos ônibus; diminuir o tempo do passageiro dentro do veículo; permitir maior fluidez na circulação viária para os ônibus; e reduzir os custos do transporte.

sábado, 13 de junho de 2015

Avenida de Fortaleza recebe blocos de concreto em faixa exclusiva de ônibus

13/06/2015 - G1 CE

Avenida Bezerra de Menezes é uma das mais movimentadas de Fortaleza.

Concreto deve impedir invasão por parte de carros e motos.


concreto começou a ser instalado na quarta-feira (Foto: Diana de Vasconcelos / G1 CE)
começou a ser instalado na quarta-feira (Foto: Diana de Vasconcelos / G1 CE)

A Secretaria de Infraestrutura de Fortaleza (Seinf) deu início nesta semana à instalação de blocos de concreto na faixa exclusiva de ônibus ao longo da Avenida Bezerra de Menezes. Segundo o órgão, as duas faixas situadas junto ao canteiro central da avenida serão separadas pelos obstáculos de concreto delimitando a circulação dos coletivos e impedindo que outros veículos usem de forma irregular as faixas exclusivas de ônibus.
 
Abrigo realiza feira de adoção de cães e gatos em Fortaleza

A medida, conforme a Seinf, faz parte da implantação do Corredor Expresso Fortaleza, e tem como objetivo "garantir" a funcionalidade do corredor expresso. Até o dia 30 de junho, os ônibus articulados passarão a operar nas estações especiais, situadas junto ao canteiro central, fazendo o embarque e desembarque de passageiros utilizando sistema de portas automatizadas e sincronizadas com os coletivos, para maior segurança nas viagens.
Segundo a Autarquia Municipal de Trânsito (AMC), a área reservada se trata de um corredor exclusivo para ônibus, por este motivo, táxis e transporte escolar não podem mais trânsitar no local, assim como os carros de passeio não estarão mais liberados nos feriados e domingos. Ainda de acordo com a AMC, essas exceções só valem para as faixas exclusivas, ou seja, aquelas existentes nas Avenidas Domingo Olímpio e Antônio Sales, por exemplo.