terça-feira, 31 de maio de 2016

Fortaleza recebe frota de ônibus com wi-fi e ar-condicionado nesta terça

30/05/2016 - G1 CE

Previsão é ter 200 veículos com a tecnologia sem fio até outubro.

Sistema de transporte coletivo de Fortaleza conta hoje com 1.930 veículos.

Ônibus articulado começa a funcionar no transporte público de Fortaleza nesta quinta-feira (15) 

(Foto: Prefeitura de Fortaleza/ Divulgação)
Ônibus articulado começa a funcionar no transporte público de Fortaleza nesta quinta-feira (15) (Foto: Prefeitura de Fortaleza/ Divulgação)
Mais um lote de ônibus com ar condicionado será
entregue nesta terça-feira

A Prefeitura de Fortaleza entrega nesta terça-feira (31) um novo lote de ônibus com ar condicionado. Além do ar-condicionado, outro benefício que começa a funcionar a partir desta terça-feira é o Wi-For, programa de implantação de internet sem fio no transporte coletivo de Fortaleza.

Em parceria com o Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Estado do Ceará (Sindiônibus), o wi-fi será instalado inicialmente nas linhas 026 - Antônio Bezerra/Messejana e 226 - Expresso/Antônio Bezerra/Messejana.

De acordo com a Prefeitura de Fortaleza, a cada mês, serão contempladas novas linhas, totalizando 200 veículos em 15 linhas com a tecnologia sem fio até outubro deste ano.

O sistema de transporte coletivo de Fortaleza conta hoje com 1.930 veículos divididos em cerca de 270 linhas. Em 2014, durante o lançamento do Programa de Implantação de ar-condicionado nos ônibus, o prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio, estabeleceu prazo de seis anos para que toda a frota de coletivos da cidade tenha esse dispositivo. Segundo o prefeito, a cada ano, pelo menos 12,5% da frota de ônibus serão substituídos por veículos com ar-condicionado.

Wi-fi nos terminais

Além do serviço de internet nos veículos, a prefeitura disponibiliza wi-fi nos terminais de ônibus que passam por reforma. No dia 27, o terminal de ônibus da Lagoa, em Fortaleza recebeu ponto de internet grátis para os usuários.

Segundo a Prefeitura de Fortaleza, o próximo terminal a receber reforma semelhante será o da Parangaba, cujas obras devem ser concluídas até o fim de junho.

terça-feira, 24 de maio de 2016

Em Recife, estação de BRT do Norte-Sul é inaugurada sob muitas reclamações

23/05/2016  - Jornal do Commercio - PE

 A estação de BRT São Francisco de Assis, na rodovia PE-15 – penúltima do corredor Via Livre Norte-Sul a ser inaugurada – enfrenta hoje seu primeiro dia útil de funcionamento, sob uma série de reclamações. A única forma de acesso à estação é uma passarela de pedestres que cruza a PE-15 de um lado a outro. Os usuários se queixam de que o percurso é longo (são três lances de rampas) e que falta teto e iluminação ao equipamento, além de segurança. Sem calçada no trecho (só há mato no passeio), para chegar à passarela usa-se a ciclovia.

“Uma pessoa que sai do trabalho às 22h, 23h, vai ter condições de usar essa passarela? Só se for pra morrer. O percurso é longo e escuro, há muitos assaltos aqui. O jeito será pegar um outro ônibus para fazer o retorno. Esse projeto foi errado, deviam rever isso”, apela a doméstica Ivonete José Pedro, 60 anos. O montador de móveis Jalmie Abílio, 47, acrescenta: “Preferia um transporte mais abundante e com menos luxo. Não vai ter manutenção mesmo”.

A estação funciona de domingo a domingo, das 4h10 às 21h30 e atende às linhas 1946 - Igarassu (PCR) e 1976 - TI Pelópidas (PCR). Fica faltando agora apenas a Estação Salgadinho (que aguarda uma intervenção viária no asfalto), completando 26 pontos. “Temos uma frota de 64 BRTs no corredor e uma média de 70 mil passageiros transportados ao dia. São cinco linhas em operação, mas quando o Terminal de Abreu e Lima estiver pronto, em junho, passaremos para oito linhas e 84 BRTs”, adianta o diretor de operações do Grande Recife Consórcio de Transporte, André Melibeu. O corredor era previsto para a Copa do Mundo de 2014. 

Recife: Ainda faltam 23% das obras para terminar BRT prometido para Copa

24/05/2016  - G1 PE

Corredor Leste-Oeste (Foto: Reprodução / TV Globo)
Corredor Leste-Oeste (Foto: Reprodução / TV Globo)Ainda faltam 42,3% das estações do Corredor Leste-Oeste serem entregues à população (Foto: Reprodução / TV Globo)

Obras que deveriam ter ficado prontas para a Copa do Mundo de 2014 em Pernambuco, os corredores Norte-Sul e Leste-Oeste ainda não estão com a totalidade das suas estações de Bus Rapid Transit (BRT) em funcionamento, algumas delas ainda em construção. Do total de 52 estações de embarque e desembarque de passageiros, 12 faltam ser entregues pelo governo de Pernambuco à população, o que significa que 23% das estações para a operação completa dos corredores de da Região Metropolitana do Recife continuam em obras.

Apresentado como uma alternativa para facilitar a circulação de veículos entre Camaragibe, na Região Metropolitana do Recife (RMR), e o centro da capital, o Corredor Leste-Oeste tem 15 estações concluídas de um total de 26. Ou seja, ainda faltam 42,3% das estações dessa obra, que é investigada pelo Tribunal de Contas de Pernambuco (TCE-PE), saírem completamente do papel. Entre as unidades que ainda não foram entregues, a Benfica, no Recife; estações no município de Camaragibe; além dos terminais da III e IV Perimetral.

De acordo com a Secretaria das Cidades de Pernambuco (Secid), o atraso na obra que recebeu um investimento de R$ 136,5 milhões foi devido à necessidade da troca do consórcio construtor, após abandono das obras e quebra de contrato com a Mendes Jr/Servix. Por meio de nota, a secretaria informou ao G1 que licitou e contratou a empresa de projetos Policonsult para fazer os levantamentos dos serviços remanescentes do Corredor Leste-Oeste, com previsão de conclusão para o mês de junho.

“Depois que essa empresa finalizar o levantamento de serviços remanescentes e um novo orçamento de obras do que falta ser realizado para a conclusão das obras no corredor, será efetuada uma nova licitação de obras para contratar empresa para finalizar os serviços até 2017. A previsão de publicação do edital de licitação é o próximo mês de junho”, segundo a nota enviada pela Secid.

Do total de 26 estações previstas para o Corredor Leste-Oeste, estão em funcionamento 15 estações, transportando diariamente 63 mil usuários/dia útil, com 45 veículos e três linhas, conforme dados da secretaria. Com capacidade entre 140 a 160 passageiros, cada veículo trafega com uma velocidade de 17 km/h pelos 16 km da sua extensão, segundo o Grande Recife Consórcio de Transporte.

Enquanto isso no Norte-Sul...

Construído para ligar Igarassu, na RMR, à estação central de metrô da capital pernambucana, o Corredor Norte-Sul funciona com 25 estações do total de 26 estações previstas. A unidade que falta é a localizada no Complexo Salgadinho, em Olinda, com previsão de conclusão em junho deste ano.

Com previsão de conclusão para junho deste ano, Passarela Peixe-Agulha vai ligar Terminal Integrado de Abreu e Lima à BR-101 e faz parte do Corredor Norte/Sul (Foto: Marina Barbosa/G1)

De acordo com a Secid, já foram investidos R$ 156 milhões nesse corredor, que passa por cinco cidades: Igarassu, Abreu e Lima, Paulista, Olinda e Recife. O consórcio construtor é a EMSA/Aterpa, que também executa obras relativas a esse projeto, como o Terminal Integrado Abreu e Lima e a construção da Passarela Peixe-Agulha, que vai ligá-lo à BR-101.

Com 33 km de extensão, o Corredor Norte-Sul atende diariamente mais de 66.400 usuários, com 64 veículos e cinco linhas em operação, segundo a secretaria. Os veículos possuem capacidade de até 160 passageiros, que são transportados a uma velocidade média de 18 km/h. Já as estações comportam, cada uma, 300 pessoas, informa o Grande Recife Consórcio de Transporte.

terça-feira, 3 de maio de 2016

Recife: Wi-fi chega ao sistema BRT


03/05/2016  - Jornal do Commercio - PE

Roberta Soares



Depois da linha opcional RioMar–Apipucos, agora é a vez do BRT pernambucano ganhar internet wi-fi gratuita. Mesmo operando incompleto há um ano e cinco meses e sem previsão de retomada das obras de conclusão, a partir do dia 10 de maio parte dos ônibus do Corredor Leste-Oeste estarão equipados com roteadores para oferecer o serviço aos passageiros. Mais de 60 mil pessoas que usam o sistema diariamente poderão usufruir da novidade.

A wi-fi gratuita é um investimento particular do Consórcio MobiBrasil, que já atuava no sistema e venceu a licitação para operar o corredor. São R$ 70 pagos por veículo, por mês, totalizando um investimento de R$ 37.800 no ano. A internet começará a ser oferecida em duas das três linhas de BRT que estão em operação: (2450) TI Camaragibe–Centro e (2437) TI Caxangá–Centro. A estimativa é que 20 coletivos comecem no projeto piloto. A terceira linha, a TI Camaragibe–Derby, entrará num segundo momento, ainda sem data definida.

“Começaremos com esses 20 ônibus, oferecendo a wi-fi para todos os passageiros que estiverem no BRT, que tem capacidade para até 120 pessoas. Depois iremos ampliando para a frota de 45 BRTs. Acreditamos na ideia por ser uma forma de fidelizar o nosso cliente. Além disso, condiz com a proposta do sistema BRT, um transporte mais refinado, com estações e veículos refrigerados”, defende o diretor institucional da MobiBrasil, Djalma Dutra.

A oferta, entretanto, entrará em fase de testes e é possível que no percurso das linhas venha a enfrentar as chamadas áreas de sombra, quando o sinal da 4G não pega bem. O funcionamento será idêntico ao da linha RioMar–Apipucos. Os passageiros identificarão a wi-fi quando entrarem nos BRTs, que estarão devidamente sinalizados. O acesso será direto, sem exigência de senhas, mas restrito apenas ao interior do veículo. A wi-fi disponibilizada também terá algumas limitações. O acesso a conteúdos com imagens, como filmes, por exemplo, será impedido. Será ideal mesmo para o uso do WhatsApp, Facebook e Twitter. Caso, contrário, o pacote de dados seria consumido rapidamente.

Numa segunda etapa, também sem data certa, a intenção da MobiBrasil é levar a wi-fi até as estações de BRT do Corredor Leste-Oeste. O investimento, estimado em mais de R$ 200 mil, proporcionaria diversas vantagens para todo o sistema, sejam os passageiros, os operadores ou os gestores – nesse caso o Grande Recife Consórcio de Transporte.

“Com a wi-fi chegando nas estações nós estaremos ampliando a área de uso da internet para o passageiro além dos ônibus, facilitaremos a comunicação com as estações e, consequentemente, a operação. Também melhoraremos o serviço de comunicação com o passageiro e até a oferta de venda de créditos do VEM”, explica Djalma Dutra. A ampliação do serviço, no entanto, precisa da autorização do governo do Estado para liberação da fibra ótica que já está instalada na Avenida Caxangá. Seria necessário apenas prolongá-la até as estações de BRT.

Além do Corredor Leste–Oeste, o sistema de BRT pernambucano é composto pelo Corredor Norte-Sul. Mas os dois operam incompletos e colecionam atrasos. O Leste-Oeste está em operação desde junho de 2014 e se arrasta com obras pendentes até hoje. Das 25 estações prometidas, apenas 16 estão em operação. Falta concluir dois terminais integrados e um elevado. A Construtora Mendes Júnior abandonou o contrato depois de envolvimento com a Operação Lava-Jato e uma nova licitação ainda será feita a partir de junho. A previsão otimista do Estado é finalizar os serviços até 2017.