quarta-feira, 26 de março de 2014

BRT será testado sem passageiros

26/03/2014 -Diário de Pernambuco

Faltando dez dias para o início dos testes do sistema de BRT (Bus Rapid Transit) no Recife ainda há muitas pedras no caminho. O atraso no cronogama das obras obrigou, mais uma vez, uma mudança de tática na operação do sistema pelo Grande Recife Consórcio de Transporte. A ideia de iniciar os testes no dia 4 de abril permanece, mas sem os passageiros e sem parte das paradas. Ontem, duas equipes técnicas do Grande Recife embarcaram para Belo Horizonte e Rio de Janeiro para verificar de que forma se deu a operação nas duas cidades. Mas já há duas definições antes mesmo da conclusão da visita: não haverá mais uma segunda fase, que estava prevista para o dia 26 de abril, e em maio não entrará todo o sistema em operação, mas apenas  uma linha.

As mudanças adotadas na operação têm relação direta com o ritmo das obras. Não há como os testes serem iniciados com os passageiros se o trecho previsto para a primeira etapa, no dia 4 de abril, entre o Hospital Getúlio Vargas, na Avenida Caxangá, e a Avenida Conde da Boa Vista, não dispõe, ainda, de todas as estações. O terminal ao lado do Getulio Vargas não está concluído. No sentido Centro, a situação piora. A estação da Benfica ainda não tem sequer alicerce e, na Avenida Conde da Boa Vista, as seis estações estão sendo construídas fora do padrão BRT e de forma improvisada, enquanto o projeto do município não fica pronto. Segundo o Grande Recife, as seis estações da Boa Vista serão concluídas até o fim de abril.

A segunda etapa da operação que ocorrerá em maio com passageiros, sem data definida, será feita com apenas uma linha. A assessoria do Grande Recife não informou qual linha será escolhida para iniciar a operação do Leste/Oeste. A única informação é que as linhas restantes serão incorporadas aos poucos ao sistema. No corredor Norte/Sul, a situação não é diferente. O trecho que entrará em testes no dia 4 de abril, também sem passageiros, entre o Terminal da PE-15 e a Avenida Dantas Barreto, também está com estações em obras no Parque Memorial Arcoverde, na Cruz Cabugá, na Rua Princesa Isabel e na própria Dantas Barreto, sem falar nas estações em outros pontos do Centro que serão usadas no retorno das linhas. O Grande Recife Consórcio de Transporte Metropolitano decidiu não dar mais datas para as inaugurações dos terminais da 3ª Perimetral, Joana Bezerra. O cronograma anterior previa que eles iriam entrar em operação no dia 26 de abril.

Saiba mais

1ª fase do Corredor Leste/Oeste

- Da estação do BRT em frente ao HGV (Caxangá) até a Conde da Boa Vista

- 13 ônibus do BRT vão iniciar os testes sem passageiros

Trecho ainda em obras da 1ª fase no Leste/Oeste:

- 1 estação do BRT na Benfica (início das obras)

- 6 estações do BRT na Avenida Conde da Boa Vista

1ª fase do Corredor Norte/Sul

- Do Terminal da PE-15 até a Avenida Dantas Barreto

- 14 ônibus vão operar na 1ª fase sem passageiros

Trecho ainda em obras da 1ª fase no Norte/Sul

- Estação do Parque Memorial Arcoverde

- Estações da Avenida Cruz Cabugá

- Estação da Rua Princesa Isabel

- Estações da Avenida Dantas Barreto

Como deverão ser os corredores

Leste/Oeste

1 - Camaragibe - Centro do Recife

12km de extensão

22 estações

126 mil passageiros/dia

R$ 145 milhões de custo

30 minutos será o tempo estimado de redução no percurso

Norte/Sul

2 - Igarassu - Centro do Recife

33 km de extensão

33 estações

300 mil passageiros por dia

R$ 151 milhões de custo

30 minutos será o tempo estimado de redução no percurso

sábado, 8 de março de 2014

Grande Recife: Viaduto dos Bultrins e mais 2,8 km do Corredor Norte/Sul são liberados

08/03/2014 - Blog Meu Transporte

O Governo de Pernambuco liberou mais um trecho do Corredor Exclusivo para Ônibus, no eixo Norte/Sul. Com a liberação, os ônibus que passam pela rodovia PE-15 passaram a ter mais 2,8km de faixa exclusiva para trafegarem (Do Terminal da PE-15 até a Av Pan Nordestina). Com esse trecho, já somam 24 km de pista liberada para os ônibus circularem no corredor Norte/Sul (de Igarassu até a Pan Nordestina, em Olinda).

Além do corredor dos ônibus, a Secretaria das Cidades (Secid) também liberou o segundo Viaduto Bajado (Leste) e alterou o trânsito em cima do Viaduto de Ouro Preto, oferecendo mais mobilidade, sobretudo, para o transporte coletivo.

Pelo viaduto Bajado (Leste) só podem trafegar os ônibus. A partir de abril, quando os BRTs (Bus Rapid Transit) estiverem operando no corredor o viaduto será exclusivo para esses veículos. Em janeiro do ano passado, o primeiro viaduto Bajado (Oeste), destinado ao tráfego misto, foi liberado. Cada viaduto tem 380m de extensão por 10m de largura e estão orçados em R$ 16,2 milhões, sendo R$ 7 milhões para o Leste e R$ 9,2 milhões para o Oeste.

O trânsito em cima do viaduto de Ouro Preto (Viaduto senador Nivaldo Rodrigues Machado) também passou por mudanças. Das quatro faixas que eram para o tráfego misto, duas estão exclusivas para ônibus, nos dois sentidos, permanecendo as outras duas para o tráfego de automóveis, mas apenas no sentido Recife/Paulista. Este equipamento foi inaugurado em outubro do ano passado.

Usuários do transporte público - As 09 linhas de ônibus que passam no trecho voltaram a ter ponto de embarque e desembarque no canteiro central e deixaram de disputar espaço com os demais veículos. São 08 paradas implantadas no canteiro central, sendo 04 no sentido Olinda/Recife e 04 no sentido Recife/Olinda. Essas linhas atendem a uma demanda de 15 mil passageiros por dia.

Para facilitar o ordenamento do trânsito e agilizar o tráfego local a SECID reuniu diversos órgãos, como o Departamento Estadual de Trânsito de Pernambuco (DETRAN-PE), o Departamento de Estradas de Rodagens (DER), o Batalhão da Polícia Rodoviária de Pernambuco (BPRV), o Batalhão de Trânsito da Polícia Militar de Pernambuco (BPTRAN-PE) e a Prefeitura Municipal de Olinda.