terça-feira, 17 de janeiro de 2012

Obras de mobilidade vão sair do papel

17/01/2012 - Diário do Nordeste

A ordem de serviço para o início da obras de mobilidade urbana para a Copa 2014 sob responsabilidade da Prefeitura de Fortaleza será assinada nesta terça-feira (17), durante visita da Federação Internacional de Futebol Associado (FIFA) e do Comitê Organizador Local da Copa do Mundo da FIFA 2014 (COL) à Fortaleza.


A assinatura acontecerá às 10h55min no Estádio Plácido Aderaldo Castelo, o Castelão, logo após visita guiada ao estádio. Com a assinatura, terão início as obras de mobilidade urbana nas avenidas Via Expressa, Raul Barbosa, Dedé Brasil, Alberto Craveiro e Paulino Rocha, que serão beneficiadas com melhorias na drenagem, malha viária, sinalização e iluminação, seguindo o mesmo padrão das obras do Programa de Transporte Urbano de Fortaleza (Transfor).

Além dessas melhorias, serão construídos túneis e viadutos e implantados os Bus Rapid Transit (BRTs), mais conhecidos como corredores exclusivos para ônibus. As obras a serem iniciadas após a assinatura fazem parte da primeira licitação das obras de mobilidade urbana da Prefeitura, que teve um valor de R$145.038.193,45 e a Delta Construções S.A como empresa vencedora.

Essa primeira etapa abrange obras como o alargamento da Av. Alberto Craveiro para 45 metros, ficando com quatro faixas por sentido. Já a segunda licitação, com valor aproximado de R$ 87 milhões, será publicada até o final do mês de janeiro e abrange obras na Raul Barbosa, onde será construído um viaduto de três andares no cruzamento com a Murilo Borges, e a implantação do Complexo Viário da Parangaba na Av. Dedé Brasil.

O valor total para as obras de mobilidade urbana na cidade de Fortaleza que competem à Prefeitura é de R$261 milhões e 500 mil. O Prazo de conclusão de todo o pacote de obras é agosto de 2013.

quarta-feira, 11 de janeiro de 2012

Prefeitura de Natal não entrega documentos e projeto de mobilidade reprovado pela terceira vez

10/01/2012 - Blog do BG

Pela terceira vez seguida, a Caixa Econômica Federal (CEF) recusou o projeto básico de um lote de obras de mobilidade urbana em Natal para a Copa de 2014. A informação foi repassada hoje pelo site Copa 2014.

Ontem, o setor de Engenharia da CEF anunciou que o banco não está liberado a emprestar R$ 338 milhões à prefeitura da capital potiguar. Segundo o banco, falta o detalhamento do orçamento e o projeto gráfico das obras.

Os projetos foram enviados à Caixa pela primeira vez em 30 de setembro de 2010. Com a mais recente recusa, não há prazo para uma nova análise do banco.

O lote de obras que teve projeto vetado pela CEF corresponde à construção de um corredor viário, ligando a zona norte ao centro de Natal. O trajeto vai facilitar o acesso do Aeroporto Internacional Augusto Severo à Arena das Dunas, que será palco de quatro jogos do Mundial.

Do Blog: Essa obra de mobilidade que vai compreender a região do viaduto da Urbana foi apresentado à imprensa potiguar como um trunfo, um legado, um marco e é reprovado pela terceira vez por falta de documentação? O povo está de olho!

segunda-feira, 9 de janeiro de 2012

PI: Apenas 0,8% dos usuários fizeram integração nas linhas de ônibus em Teresina

09/01/2012 - Cidade Verde

Nos três primeiros dias da integração as linhas de ônibus de Teresina, o novo serviço foi utilizado 1.307 vezes pelos usuários, totalizando uma média de 242 ligações de trechos por dia. Os números são da Superintendência de Transporte e Trânsito (Strans). 

De acordo com a superintendente Alzenir Porto, o maior número de usuários foi de estudantes. Eles responderam por 726 integrações. Os trabalhadores que utilizaram seu cartão específico realizaram 556 integrações e as pessoas que utilizaram o cartão expresso, que é vendido por R$ 6,30, fizeram uso da integração 25 vezes.

“Essa é uma quantidade excelente, maravilhosa, acima da média prevista”, exclama Alzenir Porto. Segundo a superintendente, conforme os usuários forem se acostumando o serviço, o número de integrações irá aumentar. 

Integração

Em Teresina, o número de usuários por mês é de 7 milhões, segundo dados da Strans. O Sindicato de Empresas de Transportes Urbanos de Teresina (Setut) diz que o planejamento prevê que aproximadamente 30 mil pessoas utilizem a integração por dia. 

sexta-feira, 6 de janeiro de 2012

Em Recife começam as obras do BRT Norte-Sul

06/01/2012 - Secretaria das Cidades

“Está é uma obra muito importante para a população da Região Metropolitana Norte do Recife, pois irá diminuir significativamente o tempo de viagem na ida para o trabalho e na volta para a casa dos usuários. O nosso cálculo é que haja um ganho de tempo de 15 minutos por viagens. Isso nos fez ver que as pessoas terão ao longo de um ano dez dias fora de um ônibus. Isso reflete diretamente na qualidade de vida da população”. Foi com essas palavras que o governador do Estado, Eduardo Campos, deu o pontapé inicial nas obras do Corredor Exclusivo de Ônibus Norte-Sul. A intervenção, que tive início na manhã de sexta-feira (06), com a restauração, reforço e substituição das placas de concreto do canteiro central ao longo da BR-101 (Km 42 da BR-101 até o Km 47 da via, próximo a UPA de Cruz de Rebouças), também contou com a presença do secretário das Cidades, Danilo Cabral.

No total a Secretaria das Cidades irá investir R$ 151 milhões em todo o corredor que vai contar com 33 estações, indo do Terminal Integrado de Igarassu até o Terminal Integrado do Recife, no centro da Cidade, passando pela PE-15, pelo Complexo de Salgadinho e pela Avenida Cruz Cabugá. Será um percurso de 33,2 km que vai facilitar a vida de mais de 146 mil passageiros de ônibus que utilizam o trecho, sobretudo os usuários que utilizam os Terminais Integrados de Igarassu, Pelópidas Silveira e PE-15. Um viaduto e um elevado serão construídos nos Bultrins e outro elevado em Ouro Preto. A obra terá duração de 18 meses.

O Governador, Eduardo Campos, também pontuou que a Região Metropolitana do Recife passará a ter mais de 100 km de via exclusiva para o transporte público após a implantação dos corredores. “Esse projeto tem inspiração no Sistema de Transporte de Ônibus de Curitiba e de Bogotá, mas vale salientar que até 2014, teremos mais de 100 km de vias exclusivas para ônibus, o que significa um percentual bem maior do que temos em Bogotá”, reforçou.

O secretário das Cidades, Danilo Cabral, reforçou que além da construção do corredor Norte-Sul, o Governo do Estado tem investido em vários projetos de mobilidade para a RMR. “Iniciamos no final de dezembro as obras do corredor exclusivo de ônibus Leste-Oeste, também já iniciamos as obras do Ramal Cidade da Copa e já demos a ordem de serviço para o início das obras do Terminal Integrado Cosme e Damião. Essas obras ficarão prontas até 2014 e receberam investimentos do PAC da Copa. Estamos avançando nessas obras e queremos mudar o perfil do transporte público da RMR”, afirmou o secretário.

A construção do Corredor Norte-Sul está sendo executada pelas empresas consorciadas EMSA-ATERPA, ganhadoras da licitação. Para esse primeiro trecho, serão necessários cerca de R$ 6 milhões e 90 dias para conclusão.

O primeiro trecho irá refletir na alteração do ponto de parada de cinco linhas que utilizam o corredor exclusivo de ônibus da via. Ao todo, serão alterados os locais de 15 paradas no sentido Igarassu/Recife e 10 pontos de embarque e desembarque no sentido Recife/Igarassu. Todos os pontos desativados serão substituídas por paradas provisórias localizados nas calçadas ao longo da via. Um grupo de divulgação do Grande Recife Consórcio de Transporte estará no local durante uma semana distribuindo cartazes e informando as mudanças aos passageiros. Todos os ônibus que trafegam no local e as paradas também estão com cartazes informando sobre as mudanças.

As mudanças – As linhas 946-Igarassu (BR-101); 956-Igarassu (Bacurau); 964-Igarassu/Macaxeira; 967-Igarassu (Sítio Histórico) e 905-Igarassu/Paulista serão atingidas com a mudança (toda a programação segue abaixo).

Os divulgadores estarão ainda nos Terminais Integrados de Igarassu, Pelópidas Silveira e PE-15 distribuindo folhetos informativos sobre toda a operação. Os usuários podem ligar para a Central de Atendimento ao Cliente do Grande Recife Consórcio de Transporte, pelo telefone 0800 081 0158, ou fazer seus questionamentos pelo site www.granderecife.pe.gov.br.

Também faz parte do projeto de implantação do corredor Norte-Sul, a construção de quatro viadutos que vão cruzar a Avenida Agamenon Magalhães, entre a Ilha do Leite e o Parque Amorim: um na entrada para a Rosa e Silva (do Português/Mac Donald); um iniciando na Rui Barbosa, em frente ao TRE (Tribunal Regional Eleitoral), e cruzando a Agamenon Magalhães até o Americano Batista; outro do Colégio Contato, na Dom Bosco, até o Hospital da Restauração e o último saindo da Paissandu e indo até o outro lado da pista, no canteiro central. O Estado estima que o investimento para construção dos Viadutos da Avenida Agamenon Magalhães seja de R$ 132 milhões. A obra está em processo de licitação.

segunda-feira, 2 de janeiro de 2012

Em Teresina, Integração de Transporte Coletivo começa a funcionar

02/01/2012 - 180 Graus

Das 92 linhas de ônibus de Teresina, 33 começam a operar, a partir desta segunda-feira (02), dentro do sistema de integração temporal, que permitirá ao usuário pagar a metade da passagem anterior no segundo trecho do seu itinerário. Para isso, devidamente identificado pelo cartão eletrônico, o passageiro tem uma hora para se utilizar do benefício. A Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (Strans) orienta que nas paradas de ônibus, o usuário encontrará equipes com cerca de 60 estudantes e técnicos da instituição, nos três turnos, para tirar as dúvidas da população.

As paradas de ônibus que servirão de referência para utilização da integração são as localizadas no Balão do São Cristóvão, avenidas João XIII, Frei Serafim, Maranhão e José dos Santos e Silva, Rua 24 de Janeiro, praças do Fripisa, João Luiz Ferreira, da Bandeira e Saraiva, além do Balão da Tabuleta. Ao todo, a capital contará com 34 pontos de embarque e desembarque de passageiros que permitirão a integração.

"Fizemos um levantamento para identificar os locais onde há maior demanda de passageiros para pegar o segundo ônibus e chegar ao seu destino. Chegamos a esse resultado para então iniciar a implantação do sistema, que começa em 40% das linhas de transportes urbanos da cidade", explica a superintendente da Strans, Alzenir Porto.

Segundo ela, o sistema de integração só trará benefícios para o usuário, principalmente quanto à economia de tempo como no próprio orçamento, pois em vez de pagar duas passagens inteiras para se utilizar de dois ônibus, pagará apenas uma e meia, ou seja, R$ 2,10 e R$ 1,05, respectivamente. O estudante pagará meia passagem (1,05) na primeira viagem e a metade deste valor na segunda. "Nosso objetivo é extinguir o pagamento do segundo trecho nos próximos seis meses", adianta.

Para a estruturação do sistema de integração, a Prefeitura de Teresina providenciou a construção de baias para facilitar o embarque e desembarque de passageiros, melhoria nos abrigos com uniformização e identificação para o sistema, câmeras de monitoramento, começando pela Frei Serafim, criou faixas exclusivas para o sistema, que já diminuíram, em média, 15 minutos nas viagens de ônibus e melhoraram o fluxo de veículos, entre outras intervenções.

"Estamos bastante otimistas de que o transporte coletivo de Teresina vai melhorar bastante e, aos poucos, o usuário vai perceber que todas essas intervenções tornarão o sistema mais eficiente e funcional, operando a favor dos interesses da população usuária", finaliza Alzenir Porto.