domingo, 14 de abril de 2013

No Recife, Terminal Tancredo Neves será enfim Inaugurado

13/04/2013 - Blog Meu Transporte

Está marcado para segunda-feira(15/04) a inauguração do Terminal Integrado Tancredo Neves, um dos mais polêmicos terminais a serem entregues pelo governo, uma vez que não é visto com bons olhos pela população do Ibura, comunidade a qual se sentem prejudicada com esta integração.

Este terminal que deveria ser entregue no começo de 2012 já foi por diversas vezes adiado após embates com as lideranças comunitárias e também com a comunidade em si, o fato é que mesmo sem trens suficientes, a Governo do Estado vai inaugurar este terminal mesmo a contra gosto da comunidade.

Linhas de ônibus deixarão de ir ao centro da cidade, na qual os usuários agora terão que descer e pegar um outro ônibus ou o metrô, outra novidade é o fim também das linhas que vão direto para o bairro de Boa Viagem, na qual também terão que pegar outro ônibus pata ir a este bairro.


O certo é que este terminal entrará em operação no próximo sábado, 20 de Abril e muita coisa ainda vai rolar sobre este polêmico terminal, até mesmo mais um adiamento devido a luta das comunidades.

Vantagens:
Algumas linhas que serão integradas terão suas tarifas reduzidas para o anel A, ou seja, tarifas de R$ 2,60 e R$ 3,25, casos das linhas para Boa Viagem e a linha Candeias/Dois Irmãos que vai ser desmembrada e transformada em Candeias/Tancredo Neves vão passar a custar R$ 2,25.

As comunidades atendidas terão suas linhas integradas a outras linhas de ônibus e também ao Metrô, na qual muitos usuários poderão ir ao centro.


Também vale salientar que em breve o Metrô da linha Sul será interligado ao sistema VLT (Veículos leves sobre trilhos), está integração acontecerá na estação de Cajueiro Seco e já com 03 na fase de testes, ou seja, uma pessoa que sai do Ibura poderá pegar um ônibus, descer no T.I de Tancredo Neves, tomar o Metrô e ainda entrar no VLT pagando apenas R$ 2,25. A vantagem é que o usuário poderá usar até três modais de transporte pagando uma única tarifa que ligará a cidade do Recife ao Cabo de Santo Agostinho.

Segundo o GRCT, haverá um ganho de tempo de 10 minutos com a integração no sentido do centro da cidade.

Outra vantagem deste novo terminal é que ele terá duas opções para ir ao centro, ou seja, o usuário poderá escolher o metrô ou duas linhas disponíveis (Tancredo Neves/Cde da Boa Vista ou Tancredo Neves/IMIP)

Desvantagens:
Bem diferente de alguns Terminais Integrado, o Tancredo Neves não possui corredores de ônibus em seu acesso, ou seja, os ônibus com destino ao terminal e também ao centro (Tancredo/Cde da Boa Vista e Tancredo/IMIP) poderão ficar presos nos engarrafamentos, deixando a idéia de integração por água abaixo, visto que uma das principais colocações do Consórcio Grande Recife de Transporte é o ganho de tempo.

Outro erro é o percurso da linha Tancredo/Cde da Boa Vista, na qual vai deixar de atender aos usuários, pacientes e trabalhadores do Hospital da Restauração, ou seja, o melhor destino seria ele vim pelo Cais de Santa Rita, 1º de Março, Guararapes, Cde da Boa Vista e Agamenom Magalhães.

Baldeação: O método de descer de um ônibus e subir em outro de certa forma é muito desconfortável para idosos, deficientes e mulheres com criança de colo, ou seja, hoje a viagem é feita com apenas um embarque e a proposta é realizar o mesmo trajeto com dois ou até três embarques.

A linha Tancredo Neves/Conde da Boa Vista a ser criada vai ter sérios problemas em seu percurso, visto que a Avenida Mascarenhas de Moraes não tem preferências para ônibus.

Horários poderão não ser cumpridos devido aos engarrafamentos, na qual vai possibilitar a criação de longas filas no terminal, fato este bastante comum nos outros terminais.


O Mais grave, que é o trânsito da Av. Dois Rios, principal via do Ibura na qual falta prioridade por parte da Prefeitura.

No começo, haverá poucos trens, por isso a insatisfação da população a ser atendida.

Futuras integrações
Terminal Integrado Tancredo Neves para a Estação de Cajueiro Seco
Este terminal é essencial para o pleno funcionamento do T.I Tancredo Neves, pois este terminal fará ligação entre 03 modais de transporte (Metrô, VLT e Ônibus) além de ligar a cidade do Recife com bairros de Jaboatão dos Guararapes e ao Cabo de Santo Agostinho. Este terminal vai ser inaugurado em Março e funcionará nos mesmos moldes do Tancredo, onde as linhas de ônibus de Muribeca, Prazeres e Cajueiro Seco serão integradas.

Terminal Integrado Tancredo Neves a Estação do Largo da Paz
Este Terminal ainda está sendo construído e o prazo de entrega é em 2012, na qual vai possibilitar a ligação dos usuários da linha sul do metrô com ônibus para zona oeste da cidade como, por exemplo: Madalena, Torre, entre outros;

Terminal Integrado Tancredo Neves para o Terminal de Joana Bezerra
Este terminal está totalmente saturado e com plenos desconfortos, ou seja, as paradas de ônibus são provisórias, sem nenhuma estrutura como bancos, por exemplo, sem falar que ao descer do Metrô, o usuário tem que andar e muito para chegar ao ponto de embarque.
No momento este terminal passa por reforma.

Terminal Integrado Tancredo Neves para a Estação do Recife

O Terminal Integrado do Recife possuí apenas 04 linhas de ônibus integradas, porém a quantidade de usuários é muito maior que o espaço físico oferecido, ou seja, com está integração, o aumento de usuários vai aumentar e muito, e para piorar ainda mais, os ônibus que param neste terminal não são articulados. Terminal integrado passando por reforma.


As linhas propostas pelo GRCT foram:

Linhas Alimentadoras
123 Três Carneiros Baixo (Monte Verde) / Tancredo Neves
124 Vila do SESI / Tancredo Neves
125 Córrego da Gameleira / Tancredo Neves
126 UR-03 (Pantanal) / Tancredo Neves
132 UR-02/Ibura / Tancredo Neves
133 Três Carneiros / Tancredo Neves
134 Lagoa Encantada / Tancredo Neves
135 UR-10 / Tancredo Neves
136 UR-05 / Tancredo Neves
137 UR-11 / Tancredo Neves
138 Zumbi do Pacheco / Tancredo Neves
141 Jardim Monte Verde / Tancredo Neves
142 Alto Dois Carneiros / Tancredo Neves
143 UR-06 / Tancredo Neves
144 UR-04 / Tancredo Neves
__Candeias / Tancredo Neves

Linhas Circulares
Dois Rios/Jordão
Ibura/Ipsep
Dois Carneiros/Ipsep
UR-11/Ipsep
Tancredo Neves/Boa Viagem
Tancredo Neves/Aeroporto

Linhas Interterminais
Tancredo Neves/Macaxeira

Linhas Troncais
Tancredo Neves/Conde da Boa Vista
Tancredo Neves/IMIP

Blog Meu Transporte

terça-feira, 9 de abril de 2013

Governo de Pernambuco implantará o BRT da BR-101, principal e mais esperado corredor de ônibus da RMR

08/04/2013 - Diário de Pernambuco

Um dia depois de dar ordem de serviço para a construção de um corredor exclusivo para o BRT (sigla em inglês que significa Transporte Rápido por Ônibus) na principal artéria viária do Recife, a Avenida Agamenon Magalhães, o governo do estado deu um novo passo para melhorar a rede de transporte público da Região Metropolitana. A BR-101, no contorno do Recife, será mais um corredor a receber esse modelo de transporte. No Diário Oficial de hoje, foi publicado o edital de licitação para contratar a empresa que requalificará o trecho de 30,7 km entre Abreu e Lima e Jaboatão. Além de se recuperar a pista, será aberta uma faixa exclusiva em todo o percurso para o BRT e ciclovias em ambos os sentidos. As obras começam em agosto. A implantação das estações e a adequação da via para o sistema, que inclui a construção de viadutos, pontes e elevados, deve acontecer no início de 2014.

Trecho entre Abreu e Lima e Jaboatão contará com 39 estações de transporte rápido e 30,7 km de ciclofaixa
A intervenção que o estado vai fazer no trecho entre o km 51 e o km 82 da BR-101 vai consolidar o novo perfil da rota que se tornou fundamental para a RMR. Desde que foi implementado, na década de 1960, esse trecho deixou de funcionar apenas como passagem para veículos de carga e incorporou o tráfego misto, inclusive o transporte coletivo, assumindo função de perimetral. O aumento de demanda e a falta de investimentos deixou a via sucateada e com gargalos que comprometem a mobilidade. "Não cabe mais fazer só recapeamento. A BR será contemplada com um corredor exclusivo de ônibus, como previsto no PDTU (Plano Diretor de Transportes Urbanos)", afirmou o secretário das Cidades, Danilo Cabral.

Na primeira etapa da obra, cuja licitação foi publicada hoje, será feita a recuperação da pista e a abertura de duas faixas, no canteiro central, para dar passagem ao BRT. A previsão é de que essas obras comecem em agosto e sejam executadas em dois anos. A segunda etapa, que deve começar no primeiro semestre de 2014, contempla viadutos, pontes, elevados, estações do BRT e ciclovias.


Os projetos executivos devem ser entregues ao estado até agosto. Por enquanto, já são consensos dois viadutos tipo ferradura (como os que dão acesso ao aeroporto) na Muribeca e em Dois Irmãos; o alargamento do viaduto da Caxangá, de onde partirá um elevado para o BRT até a BR-232, inclusive com estações suspensas; e a construção de um novo Terminal de Integração na Macaxeira. "Vamos dotar esses corredores com um padrão diferenciado para garantir conforto, velocidade e previsibilidade ao transporte público e atrair o usuário do carro para esse sistema", declarou o secretário.

saiba mais
A BR-101, no contorno do Recife, foi feita em 1966
Com o tempo, a via ficou saturada e ganhou perfil de perimetral
O trecho já funciona como uma importante rota do transporte público, sem faixas ou corredores exclusivos
O governo do estado vai requalificar o trecho entre o km 51 e o km 82
Os projetos executivos de todas as obras devem ser concluídos até agosto de 2013
O estado pretende dar a ordem de serviço para o início de todas as obras no primeiro semestre de 2014

Números
58 mil carros passam por dia na BR-101, no contorno do Recife
20% do tráfego são de veículos pesados
30,7 km formam o trecho entre Abreu e Lima e Jaboatão, o mais prejudicado pelo aumento da frota e a falta de manutenção da estrada
49% das placas de concreto são consideradas regulares ou ruins
22 apresentam fissuras ou trincas
R$ 774 milhões serão aplicados no trecho entre o km 51 e o km 82
150 mil pessoas por dia poderão circular pelo novo corredor após as obras
30,7 km serão adaptados para receber o BRT e ciclovias para destravar o trânsito
39 estações para o BRT e 39 passarelas para pedestres atreladas às estações serão implementadas

R$ 224 milhões serão investidos na primeira etapa, que inclui:
Troca de asfalto e placas de concreto
Abertura de via exclusiva com duas faixas de rolamento para a futura passagem do BRT

R$ 550 milhões serão investidos na segunda fase, que inclui:
Implantação de estaçãoes de BRT e ciclovias
Construção de pontes, viadutos e elevados
Construção de elevado para o BRT entre a Caxangá e a BR-232
Implantação do novo Terminal Integrado da Macaxeira, maior e mais confortável que o atual

Por ANA CLÁUDIA DOLORES
Informações: Diário de Pernambuco