segunda-feira, 26 de dezembro de 2011

Recife: Obras do Corredor Leste-Oeste começam hoje na Caxangá

26/12/2011 - Diário de Pernambuco

A previsão da Secretaria das Cidades é que as obras sejam concluídas em março de 2013. As intervenções no corredor custarão R$ 165 milhões

Economizar a cada mês o equivalente a um dia inteiro no trânsito é um ganho para motoristas e passageiros. Essa é a meta esperada com a obra do corredor Leste-Oeste na Avenida Caxangá. O pontapé inicial será dado hoje, com a construção da primeira estação nos moldes do Transporte Rápido por Ônibus (TRO). Após a conclusão, quem seguir do Derby até o Terminal de Integração de Camaragibe gastará 30 minutos a menos em cada viagem. A previsão da Secretaria das Cidades é que as obras sejam concluídas em março de 2013. As intervenções no corredor custarão R$ 165 milhões. 
 
As paradas de ônibus da Avenida Caxangá passarão a ser estações fechadas, com ar refrigerado e acesso em nível, facilitando a circulação de pessoas com deficiência. As portas das estações abrirão de forma automática e estarão alinhadas aos acessos dos ônibus, facilitando a entrada do usuário. O sistema é semelhante ao usado no metrô. O novo modelo permitirá que o passageiro aguarde o coletivo em um espaço climatizado. Cada unidade terá guichê, agilizando a compra dos bilhetes, e dispositivos eletrônicos que indicando a previsão de chegada do coletivo à plataforma.
 
“Haverá um grande salto de qualidade. Mais agilidade, mais conforto”, explicou o secretário-executivo de Mobilidade da Secretaria das Cidades, Flávio Figueiredo. Além da faixa exclusiva, o pagamento das passagens será antecipado. Os coletivos serão mais largos e terão preferência nos cruzamentos, reduzindo o tempo da viagem. “Os ônibus serão monitorados por um sistema de controle operacional. Será possível dizer a que momento ele chegará a estação”, disse. 
 
A tecnologia será implantada em 22 estações de embarque e desembarque, ao longo dos 12,3 km do corredor Leste-Oeste. A previsão é que as obras nas duas primeiras unidades durem dois meses para serem concluídas e 30 dias nas demais. Além das estações, serão construídos um túnel, na Rua Real da Torre, perto do Museu da Abolição, e outros dois elevados, na 3ª perimetral, próximo ao Hospital Getúlio Vargas. Um viaduto será construído nas proximidades da UPA da Caxangá.  A Secretaria das Cidades estuda a instalação de um túnel na Estrada dos Remédios.
 
 Na próxima semana, o conceito também passará a fazer parte do corredor Norte-Sul. São 33,2 km de extensão, entre o Terminal Integrado de Igarassu e a Estação Central de Metrô do Recife, passando ainda por Abreu e Lima, Paulista e Olinda. Ao todo, 33 estações do tipo TRO estarão interligadas a quatro terminais: Abreu e Lima, Igarassu, Pelópidas Silveira e PE-15. 
 
Saiba mais:
 
Corredor Leste-Oeste
 
Ligará o Terminal de Integração de Camaragibe ao Derby 
 
12,3 km de corredor
R$ 165 milhões é valor estimado da obra
22 estações serão instaladas. Elas substituirão as atuais paradas de ônibus
Março de 2013 é a previsão para a conclusão da obra. A meta é usar o novo sistema já na Copa das Confederações
 
Serão erguidos ainda:
 
1 túnel
1 viaduto
2 elevados
 
Mudança em 14 linhas de ônibus

As paradas de ônibus com número de ordem 13 da Avenida Caxangá, em frente ao Caxangá Golf Clube, serão as primeiras a receberem o conceito TRO. Os passageiros das linhas que passam pelo ponto, em direção ao Recife ou no sentido Camaragibe, devem ficar atentos. 
 
O embarque e o desembarque dos passageiros que seguem do Recife em direção a Camaragibe, nas 14 linhas que atendem a área, serão realizados em uma parada instalada na calçada da avenida, em frente ao Caxangá Golf Clube. Já os usuários das 13 linhas que partem de Camaragibe em direção ao Recife devem utilizar a parada instalada em frente à Praça Engenheiro Poeta, ao lado do Galpão Shalon. A previsão é que os pontos de ônibus sejam desativados a partir das 10h.
 
“A população deve ficar atenta aos cartazes. Estamos esperando o fechamento para levar os nossos divulgadores aos locais”, comentou a gerente de programação do Grande Recife Consórcio de Transportes, Cristiana Guerra. A meta é fazer a ação de orientação com duas duplas de técnicos, uma em cada lado da Avenida Caxangá. Informativos afixados nas paradas, em ambos os lados, explicam as alterações. 
 
Depoimentos
 
"Acho importante que uma obra como essa seja realizada. Mas penso que vai haver muito transtorno. Não sabia que a parada de ônibus ficaria fechada por um tempo” 
 
João Francisco Santana, 39, metalúrgico
 
"As obras serão boas. Fui pega de supresa. Não sabia de nada mesmo. Não achei nenhum informativo na parada de ônibus. Mas o transporte coletivo precisa ser melhorado. Está muito ruim”

Maria Batista, 52, empregada doméstica 
 
"Acho maravilhoso. O acesso será facilitado. Hoje, a iluminação e a segurança ainda estão muito precárias.  Falta policiamento também. Uso essa parada três vezes por semana e sei de todas as dificuldades”
 
Lidiana Batista, 17, estudante
 

No Recife, começam as obras do Corredor Leste-Oeste nesta segunda

26/12/2011 - G1

Empreendimento integra conjunto de ações para melhorar mobilidade.
Via terá 12 km de extensão e deve beneficiar cerca de 900 mil pessoas.

Começam nesta segunda-feira (26), no Recife, as obras do Corredor Leste-Oste com o objetivo de melhorar a mobilidade urbana. O projeto cria uma faixa exclusiva de ônibus, ligando a Avenida Conde da Boa Vista, no centro, à Avenida Caxangá, na Zona Oeste da cidade. O empreendimento será construído pelo Governo de Pernambuco como parte das obras de mobilidade para o período da Copa do Mundo de 2014, que terá um recurso de cerca de R$ 600 milhões.

Com extensão de 12 quilômetros, a obra também contempla a restauração de calçadas e a criação de novas paradas de ônibus na Avenida Conde da Boa Vista, no centro do Recife. A via deverá beneficiar 900 mil pessoas diretamente e 27 mil veículos que circulam pela faixa. A previsão de conclusão é de um ano e meio.

Além disso, o governo irá realizar mais outros três projetos. São eles: o Terminal de Metrô Cosme e Damião, o Ramal Cidade da Copa (corredor de ônibus que ligará o bairro do Timbi, em Camaragibe, à Arena Pernambuco, no município de São Lourenço da Mata) e uma passarela de 460 metros que ligará o metrô do Aeroporto Internacional dos Guararapes/Gilberto Freyre ao terminal de ônibus.

O Terminal de Metrô Cosme e Damião, na linha centro, será construído entre as estações Rodoviária e Camaragibe do Metrô do Recife. O terminal permitirá aos passageiros chegar à rodoviária da capital pernambucana com acesso rápido à linha BRT Leste-Oeste, que fará ligação com a Arena Pernambuco.

O Ramal da Copa, que está prometido para a Copa das Confederações em 2013, está com o processo de licitação concluído. “Pernambuco já concluiu todas as licitações dos seus projetos de mobilidade urbana. No momento, estamos priorizando o Ramal da Copa e o Terminal Cosme e Damião. Esperamos ter todas as obras prontas até março de 2013”, afirmou o secretário das Cidades do Estado, Danilo Cabral, em entrevista ao Bom Dia Pernambuco desta segunda-feira (26).

Além disso, serão construídos mais quatro viadutos na Avenida Agamenon Magalhães, correspondendo ao corredor Norte-Sul da Cidade. “Hoje em dia, a velocidade média dos veículos no local é de 18 km/h e, com a obra, isso aumentará para 33 km/h”, destacou o secretário. A primeira etapa do Norte-Sul a ser construída ligará o município de Igarassu, na Região Metropolitana, ao centro do Recife, e a segunda, do Shopping Tacaruna, em Olinda, até a Estação de Metrô Joana Bezerra, na Ilha do Leite, área central da capital pernambucana. 

terça-feira, 20 de dezembro de 2011

Paradas de ônibus são retiradas em Teresina e integração começa

19/12/2011 - Cidade Verde

A avenida Frei Serafim conta com uma faixa exclusiva para ônibus, sinalizada na cor azul. Nesta via só será permitido o trânsito dos coletivos e táxis com passageiros. A mudança visa melhorar a fluidez do trânsito na avenida.

Segundo a superintendente Alzenir Porto, os veículos comuns e taxis sem passageiros serão multados se permanecerem na faixa azul sem a intenção de dobrar na esquina seguinte. Quatorze câmaras farão a fiscalização ao longo da avenida, sendo ao menos uma por quarteirão. 

Outra providência da Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (Strans) foi a retirada de várias paradas de ônibus ao longo da Frei Serafim, além da criação de uma baia para embarque e desembarque de passageiros.  

Integração 

A integração os coletivos a partir desta segunda-feira também passam a ser integrados através da parametrização. Os usuários que possuem bilhete eletrônico irão pagar apenas meia passagem na segunda viagem se utilizarem este segundo ônibus no período de hora. Os estudantes pagarão, respectivamente, meia e ¼ de passagem. 

segunda-feira, 12 de dezembro de 2011

Obras de mobilidade aguardam desapropriações

12/12/2011 - Mobilize Brasil, Gabriela Ribeiro

As quatro obras de mobilidade urbana do governo estadual têm ordem de serviço assinada, mas esbarram na desapropriação de ao menos 250 imóveis.

No total, estão planejados R$ 991,3 milhões em investimentos viários e no transporte público até 2013. O destaque é para a construção de três corredores rápidos de ônibus, os chamados BRTs (Bus Rapid Transit).

Essencial para a Copa do Mundo, o BRT Ramal Cidade da Copa será a principal via de acesso ao município de São Lourenço da Mata, na Grande Recife. É lá que está sendo erguida a Arena Pernambuco, que integra um projeto urbanístico que leva o nome do ramal de BRT.

A linha terá 6,3 km de extensão, saindo da av. Belmiro Correia, em Camaragibe, e cruzando a Cidade da Copa até a BR-408, que está sendo duplicada. Além do BRT, o ramal terá duas pistas de carro, ciclovia, uma ponte e um viaduto sobre o metrô.

Outra obra que deve facilitar o acesso à Arena Pernambuco é a do Terminal Integrado Cosme e Damião, que será construído ao lado de uma estação de metrô em São Lourenço da Mata numa área de 7.625.74 m². A construção do metrô já começou. Mas para as obras do terminal, o governo ainda negocia a remoção de 58 imóveis e a compra de 14 terrenos.

A estimativa do governo é que o Terminal Integrado seja entregue no final de 2013, quando os três BRTs de Recife estiverem em funcionamento. O Cosme e Damião terá duas plataformas de embarque e desembarque, uma para ônibus convencionais e outra para ônibus do BRT.
 
Integração

Além das obras que vão atender diretamente o estádio da Copa, o governo planejou outros dois BRTs para integrar a Região Metropolitana do Recife. O corredor Norte-Sul, que vai passar pelos municípios de Igarassu, Abreu e Lima, Paulista, Olinda e Recife.

Com 12,5 km de extensão, o corredor Leste-Oeste vai fazer o transporte de passageiros do bairro Derby, que fica próximo ao centro da cidade, até o Terminal Integrado de Camaragibe, atravessando a avenida Caxangá, onde as paradas serão substituídas por estações.

Também planejada para a Copa, a Via Mangue será a primeira via expressa do Recife. Com 4,37 km de extensão, é a única obra da Copa sob a responsabilidade da prefeitura. As obras começaram em junho, com dois meses de atraso em relação ao prazo da Matriz de Responsabilidades. Mesmo assim, a prefeitura estima que 20% do projeto está concluído.

A Via Mangue vai atender à zona sul, que concentra o setor hoteleiro de Recife. Serão construídas faixas de rolamento para veículos, dois elevados, oito pontes, duas alças de ligação, ciclovias e calçadas de pedestres.
 
Obras de mobilidade em Recife

BRT Ramal Cidade da Copa
Status: atrasada
O que é: com 6,3 km de extensão, BRT ligará o centro de Recife à São Lourenço da Mata, cidade onde está sendo construída a Arena Pernambuco.
Estágio: ordem de serviço foi assinada em 1º de outubro; obra aguarda desapropriações.
Valor: R$ 182,6 milhões (R$ 99 milhões financiados pela CEF).

BRT Norte / Sul
Status: atrasada
O que é: sistema de corredores rápidos de ônibus (BRT) vai ligar os municípios de Igarassu, Abreu e Lima, Paulista e Olinda à capital do Pernambuco.
Estágio: ordem de serviço assinada em 17 de novembro; obra aguarda desapropriações.
Valor: R$ 219,6 milhões (R$ 159,1 milhões financiados pela CEF).
BRT Leste/Oeste
Status: atrasada
O que é: sistema de corredores rápidos de ônibus (BRT).
Estágio: ordem de serviço assinada em 17 de novembro; obra aguarda desapropriações.
Valor: R$ 133,6 milhões (R$ 71 milhões financiados pela CEF).

Terminal Cosme Damião
Status: atrasada
O que é: terminal vai integrar os três BRTs da cidade ao metrô.
Estágio: ordem de serviço assinada em 21 de outubro; obra aguarda desapropriações.
Valor: R$ 21,7 milhões (R$ 15 milhões financiados pela CEF).

Corredor da Via Mangue
Status: iniciada
O que é: primeira via expressa de Recife, obra da prefeitura terá 4,5 km de extensão. Criará um corredor exclusivo de veículos para a zona sul da cidade, que concentra o setor hoteleiro.
Estágio: obras começaram em junho de 2010, com dois meses de atraso.
Valor: R$ 433,8 milhões (R$ 331 milhões financiados pela CEF).

quarta-feira, 23 de novembro de 2011

Prefeitura reduz recursos para obras de mobilidade

23/11/2011 - Diário de Natal

O projeto da Lei Orçamentária Anual (LOA) de 2012 enviado pela prefeita Micarla de Sousa (PV) à Câmara Municipal de Natal (CMN) surpreendeu. Apesar de a cidade se preparar para a realização das obras de mobilidade relativas à Copa do Mundo de 2014, a peça orçamentária prevê a redução de 37,7% dos recursos destinados à Secretaria Municipal de Obras Públicas e Infraestrutura (Semopi), em relação ao valor deste ano. A pasta deverá receber R$ 529,9 milhões dos R$ 2,1 bilhões de receitas previstas para o próximo ano, somando a arrecadação própria com convênios e repasses constitucionais.

Alguns bairros da capital deverão ser prejudicados com a decisão do município em reduzir os gastos com mobilidade. O orçamento já começou a ser debatido pelos vereadores, que votarão a proposta em primeiro turno, de forma simbólica, nesta semana. Após a primeira votação, será aberto o período para a apresentação de emendas, e já no próximo dia 29 haverá uma audiência pública para debater a proposta. A votação final está prevista para o dia 13 de dezembro. Os parlamentares só poderão entrar em recesso após a aprovação da matéria. A prefeitura prevê a destinação de R$ 46,3 milhões para o legislativo, R$ 1,8 bilhão para administração direta e R$ 261 milhões para a administração indireta.

A área que receberá o maior volume de recursos será a Saúde. A LOA destinou a aplicação de R$ 571,6 milhões para a área, o que representa 31,7% do valor de arrecadação previsto, 16,65% a mais do que foi previsto para 2011. A Educação ficará com 18,20% da arrecadação, o que representa R$ 327,9 milhões, 7,5% a mais do que este ano. A área de Serviços Urbanos terá uma redução de 17,2%, ficando com R$ 56 milhões. A pasta de Assistência Social perderá 14,%, contando com R$ 43,5 milhões.

A Secretaria de Mobilidade Urbana (Semob) também terá seu orçamento reduzido. A pasta contará com R$ 25,3 milhões, o que representa uma reedição de 19,68%. Já a secretaria de Gestão de Pessoas, Logística e Modernização Organizacional (Segelm) terá um incremento de 43,53%, com o valor de R$ 77,7 milhões.

Oorçamento prevê também R$ 25,6 milhões para o Planejamento, R$ 1,2 milhão para a Controladoria Geral do Município, R$ 23,5 milhões para a Tributação, R$ 9,2 milhões para o Esporte - uma redução de 323,6%, R$ 23,6 milhões para o Meio Ambiente e Urbanismo, R$ 4,8 milhões para o Turismo - redução de 282,2%, R$ 13,9 milhões para a Comunicação Social, R$ 3,1 milhões para a Habitação, R$ 2,8 milhões para a Segurança e Defesa Social e R$ 1,3 milhão para pasta de Políticas Públicas para Mulheres.

Peça fictícia

De acordo com o secretário municipal de Comunicação, Jean valério, a redução do orçamento para as secretarias que tocarão as obras da Copa de 2014 ocorreu devido à frustração nas receitas do que estava previsto para 2011. "O orçamento é uma peça fictícia. O de 2011 havia sido superdimensionado. Muitos recursos que eram previstos para chegar não chegaram. Já o que está previsto para 2012 é mais modesto, corresponde ao real. Houve uma readequação", justificou o secretário.

Recife ganhará 45 km de faixas exclusivas

22/11/2011 - Webtranspo, João Vidal

Aporte financeiro gira na casa dos R$ 296 mi

Corredor diminuirá tempo de viagem entre a zona Leste e Oeste em 30 minutos.A região metropolitana de Recife (PE) receberá mais um empreendimento que melhorará a mobilidade urbana da cidade. Na semana passada, Eduardo Campos, governador do Estado, assinou a ordem de serviço para o início dos trabalhos em dois corredores exclusivos de ônibus. As obras que terão um custo de R$ 296 milhões, repassados pelo Tesouro Estadual e pelo PAC Copa, darão maior fluidez ao trânsito nos sentidos Norte-Sul e Leste-Oeste.

No total, o governo construirá 45,5 quilômetros de faixas exclusivas para ônibus, nas quais devem passar aproximadamente 300 mil passageiros diariamente. A perspectiva é que as obras sejam finalizadas em maio de 2013, mais de um ano antes do início da Copa do Mundo, e próximo ao período em que a capital pernambucana receberá a Copa das Confederações. “O evento esportivo tem data e o Recife e a Região Metropolitana tem pressa. Se for preciso vamos trabalhar até a noite”, afirmou Campos.

Com a instalação destes corredores, os usuários – que utilizarem o trecho Leste-Oeste de 12,3 quilômetros – economizarão 30 minutos neste trajeto, em um mês, este número chegaria a 24 horas.

Além de redução no tempo de viagem, a qualidade no transporte público deve ser melhorada com o empreendimento. “Os tradicionais ônibus transportam apenas 60 pessoas sentadas. Já o modal TRO (Transporte Rápido por Ônibus) possui quase 160 assentos. Além disso, são ônibus com ar-condicionado e GPS, tecnologia que funcionará integrada a um sistema de monitoramento de frota que vai informar ao usuário quanto tempo falta para seu ônibus chegar”, detalhou.

Para viabilizar os 33,2 quilômetros do corredor, que ligará as regiões Norte e Sul, serão gastos quase R$ 151 milhões. Os atuais pontos de ônibus serão trocados por 33 estações com conexão aos terminais integrados de Igarassu, Abreu e Lima, Pelópidas Silveira e PE-15. Já o trecho Leste-Oeste de 12,5 quilômetros, com 22 estações, contará com investimentos na casa de R$ 145 milhões.


 

quinta-feira, 17 de novembro de 2011

Governo de Pernambuco da sinal verde para a construção de 50 km de corredores de ônibus

17/11/2011 - Blog Meu Transporte

Foi dado o sinal verde para a construção dos Corredores exclusivos de ônibus dos eixos Norte-Sul e Leste-Oeste. As vias serão operadas com veículos do modelo TRO (Transporte Rápido por Ônibus), ligando as áreas norte ao sul da cidade e ainda a região leste ao oeste da Região Metropolitana do Recife.

No total, serão investidos R$ 151 milhões na construção do Corredor Norte-Sul  e R$ 145 milhões no Corredor Leste-Oeste. As obras fazem parte do pacote de ações para a Copa do Mundo de 2014.


Corredores terão ônibus especiais e com ar-condicionado
LESTE-OESTE - Será responsável pelo transporte dos passageiros que vai da Praça do Derby até o Terminal Integrado de Camaragibe, atravessando a Avenida Caxangá, onde as paradas serão substituídas por estações. Com 12,5 km de extensão, o corredor passará por 22 estações e atenderá aos Terminais Integrados da Terceira Perimetral, que será construído no cruzamento da Avenida Caxangá com a General San Martin; de Camaragibe; e da Quarta Perimetral, na BR-101.
Também serão construídos três elevados: um próximo ao Bompreço, da Benfica; outro na Terceira Perimetral, próximo ao Hospital Getúlio Vargas; e mais um no Engenho do Meio. Na Praça João Alfredo, ao lado do Museu da Abolição, na Segunda Perimetral, será construído um túnel e um viaduto será erguido próximo à UPA da Caxangá.
NORTE-SUL - O corredor Norte-Sul passa pelos municípios de Igarassu, Abreu e Lima, Paulista, Olinda e Recife. Terá início no Terminal Integrado de Igarassu e segue até a Estação Central do Metrô, no centro do Recife, passando pela PE-15, pelo Complexo de Salgadinho e pela Avenida Cruz Cabugá. O percurso de 33,2 km vai ter 33 estações interligadas a quatro terminais também integrados: Igarassu, Abreu e Lima, Pelópidas Silveira e PE-15. Além disso, um viaduto e um elevado serão construídos nos Bultrins.  Outro elevado será erguido em Ouro Preto. A obra do Norte-Sul será concluída em 18 meses.

Mais Notícias de Pernambuco

Os futuros novos ônibu

domingo, 30 de outubro de 2011

Corredores de ônibus são opção para mobilidade em Fortaleza

29/10/2011 - Diário do Nordeste

Qual a solução para melhorar a qualidade do transporte público da Capital? Para Otávio Vieira da Cunha, presidente da Associação Nacional das Empresas de Transporte Urbano (NTU), a alternativa que parece ser a mais viável são os corredores exclusivos de ônibus. "Priorizar o transporte público em detrimento do transporte individual". O especialista acredita que dessa forma será possível resolver a crise de mobilidade urbana brasileira, já que o prazo de implantação desses corredores é de no máximo dois anos.

Em Fortaleza, três corredores serão fixados. Um deles interliga os terminais do Antônio Bezerra ao Papicu. A obra está em andamento desde maio de 2008, incluindo alargamentos e restaurações de vias. Contudo, três anos depois, ainda não foi concluído.

De acordo com o Programa de Transporte Urbano de Fortaleza (Transfor), responsável pela intervenção, a expectativa é que obra seja finalizada até o fim de 2012, totalizando quatro anos de duração, o dobro do prazo máximo estimado por Otávio Cunha para construções dos corredores.

Mais dois corredores estão previstos: interligando a Avenida Augusto dos Anjos a Avenida José Bastos; e Avenida Senador Fernandes Távora a Avenida Expedicionários. Segundo o Transfor, o processo de licitação deverá ocorrer ainda este ano.
Velocidade
De acordo com o presidente da NTU, a velocidade média do trânsito de Fortaleza é de 13 Km/h. Com a execução desses corredores, a velocidade deverá passar para 30 Km/h. "Se Fortaleza conseguir dobrar isso, ou seja, passar 26 Km/h, já vamos ter um ganho considerável no tempo de viagem. A meta é redução". Com isso, a viagem que, hoje, dura uma hora, passará a ser feita em 30 minutos.

Com a proximidade da Copa do Mundo de 2014, uma série de projetos e investimentos estão sendo feitos no sentido de resolver a crise da mobilidade urbana dos grandes centros. O presidente da NTU cita que, nos últimos 30 anos, o Governo Federal não fez nenhum investimento em infraestrutura urbana, mas agora está disponibilizando R$ 30 bilhões para as cidades acima de 700 mil habitantes, o que beneficia não apenas as cidades-sede da Copa. Cunha alerta que esse recurso tem que ser aproveitado em investimentos que deixem um legado para a população.
VLT
Uma das obras de mobilidade urbana em Fortaleza para a Copa do Mundo de 2014 será a implantação de Veículos Leves sobre Trilhos (VLT), que ligará o Mucuripe à Parangaba. A conexão ferroviária possui 12,7 quilômetros de extensão, sendo 11,3 Km em superfície e 1,4 Km em elevado. A previsão é que o transporte seja utilizado, diariamente, por 90 mil passageiros.

Segundo a Secretaria de Infraestrutura do Estado (Seinfra), em torno de 2.700 famílias serão atingidas. Na comunidade Aldacir Barbosa, moradores estão apreensivos quanto ao futuro de suas vidas. Eles estão preocupados com o valor das indenizações, que segundo afirmam, quase sempre são avaliados abaixo do valor de mercado.

Segundo a assessoria de imprensa da Seinfra, imóveis avaliados em até R$ 40 mil, a família receberá, em dinheiro, o valor da indenização, mais um apartamento quitado pelo programa Minha Casa Minha Vida, do Governo Federal. Nos imóveis acima de R$ 40 mil, a família recebe a indenização em dinheiro, mais o apartamento. Contudo, ele terá que se cadastrar no Minha Casa Minha Vida II e precisará pagar, por mês, uma quantia que pode variar de R$ 50,00 a R$ 150,00, dependendo da renda familiar.

De acordo com o órgão, no início do ano, moradores da comunidade Aldacir Barbosa não permitiram que o governo entrasse na comunidade. E, como o projeto de construção do VLT já foi aprovado pelo Conselho Estadual de Meio Ambiente (Coema), o governo já pode ir novamente nas casas apresentar as propostas.
PROTAGONISTA
ResistênciaA educadora Elizabeth Santos Oliveira, 43 anos, que nasceu e se criou na comunidade Aldacir Barbosa, reclama que não houve diálogo entre o governo e os moradores.

Elisabeth conta que a maior preocupação dos moradores é com a proposta de habitação que está sendo imposta pelo governo. "Estão querendo colocar a gente num programa habitacional lá no José Walter, que é um bairro distante, e nesse conjunto habitacional vão morar todas as 11 comunidades atingidas. A gente não vai ter mais os mesmos vizinhos". Elizabeth Santos Oliveira

LUANA LIMAREPÓRTER

Informações do Diário do Nordeste

sábado, 29 de outubro de 2011

Prefeito determina transporte em Teresina

28/10/2011 - 180 Graus

O prefeito Elmano Férrer determinou em caráter de urgência que sejam concluídos os estudos e iniciado no prazo de 60 dias a integração do sistema de transporte coletivo de Teresina. O estudo da planilha de custos da passagem dos transportes coletivos, foi realizado por uma comissão formada por representantes de diversos setores da sociedade, que esclareceu para todos os teresinenses a necessidade do reajuste da tarifa de ônibus. 

A Prefeitura de Teresina, através da Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito - Strans, vai dar continuidade ao processo de integração das linhas de ônibus. Na verdade, o processo da integração das linhas de ônibus está sendo realizado por etapas. Inicialmente foi elaborado o Plano Diretor de Transportes, que direcionou o trabalho de integração das linhas. Em seguida, foi realizada a padronização da frota de ônibus, que está em fase de finalização.

Outra etapa necessária para a integração e que está em fase de implantação são os passes eletrônicos. "Somente poderemos integrar as linhas a partir do momento que todo o sistema esteja utilizando o passe eletrônico, para tanto a Strans deverá estipular um prazo para a implantação total do vale eletrônico", complementou.

quinta-feira, 29 de setembro de 2011

Natal entrega projetos de mobilidade urbana à Caixa

Obras podem ser iniciadas em novembro, promete secretário



Trânsito é o grande desafio de Natal para a Copa (crédito: Diagrama Editorial)
ampliar
Tamanho da letra
George Fernandes - Natal
postado em 29/09/2011 19:47 h
atualizado em 29/09/2011 20:28 h
 

A prefeitura de Natal entrega nesta sexta-feira (30) à Caixa Econômica Federal, como planejado, os projetos executivos das obras de mobilidade urbana de Natal para a Copa de 2014.

O secretário adjunto de Obras e Infraestrutura de Natal, Walter Fernandes, informou durante o seminário “Road Show - Vitrine ou Vidraça”, hoje em Natal, que a expectativa é para que até o próximo mês de novembro as obras do primeiro lote de obras sejam iniciadas.

 “Esperamos que a Caixa aprove o projeto executivo e libere os recursos para o primeiro lote de obras até o final de outubro. Com isso, iniciaremos as obras em novembro. Este lote já foi licitado e a empresa (EIT) aguarda apenas a ordem de serviço”, afirmou Walter, que participou como palestrante do primeiro painel do Road Show: Mobilidade urbana, Porto e Aeroporto – transporte como chave para o sucesso da Copa 2014. “A nossa expectativa é de otimizar o cronograma de obras para que este primeiro trecho seja concluído em dezembro de 2013”.

Em condições normais e sem a pressa exigida pela Fifa, uma obra deste porte seria concluída em 30 meses, segundo o próprio Walter. Ou seja, a obra do primeiro lote de mobilidade urbana em Natal seria finalizada em maio de 2014, se começar mesmo em novembro deste ano. Sobre o risco de a cidade ainda ser um canteiro de obras durante o Mundial, Walter desconversou e insistiu em afirmar que a obra será entregue no prazo exigido, em 24 meses. 

As obras do segundo lote, que correspondem a intervenções pontuais em cruzamentos das vias que circundam a Arena das Dunas, devem começar no primeiro trimestre de 2012. “São seis intervenções neste segundo lote, que será licitado em novembro, caso a Caixa Econômica aprove e libere os recursos ainda em outubro”, informou Walter Fernandes. “Desta forma, contamos mais noventa a cem dias para concluir o processo licitatório. Então, iniciaríamos as obras do lote dois no início de 2012”, concluiu. As obras do 2º lote de mobilidade urbana de responsabilidade da Prefeitura de Natal deve ser concluída em 16 meses (final de 2013).

O Road Show - Vitrine ou Vidraça é uma realização do Portal 2014 com o Sinaenco - Sindicato da Arquitetura e Engenharia. O próximo encontro acontece em Cuiabá, dia 19 de outubro. Confira a programação completa.

Siga o Portal Copa 2014 no twitter: http://www.twitter.com/portalcopa2014

sexta-feira, 23 de setembro de 2011

PI: Prefeitura de Teresina estuda adotar modelo de integração de João Pessoa

21/09/2011 -

A Prefeitura de Teresina pode adotar o sistema de integração de transporte público promovido na cidade de João Pessoa, na Paraíba. A informação foi dada pelo secretário executivo de Governo, Inácio Carvalho. “Estive lá e comprovei por lá e comprovei que eles têm um modelo simples e objetivo que atende bem o que o cidadão quer. Não tenho dúvida que esse modelo pode ser implantado em Teresina”, disse o gestor.

O sistema de integração paraibano foi implantado há três anos e a tarifa é de R$ 2,10. Entretanto, com o pagamento de bilhete único, o passageiro está habilitado a se deslocar de um extremo a outro da cidade.

“Escolhemos João Pessoa por ser uma cidade que se assemelha com Teresina: geograficamente e pelo número de habitantes e usuários do sistema de transporte público”, disse Inácio Carvalho.

Fonte: Cidadeverde.com

segunda-feira, 29 de agosto de 2011

SEGUNDA-FEIRA, 29 DE AGOSTO DE 2011

PB: Sistema numérico de identificação dos ônibus urbanos de João Pessoa
Postado por Fortalbus às 01:02
Milhões de passageiros utilizam por mês o serviço dos ônibus urbanos em João Pessoa conforme informações da STTrans. Diariamente, este contingente corresponde a, uma média, de 270 mil usuários/dia que, em sua maioria, desconhecem o modo de organização deste sistema que promove a acessibilidade da população aos mais diferentes pontos da capital paraibana. A codificação das linhas de ônibus, através do uso de números, por exemplo, é um detalhe que faz a maior diferença no deslocamento diário dos passageiros.

A representação numérica das rotas pelas quais circulam os ônibus urbanos em João Pessoa é uma convenção adotada há mais de 20 anos, quando o sistema atual foi planejado e está relacionada aos sete principais corredores da cidade. Estes itinerários estão identificados pela seguinte numeração:

O Primeiro digito da Linha indica a avenida ou região que ela opera:

Cod: 0 – Roger e Jaguaribe(Linhas próximo ao Centro)
Cod: 1 – Av. Cruz das Armas
Cod: 2 – Av. 02 de Fevereiro(Cristo-Rangel)
Cod: 3 – Av. PedroII
Cod: 4 – Av. Beira Rio
Cod: 5 – Av. Epitácio Pessoa
Cod: 6 – Av. Tancredo Neves
Cod: 7 – Acesso Oeste (Alto do Mateus)

Assim, é através da combinação destes algarismos que se obtém a identificação dos trajetos, além da indicação das denominações nos letreiros frontais do ônibus. “Conhecendo o sistema, fica fácil para o passageiro tomar a condução de um modo adequado. O importante para ele é estar atento aos dois primeiros números do código. Por exemplo: se ele souber que “1” equivale ao corredor de Cruz das Armas e “5” à avenida Epitácio Pessoa, ele vai ter menos chances de errar ao pegar a linha Circular “1500”, principal linha circular da cidade.


As linhas radiais estão representadas por três números e, geralmente, só passam por um corredor. Por exemplo: na linha 510-Tambaú, o uso do algarismo “5” no início do código quer dizer que o veículo passa pelo corredor “Epitácio Pessoa”, o mais movimentado da cidade com 35 linhas em trechos diferentes, circulando diariamente. Já as linhas circulares são identificadas por quatro números e atendem a diversos corredores. O percurso mais longo é feito pelos ônibus circulares 1500 e 5100, que percorrem, em média, 50 km, numa viagem que dura, em média, 110 minutos.

Atualmente, o sistema de transporte pessoense conta com uma frota de 517 ônibus, sendo que 486 ônibus ficam em operação. Os 31 veículos restantes ficam nas garagens como reserva técnica, das seis empresas concessionárias: Transnacional, Reunidas, São Jorge, Santa Maria, Mandacaruense e Marcos da Silva.

Com a criação do Terminal de Integração, a locomoção dos pessoenses foi facilitada, ainda mais, já que 60 linhas de localidades diversas trafegam todos os dias pelo local, beneficiando quem tem que ir a pontos distantes com a utilização de mais de um ônibus, com o pagamento de apenas uma passagem. A integração metropolitana, implantada em 2009, e a temporal, que está disponível desde 2008, melhoraram ainda mais a locomoção das pessoas que utilizam os ônibus urbanos em seus deslocamentos diários.

Fonte: News Comunicação


quarta-feira, 17 de agosto de 2011

Corredor de ônibus da Av. Presidente Kennedy em Olinda será entregue em setembro

17/08/2011 - Blog Meu Transporte

Uma obra que começou a mais de 03 anos parece que finalmente será entregue, a construção do corredor de ônibus da av. presidente Kennedy em Olinda vem com suas obras se arrastando a muito tempo, a situação prejudica as mais de 75 mil pessoas que moram nos bairros de Peixinhos, Sapucaia, Jardim Brasil, Vila Popular, São Benedito e Aguazinha, todos cortados pela Avenida Presidente Kennedy. São 4.400 metros de problemas.

A obra só inclui a implantação de um corredor central de ônibus com oito paradas, parecido com o que existe na Avenida Caxangá no Recife. Orçada em R$ 7,5 milhões, ela deve ser concluída no mês de setembro. Para muitos usuários de ônibus, este novo corredor de ônibus vai significar bastante no que diz respeito a pontualidade dos coletivos, sem falar que os ônibus não precisarão mais andar junto dos carros, fazendo com que a viagem seja mais rápida.

Visando melhorar ainda mais a mobilidade na cidade, a Prefeitura de Olinda também está planejando obras viárias como: o vetor Norte-Sul pela avenida Olinda até Paulista; o vetor Norte-Sul pela PE-15 e o Vetor Oeste, pela avenida Presidente Kennedy.
Confira as linhas que passam por esta avenida:

881         Caenga/Rio Doce (Getúlio Vargas)
883         Caenga/Rio Doce (II Perimetral)
884         Jardim Brasil/Rio Doce
885         Sítio Novo/Rio Doce
886         Ouro Preto/Rio Doce
907         Paulista/Rio Doce
911         Ouro Preto (Cohab)
916         Ouro Preto/Joana Bezerra
920         Rio Doce/CDU
930         Rio Doce/Dois Irmãos
981         Rio Doce (Conde da Boa Vista)
983         Rio Doce (Princesa Isabel)
985         Rio Doce (Bacurau)
986         Rio Doce/Derby
996         Arthur Lundgren II/Rio Doce (Paratibe)

Mais Notícias de Pernambuco

Blog Meu Transporte

BRT em Salvador terá três vias: Cajazeiras, Calçada e Pituba

13/08/2011 - Bahia Notícias

O presidente da Comissão do Procedimento de Manifestação de Interesse (PMI), Alberto Valença, durante coletiva de imprensa que divulgou detalhes do sistema de modais integrados a ser implantado na Região Metropolitana de Salvador, anunciou as três primeiras vias do BRT (ônibus modernos em vias exclusivas) que serão construídas na capital baiana.

Orçados em R$ 800 milhões, os corredores passarão por diversos bairros de áreas nobres e carentes da cidade. O primeiro será na Avenida 29 de Março, via a ser construída para ligar a BR-324 (na altura de Águas Claras) até a Paralela (Bairro da Paz). Este primeiro canal integrará os bairros de Cajazeiras, Fazenda Grande e Castelo Branco.

A segunda via partirá da Estação Ferroviária da Calçada, na Cidade Baixa, até a futura estação de metrô do Retiro. Já a terceira intervenção ligará o Acesso Norte (Iguatemi) até o bairro da Pituba.




Informações: Bahia Notícias
BRT em Salvador terá três vias: Cajazeiras, Calçada e Pituba
sexta-feira, 12 de agosto de 2011

O presidente da Comissão do Procedimento de Manifestação de Interesse (PMI), Alberto Valença, durante coletiva de imprensa que divulgou detalhes do sistema de modais integrados a ser implantado na Região Metropolitana de Salvador, anunciou as três primeiras vias do BRT (ônibus modernos em vias exclusivas) que serão construídas na capital baiana.

Orçados em R$ 800 milhões, os corredores passarão por diversos bairros de áreas nobres e carentes da cidade. O primeiro será na Avenida 29 de Março, via a ser construída para ligar a BR-324 (na altura de Águas Claras) até a Paralela (Bairro da Paz). Este primeiro canal integrará os bairros de Cajazeiras, Fazenda Grande e Castelo Branco.

A segunda via partirá da Estação Ferroviária da Calçada, na Cidade Baixa, até a futura estação de metrô do Retiro. Já a terceira intervenção ligará o Acesso Norte (Iguatemi) até o bairro da Pituba.

Informações: Bahia Notícias

quarta-feira, 10 de agosto de 2011

Pernambuco lança editais para obras de mobilidade da Copa

10/08/2011 - Portal 2014

Recife terá novo terminal integrado e 52 km de corredores exclusivos de ônibus

Modelo de estação elevada do TRO (crédito: Divulgação)

Os editais para as obras de mobilidade urbana na Grande Recife visando à Copa de 2014 foram lançados hoje de manhã (10) pelo governador de Pernambuco, Eduardo Campos.

Inicialmente serão licitadas as intervenções que constam da Matriz de Responsabilidade da Copa, a saber: o Terminal Integrado Cosme e Damião, a ser construído em São Lourenço da Mata, e a implantação de 52 km de corredores exclusivos de Transporte Rápido de Ônibus (TRO) nos eixos norte-sul, leste-oeste e ramal Cidade da Copa (também em S. Lourenço da Mata).

O investimento é de R$ 476 milhões, com recursos do estado (R$ 129 milhões) e do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), através do PAC da Mobilidade Urbana (R$ 347 milhões), programa exclusivo para a Copa.

As obras constam do Programa Estadual de Mobilidade (Promob) que, além dessas intervenções, prevê ainda a implantação de corredores de transporte público na avenida norte Miguel Arraes e na BR-101 que serão licitados posteriormente. Quando o conjunto de obras estiver concluído, serão mais de 100 km de corredores exclusivos de transporte coletivo e um investimento de R$ 1,5 bilhão.

O governo do estado também está licitando a aquisição de uma central de controle e monitoramento da frota dos mais de 2.900 ônibus que operam hoje no sistema de transporte público da região metropolitana. A tecnologia, que utiliza o GPS para monitoramento em tempo real dos ônibus, está orçada em R$ 26 milhões.

terça-feira, 9 de agosto de 2011

Maior ônibus do mundo circulou nesta terça pelas ruas do Recife
terça-feira, 9 de agosto de 2011

Bruno Freitas/EM/D.A.Press


Na tarde desta segunda, o Diario de Pernambuco participou de uma viagem a bordo do Mega BRT, o maior ônibus do mundo, que deve ser implantado no Recife antes da Copa do Mundo de 2014. O conforto oferecido pelo veículo é indiscutível, mas ele circulará apenas em faixas exclusivas, nos grandes corredores da cidade, em novas linhas que percorrerão os eixos Norte-Sul (de Boa Viagem até Paulista, pela Avenida Agamenom Magalhães) e Leste-Oeste (pela Avenida Caxangá até o Centro) e a Avenida Norte Miguel Arraes.
Com estrutura articulada (sanfona), os coletivos podem transportar até 150 pessoas, com 60 sentadas e o restante em pé. A empresa Neobus é a principal fabricante atualmente, mas outras montadoras já começaram a desenvolver ônibus com o formato. Após a licitação para a construção das novas vias (como a pista acima do canal da Agamenom), o governo do estado indicará o formato do veículo que as empresas de transporte devem comprar para começar a operar.
Os ônibus devem incluir ar-condicionado, espaço para transportar bicicletas e sistema GPS, mas outros recursos opcionais podem ser implementados, como internet wireless. O veículo apresentado tem duas portas de um lado e três do outro, mas elas podem ser adaptadas de acordo com a disposição das paradas nos itinerários. O espaço interno possui 20 metros de extensão, com 2,6 metros de largura e 2,2 metros de altura.
A viagem de apresentação saiu do Cabanga Iate Clube e passou pelo Cais José Estelita, Cais de Santa Rita, Bairro do Recife (Avenida Alfredo Lisboa, Marco Zero, Forte do Brum), Ponte do Limoeiro, Avenida Norte, Avenida Cruz Cabugá, Rua Princesa Isabel, Praça da República, Rua da Madre de Deus e retorno pelos cais de Santa Rita e José Estelita até o Cabanga. Por causa das curvas mais fechadas, foi necessário um acompanhamento de batedores da CTTU.
O modelo já circula na cidade de Curitiba e será implementado também em Florianópolis, Porto Alegre, Rio de Janeiro, Goiânia e Santiago (Chile).

Com informações do Pernambuco.com

quarta-feira, 3 de agosto de 2011

Usuários reclamam do tempo de espera na Integração Temporal

03/08/2011 - SMTT

Os usuários dos transportes coletivos no Complexo Benedito Bentes reclamam dos transtornos causados pelo Programa Integração Temporal, na última segunda, 1º de agosto. De acordo com os passageiros, a espera pelo ônibus aumentou com o novo sistema.

O porteiro Luiz Carlos contou que esperou por quase uma hora para conseguir pegar um ônibus que seguisse para o bairro da Ponta Verde. “Para conseguir chegar ao meu trabalho na Ponta Verde às 18h, sai da minha casa no Conjunto Moacir Andrade antes das 16 horas. Mas vou chegar atrasado, pois esperei quase uma hora para pegar o ônibus. Com esse novo sistema ficou pior porque os ônibus ficaram divididos para os conjuntos e o tempo de espera aumenta”, afirmou Luiz Carlos.

O programa Integração Temporal, implantado desde o último sábado, 30 pela Superintendência Municipal de Transporte e Trânsito (SMTT), permite que o usuário troque de ônibus pagando apenas uma passagem e sem precisar passar por um terminal. O usuário que precisa pegar dois ônibus para ir ao trabalho, pagará a primeira passagem e terá até 60 minutos para pegar o segundo coletivo, sem pagar a mais por isso. Qualquer pessoa com o passe eletrônico poderá usufruir deste benefício, inclusive os estudantes.

Até o momento, as linhas 703 – Benedito Bentes / Ponta Verde – Via Gruta, 704 – Benedito Bentes / Ponta Verde – Via Farol e 809 – Alimentador / Conjunto Selma Bandeira estão funcionando com o Integração Temporal. De acordo com o coordenador da empresa Piedade, Alexandre Rangel, os problemas relatados estão relacionados à adaptação do usuário com o novo sistema.

“Existem 21 veículos da linha 704 e foram enviados sete passando pelos terminais dos conjuntos Frei Damião, Selma Bandeira e Mocambo. Nos horários de pico, os ônibus estão passando pelo terminal central do Benedito Bentes e os dos conjuntos. Nos horários mais tranquilos, são alternados”, disse Rangel.

segunda-feira, 1 de agosto de 2011

Cuiabá e Salvador não podem mudar projeto e devem implantar o BRT

31/08/2011 - Folha.com

Nenhuma das 12 cidades-sede da Copa do Mundo poderá mudar os projetos para a área de transporte público urbano. O Ministério das Cidades informou oficialmente, na sexta-feira (29), que vai vetar qualquer mudança pretendida por cidades nas obras para transporte visando ao Mundial.

Numa reportagem especial, divulgada no domingo (24), o jornal paulista mostrou que Cuiabá e Salvador, por exemplo, teria aderido a "um lobby" composto por empresas de ferrovias e construtoras para modificar seus projetos de BRT (ônibus articulado) por VLT ou metrô. Os projetos são mais caros e não ficariam prontos para o evento.

Para fazer as mudanças, as cidades precisam de aval do ministério, já que as obras são financiadas pela Caixa Econômica Federal.

Segundo o Ministério das Cidades, serão seguidas as orientações do Governo dadas pela presidente Dilma Rousseff em reunião com governadores e prefeitos neste ano: as obras devem estar contratadas até dezembro próximo e finalizadas até dezembro de 2013.

De acordo com o ministério, também ficou acertada a manutenção dos modais estabelecidos na chamada Matriz de Responsabilidade Ðplanilha de planejamento das obras para a Copa.

Na terça-feira e na quarta-feira passadas, houve reuniões entre representantes de Cuiabá e de Salvador com integrantes dos ministérios das Cidades e do Planejamento.

A diretora de Mobilidade Urbana do ministério, Luiza Vianna, defendeu nos encontros a manutenção dos que está projetado. Mas o coordenador-geral de Infraestrutura da Copa do Ministério do Planejamento, Guilherme Ramalho, pediu uma solução de consenso vinda das cidades.

Em Salvador, a obra de R$ 600 milhões para BRT passaria para R$ 2,7 bilhões, segundo projeto apresentado pela Invepar (empresa de transporte da Construtora OAS com fundos de pensão estatais).

Os estudos da Invepar chegaram ao número de passageiros 2,5 vezes maior que todos os outros dados disponíveis para o corredor entre o aeroporto e a área central.

O projeto básico de BRT, elemento essencial para licitar a obra, já está concluído em Salvador e em análise desde 2010. Mas o processo está parado devido à indefinição sobre a escolha do modal.

Em Cuiabá, a obra de BRT de R$ 500 milhões passaria para R$ 1,1 bilhão se fosse adotado o VLT previsto. Um dos estudos recebidos por Cuiabá falando que o VLT a diesel era melhor que os outros modais foi feito pela T"Trans, empresa que vende esse tipo de equipamento.

O secretário da Copa do governo da Bahia, Leonel Leal, informou que a prefeitura, responsável pelo projeto de BRT, e o Governo do Estado, que está fazendo o projeto de trilhos, estão conversando para apresentar um projeto de consenso.

domingo, 31 de julho de 2011

Cidade baiana se prepara para início do transporte coletivo nesta segunda

31/07/2011 - InfoSAJ

Contagem regressiva para o início do funcionamento do transporte coletivo em Santo Antônio de Jesus. Faltando 1 dia para que as 14 linhas de micro-ônibus comecem a rodar na cidade, a movimentação é grande para que seja oferecido à população um serviço de excelência.

Para isso, o Superintendente de Trânsito, Sidnei Rodrigues, esteve na manhã deste sábado (30), na Estação de Transbordo, falando aos motoristas e passageiros sobre a importância de se obedecer o Código Brasileiro de Trânsito e, principalmente, de se respeitar os usuários. Na ocasião, a Superintendente também prestou orientações aos cidadãos que num momento se aglomeraram no local para tirar dúvidas.

O transporte coletivo urbano de Santo Antônio de Jesus será executado pela Empresa Cooper Micro Luxo, vencedora da licitação municipal. O serviço era uma grande reivindicação da população e, além de promover a mobilidade urbana, será responsável pela geração de cerca de 100 empregos diretos, entre motoristas e cobradores.

Os 14 veículos disponíveis à comunidade tem capacidade para 22 passageiros sentados, são plotados, adaptados para portadores de necessidades especiais e terão horários regulares, facilitando a programação das pessoas. De segunda a sábado, os ônibus farão linhas das 5:30h às 23:20h e domingos e feriados, das 07h às 20h.

Com base na lei Federal, os idosos terão passagem gratuita e os estudantes pagarão a metade do valor da passagem. A empresa Cooper Micro Luxo está convocando os idosos e estudantes para adquirirem as carteirinhas, através do cadastro, levando todos os documentos na sede Cooperativa, que fica localizada na entrada da Rua da Alegria, no bairro Andaiá.

quinta-feira, 21 de julho de 2011

Com dívidas, Natal pode ficar sem obras de mobilidade para a Copa

20/07/2011 - Portal 2014

Prefeitura busca intervenção do governo federal para liberar empréstimo de R$ 300 mi

Obras de mobilidade em Natal podem ficar sem recursos (crédito: Arquivo)

As dívidas da prefeitura da Natal com a Secretaria do Tesouro Nacional (STN) começam a esbarrar nas obras da Copa de 2014. Como se não bastasse a demora para o início da construção da Arena das Dunas, único estádio da Copa ainda no papel, as obras de mobilidade urbana também estão emperradas.

Isso porque a inadimplência do município impede a captação de empréstimo de R$ 300 milhões do PAC da Mobilidade Urbana, programa exclusivo para obras da Copa. Os recursos seriam destinados a 11 obras viárias na cidade, essenciais para melhorar o acesso ao aeroporto, aos hotéis e ao estádio.

Em vez de acertar as dívidas, a prefeitura da capital potiguar pretende driblar as restrições da STN apelando para o governo federal. A Secretaria de Obras Públicas e Infraestrutura encaminhou um pedido de “excepcionalidade” ao ministro da Fazenda, Guido Mantega.

Desde a semana passada, o secretário de Planejamento da prefeitura, Antônio Luna, está em Brasília, tentando a liberação dos recursos.

Inadimplência
Segundo informações do jornal “Tribuna do Norte”, a prefeitura de Natal está inadimplente com a SNT em 10 modalidades, que vão desde o não recolhimento de tributos federais à ausência de relatório de gestão.

Segundo o Procurador-Geral do Município, Bruno Macedo, todas as cidades-sedes da Copa possuem pendências com a secretaria. Para Macedo, no entanto, ainda há tempo para realizar as obras para o Mundial.

“Como não precisamos contar com este recurso agora (levando-se em conta que as obras estão previstas para começarem apenas em setembro), ainda há tempo para se fazer uma revisão. Isso não vai comprometer as obras de mobilidade urbana”, disse.

Outra saída para tentar liberar os recursos seria uma ação na Justiça. No entanto, esperar uma solução do Poder Judiciário poderia estourar os prazos do governo federal, que deseja ver as obras iniciadas até dezembro deste ano. Caso contrário, a ameaça é que os estados e municípios sejam excluídos do PAC da Mobilidade Urbana.

Segundo o gestor municipal da Copa, Dâmocles Trinta, os projetos executivos das 11 obras serão entregues para análise da Caixa Econômica Federal (CEF) até o fim deste mês. “Em setembro devemos começar as obras do trecho um”, afirma o secretário.

Este pacote de intervenções, que estão um ano e meio atrasadas, contempla adequações e em trechos que ligam a zona norte à Arena das Dunas, passando pela zona oeste. As obras do trecho dois, que engloba seis intervenções no entorno da Arena das Dunas, estão previstas para começarem até dezembro.

Obras

Para a Copa de 2014, Natal tem 16 obras viárias aprovadas pelo PAC da Mobilidade Urbana. Destas, 11 são de responsabilidade da prefeitura, com orçamento total de R$ 338 milhões.

Os R$ 300 milhões de financiamento são do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço) e serão negociados pela Caixa Econômica Federal (CEF). O restante virá do orçamento municipal.

Ao todo, o PAC da Mobilidade Urbana tem orçamento de R$ 11,48 bilhões para 47 projetos nas cidades da Copa. Deste montante, R$ 7,68 bilhões serão investidos pela União com recursos do FGTS.

A taxa nominal de juros das operações de empréstimo é de 6% anuais, com prazo de amortização de 20 anos e quatro anos de carência.

segunda-feira, 11 de julho de 2011

Novos ônibus articulados começam a circular em João Pessoa

22/07/2011 - Paraiba em Noticias

Dos 24 novos ônibus zero quilômetro que entram em circulação na próxima semana, cinco veículos são do modelo articulado (tipo sanfona). Estes ônibus já se ajustam ao futuro modelo de operação que está sendo proposto pela Prefeitura da capital o chamado BRT- Bus Rapid Transit. A frota de João Pessoa já dispõe de três ônibus neste modelo, sendo dois da Transnacional e um da Reunidas. Dos cinco novos articulados que começam a circular a partir de segunda-feira (11), quatro são da empresa Transnacional e um da Reunidas. Em agosto, mais dois ônibus articulados entram em operação através da empresa São Jorge, totalizando 10 veículos deste modelo à disposição da população.

Os articulados são ônibus com maior capacidade de passageiros, já que têm maior espaço interno, equivalente a quase o tamanho de dois ônibus convencionais. No sistema de BRT’s, esses ônibus ganham o reforço de faixas exclusivas, o que assegura mais agilidade no deslocamento do transporte coletivo e, consequentemente, viagens mais rápidas.

O diretor da Transnacional e Reunidas, Alberto Pereira, explica que a aquisição de mais ônibus articulados representa o apoio das empresas para contribuir com a implantação do sistema de BRT na cidade. “Sabemos que o sistema de BRT é um modelo de transporte coletivo de média capacidade e que só funciona em sua plenitude se as linhas forem operadas com ônibus articulados ou bi-articulados, por isso, já começamos a dar a nossa contribuição para que o sistema de transporte da capital disponha destes veículos diferenciados quando o novo modelo de gestão do transporte e trânsito da cidade começar a ser implantado”, reforça Alberto.
Com informações: Paraíba em Notícias
às 01:05
Marcadores: João Pessoa (PB)

sábado, 9 de julho de 2011

Em João Pessoa, Novos ônibus articulados que sevirão para o sistema BRT na cidade começam a circular na segunda-feira

09/07/2011 - Paraiba em Noticia

Dos 24 novos ônibus zero quilômetro que entram em circulação na próxima semana, cinco veículos são do modelo articulado (tipo sanfona). Estes ônibus já se ajustam ao futuro modelo de operação que está sendo proposto pela Prefeitura da capital o chamado BRT- Bus Rapid Transit. A frota de João Pessoa já dispõe de três ônibus neste modelo, sendo dois da Transnacional e um da Reunidas. Dos cinco novos articulados que começam a circular a partir de segunda-feira (11), quatro são da empresa Transnacional e um da Reunidas. Em agosto, mais dois ônibus articulados entram em operação através da empresa São Jorge, totalizando 10 veículos deste modelo à disposição da população.

Os articulados são ônibus com maior capacidade de passageiros, já que têm maior espaço interno, equivalente a quase o tamanho de dois ônibus convencionais. No sistema de BRT’s, esses ônibus ganham o reforço de faixas exclusivas, o que assegura mais agilidade no deslocamento do transporte coletivo e, consequentemente, viagens mais rápidas.

O diretor da Transnacional e Reunidas, Alberto Pereira, explica que a aquisição de mais ônibus articulados representa o apoio das empresas para contribuir com a implantação do sistema de BRT na cidade. “Sabemos que o sistema de BRT é um modelo de transporte coletivo de média capacidade e que só funciona em sua plenitude se as linhas forem operadas com ônibus articulados ou bi-articulados, por isso, já começamos a dar a nossa contribuição para que o sistema de transporte da capital disponha destes veículos diferenciados quando o novo modelo de gestão do transporte e trânsito da cidade começar a ser implantado”, reforça Alberto.

Foto: Josivandro Avelar
BRT’s executados e em planejamento no BrasilA primeira cidade brasileira a implantar um sistema de BRT foi Curitiba. Em São Paulo, o primeiro sistema BRT implantado com sucesso foi o Corredor Metropolitano São Mateus - Jabaquara, inaugurado em 1988. Anos depois , a Prefeitura, na gestão do prefeito Celso Pitta, implantou um projeto de sistema BRT sob o nome de "Fura-Fila" , rebatizado por Marta Suplicy por "Paulistão" e por José Serra de "Corredor Expresso Parque D. Pedro - Cidade Tiradentes", ou somente "Expresso Tiradentes". Em Goiânia o BRT foi criado ligando a cidade de Leste a Oeste, e implantado na década de 70. Em Uberlândia implantou-se um sistema integrado de transporte cujo eixo é um BRT e é operado pelo chamado Sistema Integrado de Transporte em Uberlândia-SIT. Além de João Pessoa, há projetos de implantação de BRT nas cidades de Belo Horizonte, Brasília, Campo Grande (MS), Salvador, Recife, Niterói (RJ), Porto Alegre, Belém e em Palmas (TO).

Fonte: Paraíba em Notícia

Share |
Postado por Clayton Leal às 14:48  

sexta-feira, 1 de julho de 2011

Aprovado projeto que cria Cartão Integrado de Transporte em São Luís

01/07/2011 - Imirante

A Câmara Municipal de São Luís aprovou, por unanimidade, projeto de lei de iniciativa do vereador Severino Sales, visando a criação do Cartão Integrado de Transportes. Segundo o autor da proposição, a medida busca atender aos anseios da população que nos últimos meses vem reivindicando a melhoria do atendimento no setor.

“Essa proposta tem a finalidade de dar ao usuário de transporte coletivo na capital de pegar uma condução, pagar a primeira passagem, descer e embarcar em outro ônibus, no prazo de 90 minutos, sem dispor novamente de outra passagem, tornando mais ágil e fácil o sistema integrado já existente”, declarou.

O vereador destacou ainda que o objetivo maior é trazer maior comodidade aos passageiros em geral. “Com a apresentação de um único cartão integrado, não será mais necessário o deslocamento de um grande número de pessoas aos terminais de integração para tomar outra condução, proporcionando, dentro de um determinado espaço, uma economia de tempo”, ressaltou.

Severino Sales disse ainda que os terminais existentes em São Luís rapidamente tornaram-se pontos superlotados em decorrência do grande fluxo de pessoas que utilizam esses locais, formando filas intermináveis. “Isso sem falar no tempo desperdiçado. Mas com a implantação do cartão integrado de transporte, estaremos facilitando a vida das pessoas, que serão beneficiadas com essa economia de tempo, mobilidade no sistema e diminuição do gasto em dinheiro para se locomover em mais de uma condução”, frisou.

quarta-feira, 22 de junho de 2011

João Pessoa vai ter VLT e mais 4 corredores para ônibus articulados

22/06/2011 - Paraiba.com

Para tentar resolver os problemas provocados pelo trânsito na cidade de João Pessoa, a Prefeitura elaborou o Plano de Mobilidade Urbana, que já foi apresentado ao Ministério das Cidades e prevê a aplicação de quase 200 milhões de reais. O plano foi apresentado aos vereadores durante uma sessão especial na Câmara de Municipal nesta quinta-feira (dia 16), pelo superintendente de Transporte e Trânsito da Capital, Nilton Pereira de Andrade.

Ele explicou aos vereadores que a prioridade a rede de transporte público, criando espaços e vias exclusivas para os ônibus. Nilton Pereira informou que o plano prevê a construção de quatro grandes corredores, um na Avenida Cruz das Armas, outro na Avenida Dom Pedro II, na Avenida Dois de Fevereiro e o outro na avenida Epitácio Pessoa.

Na região do Centro da cidade, a intenção é construir um Terminal de Integração intermodal ao lado do Terminal Rodoviário de João Pessoa, no bairro do Varadouro, para atender as linhas urbanas, intermunicipais e o sistema ferroviário, que passaria a usar um tipo de veículo ferroviário identificado VLT (Veículo leve sobre trilhos).

O plano prevê a criação de quatro corredores com vias exclusivas para os ônibus, cujos modelos seriam articulados e cada corredor teria um terminal de integração de apoio. O dirigente da Sttrans revelou que também é previsto a adoção de programas de estimulo a bicicleta inclusive com a abertura de ciclo vias.

Postado por Fortalbus

Salvador contará com transporte sobre trilho na Copa

22/06/2011 - Teia de Notícias

O modelo do sistema de transporte público entre os municípios de Lauro de Freitas e Salvador foi divulgado ontem, durante coletiva de imprensa na Secretaria Estadual do Planejamento. O modal será misto, formado por um corredor central estruturante de veículos sobre trilhos, passando pela Avenida Paralela até a Rótula do Abacaxi (Acesso Norte), e ônibus, modelo convencional ou Bus Rapid Transit (BRT), nas vias alimentadoras, como as avenidas Dorival Caymmi, Orlando Gomes e Pinto de Aguiar.

Agora, a próxima etapa é a elaboração do Termo de Referência que dará base ao edital de licitação. A previsão é que o processo licitatório seja concluído em dezembro e a obra, no início de 2014. Para a escolha desse modelo, foi avaliada a consistência de viabilidade técnica, ambiental e financeira.

Sete projetos concorreram por meio do Procedimento de Manifestação de Interesse (PMI) da Mobilidade Urbana, realizado pelo Governo do Estado. O valor orçado do projeto é de R$ 3bilhões e deverá contar com investimentos de R$ 570,3 milhões, já disponíveis pelo Ministério das Cidades, através do PAC Copa, e mais R$ 2,4 bilhões, do PAC da Mobilidade Urbana.

segunda-feira, 20 de junho de 2011

O Corredor de Transporte e o compromisso com São Luís

20/06/2011 - Jornal Pequeno

A população de São Luís é penalizada diariamente com o trânsito caótico que tomou conta de nossas avenidas e ruas. A lentidão do nosso trânsito irrita e causa problemas para quem utiliza automóvel próprio e, principalmente, para os 600 mil passageiros de ônibus e vans que circulam todos os dias na ilha. Passar pela Avenida Jerônimo de Albuquerque nos horários de pico é um exercício estressante que exaspera qualquer pessoa. Fica a pergunta que não quer calar: o que as autoridades estão fazendo para resolver esse caos que São Luís enfrenta às vésperas de se tornar quatrocentona?


A prefeitura de São Luís e o governo do Maranhão apresentaram suas propostas e estão tentando captar recursos junto à União para viabilizar seus respectivos projetos. A prefeitura apresentou o projeto chamado “Novo Corredor de Transporte Urbano de São Luís” na Câmara de Vereadores da capital, na Assembléia Legislativa e no Ministério das Cidades em Brasília. O projeto municipal está orçado em R$ 430 milhões e prevê a construção de um corredor de transporte com três faixas de trânsito por sentido, com uma faixa exclusiva para os ônibus e a introdução de onze ônibus articulados (com 120 lugares cada). 


A primeira etapa do corredor irá do centro da cidade ao Bairro da Cohab, interligando a Avenida Ferreira Gullar com uma via a ser construída à margem esquerda do rio Anil. O corredor terá 12,37 quilômetros de vias, 11,5 quilômetros de ciclovia e dez estações de embarque e desembarque de passageiros com passarelas. Beneficiará 44 bairros com uma população estimada de 450 mil habitantes, cruzando a Avenida Daniel da La Touche, na altura do Ipase, e terá estações de transbordo, para fazer a interligação com dezenas de linhas do sistema de transporte coletivo atual.

Postado por Fortalbus

sexta-feira, 17 de junho de 2011

Corredores de ônibus previstos para 2013 em Recife

17/06/2011 - Fortalbus

O início da construção dos três corredores exclusivos de ônibus para a Região Metropolitana do Recife (RMR), que dará mais mobilidade aos passageiros do transporte público – anunciada pelo Governo do Estado – terá início até o final do ano. A previsão é que as obras sejam concluídas até o fim de 2013 com orçamento previsto de R$ 940 milhões. Detalhes do traçado dos corredores Norte-Sul (partindo do terminal de Igarassu até o Centro do Recife); Leste-Oeste (do Derby até o Terminal de passageiros de Camaragibe) e BR-101 (de Paulista até Cajueiro Seco, em Jaboatão) foi apresentado durante uma audiência pública realizada no auditório do Tribunal de Contas do Estado (TCE), no Recife. Durante o encontro, representantes da sociedade civil e entidades públicas puderam opinar e sugerir melhorias para o transporte público da região.



Nesses três corredores, será adotado o modelo Bus Rapit Transit (BRT) ou Transporte Rápido de Ônibus (TRO) já existente em outras cidades. A grande vantagem do BRT é a redução do tempo de viagem, além de um maior conforto aos passageiros com estações interligadas, climatizadas e monitoradas por uma Central de controle operacional.

Com informações: Folha de Pernambuco

Prefeitura apresenta proposta de modernização do transporte público

16/06/2011 - Prefeitura de João Pessoa


Modernizar a rede de transporte público de João Pessoa, melhorando substancialmente sua qualidade, priorizando a circulação dos ônibus nos corredores da cidade. Essa é a proposta da Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP) para incentivar o uso de transporte público coletivo e reduzir os transtornos causados pelo crescimento da frota de carros que chega a quase 240 mil veículos na capital paraibana. O projeto de mobilidade urbana foi apresentado na manhã desta quinta-feira (16) pelo superintendente de transporte e trânsito (STTrans), Nilton Pereira de Andrade, aos 21 vereadores da Câmara Municipal.

A iniciativa trará um impacto positivo no trânsito, no transporte público e, principalmente, na melhoria de vida dos pessoenses que todos os dias saem de casa para o trabalho, escola e lazer, e dependem de um deslocamento rápido e seguro para chegar ao destino desejado.

Durante a apresentação do projeto, Nilton Pereira explicou que para construir uma cidade sustentável e com mais qualidade de vida deve-se investir em mobilidade urbana, proporcionado à população o acesso amplo e democrático ao espaço urbano, priorizando um transporte coletivo seguro, inclusivo e sustentável. “A cidade está crescendo e a proposta apresentada ao PAC da Mobilidade Urbana tem o objetivo de preparar o sistema viário para os impactos desse desenvolvimento”, ressaltou.

Melhoria - O plano de mobilidade urbana vai contribuir para que as futuras gerações vivam numa cidade preparada para todos. Por exemplo, quanto mais gente usar o ônibus, haverá menos congestionamentos nas ruas, menos gases causadores do aquecimento global e, consequentemente, mais qualidade de vida.

Na proposta está prevista a reestruturação do sistema de transporte urbano para integrar os diversos meios de transporte, beneficiando os deslocamentos em áreas de população de baixa renda. Essas intervenções vão atingir 84% dos bairros da cidade, contemplando 91% dos moradores, além de diminuir o número de ônibus nos principais corredores e reduzir o tempo de viagem dos usuários. O projeto prevê ainda a implantação do sistema de transportes metropolitano integrado com o sistema de ônibus urbanos de João Pessoa. O modelo de operação a ser utilizado na capital é o chamado BRT – Bus Rapid Transit, inspirado no de Curitiba.

Nilton falou que os corredores Cruz das Armas, 2 de fevereiro, Pedro II e Epitácio Pessoa, que registram diariamente congestionamentos, serão objetos de intervenção. “As linhas de ônibus que hoje saem dos bairros vão até o Centro da cidade se superpondo nos corredores e gerando um número excessivo de ônibus em circulação. Os ônibus demoram a voltar e a população tem que esperar muito porque a frenqüencia é baixa. Na proposta, os três primeiros corredores possuirão terminais de integração próximos à BR 230. Os ônibus ao saírem dos terminais, não irão para o centro e sim até o terminal de integração”, explicou.

Exemplificações - No corredor Cruz das Armas, o terminal de integração será construído próximo às Três lagoas. Os ônibus que saem dos terminais de bairro irão até o terminal de integração e voltarão para o mesmo terminal. Desse terminal de integração até o centro só circularão ônibus de grande capacidade, como os articulados e biarticulados em faixas exclusivas, junto ao canteiro central, onde ficarão as estações de embarque e desembarque. Estes ainda terão prioridade nos semáforos, que abrirão com a aproximação do ônibus.

Na Epitácio Pessoa a faixa junto ao canteiro central será exclusiva para ônibus e existirão também linhas expressas. Ou seja, uma linha sairá do centro e irá até mangabeira sem parar em nenhuma parada. Haverá um sistema de comunicação que informará aos usuários a proximidade dos ônibus e quanto tempo levará para chegar o próximo. Com isso, o usuário terá a informação precisa do horário de chegada de seu transporte.

No Varadouro, ao lado da Rodoviária, será construído um terminal metropolitano que abrigará todas as linhas de João Pessoa, linhas intermunicipais e será integrado ao sistema ferroviário, que será substituído por um sistema moderno denominado de ‘Veículo Leve sobre Trilhos (VLT)’. Também será estimulado o uso de bicicleta e sua integração com o transporte público. “Investir em ciclovias também é fundamental, pois além de ocupar menos espaço, a bicicleta não polui o ar e é um ótimo exercício, aumentado a expectativa de vida das pessoas”, disse o superintende da STTrans.

Os vereadores ficaram satisfeitos com o plano de mobilidade. O presidente da Câmara Municipal de João Pessoa, Durval Ferreira, parabenizou a equipe da Prefeitura pelo projeto, que segundo ele, é de extrema importância para a população. “Para que a população deixe seu em carro em casa e aderir ao ônibus, serão necessárias campanhas educativas e divulgação mostrando os benefícios do novo sistema”, observou Durval.

O morador do Colinas do Sul, Marcos Antônio de Sousa, estava na platéia assistindo atento as explicações do superintendente, e gostou do que viu e ouviu. “Estou feliz com essas melhorias que serão realizadas pela prefeitura. Quem vai ganhar com isso é a população”, destacou Marcos Antônio.

Recursos - O município de João Pessoa está pleiteando recursos do PAC Mobilidade Grandes Cidades junto ao Governo Federal para colocar o projeto em prática. João Pessoa está concorrendo com outras capitais para receber os recursos de cerca de R$ 200 milhões para investir em projetos de melhorias para o trânsito e transporte. O total dos investimentos do programa será de R$ 18 bilhões para o país.

A apresentação do projeto já foi feita para a equipe do Ministério das Cidades, em Brasília, e foi bastante elogiada e considera uma das melhores da região Nordeste. A PMJP aguarda para agosto a definição das cidades que serão contempladas com os recursos do PAC 2.

Anúncio - Enquanto se espera a aprovação do projeto, a PMJP irá realizar algumas intervenções para o trânsito e o transporte. Esse pacote de medidas será anunciado no próximo dia 5 de julho pelo prefeito da Capital, Luciano Agra. A solenidade acontece na Estação Cabo Branco, Ciência Cultura e Arte, no Altiplano.

Além do superintendente Nilton Pereira de Andrade, também estavam presentes na apresentação do plano na Câmara Municipal o superintendente adjunto, Paulo Sérgio Freire e o diretor de trânsito, Cristiano Nóbrega.

quinta-feira, 16 de junho de 2011

Nova linha expressa deixa trajeto mais rápido

16/06/2011 - O Povo

A criação da linha Expresso Parangaba/Papicu é uma alternativa mais rápida para se deslocar entre os terminais. A linha opera no horário de pico

Para melhorar a vida dos usuários, a Empresa de Transporte Urbano de Fortaleza (Etufor) criou a linha Expresso Parangaba/Papicu (089), ligando os dois terminais. Ela começou a circular na segunda-feira (13) e só realiza o desembarque de passageiros a partir da avenida Santos Dumont, próximo ao Colégio Militar. Não é possível embarcar nos ônibus da linha fora dos terminais. Ela circula no horário de pico da manhã, das 5 às 9 horas, e a fila de embarque fica ao lado da linha Parangaba/Papicu (Santos Dumont).

Foto: Rafael Cavalcante

A maioria dos usuários da nova linha aprovou a iniciativa. “Estou achando bom. O trajeto fica mais rápido e chego mais cedo ao trabalho. Se funcionasse o dia todo, era melhor”, afirma a promotora de vendas Francisca Janaína Mendes. 

Mas havia gente descontente com o atraso da chegada do ônibus. O veículo previsto para às 8 horas chegou dez minutos depois. “A gente confia nos horários e se atrasa”, protesta a auxiliar de enfermagem Robervânia Fernandes, mas reconhece que o tempo de percurso diminuiu. 


O tempo previsto para o percurso Parangaba/Papicu é de 42 minutos, segundo a Etufor. Na manhã de ontem, O POVO embarcou no ônibus às 8h22min e chegou ao Papicu às 9h15min. Os engarrafamentos nas avenidas da Universidade e Domingos Olímpio foram os principais fatores para o atraso. Na volta, no trajeto Papicu/Parangaba, a linha faz o mesmo percurso do Parangaba/Papicu/Via Aeroporto. Nesse caso, ela é totalmente expressa e não é possível subir ou descer do veículo no caminho. O tempo previsto é de 30 minutos.

O presidente da Etufor, Ademar Gondim, explica que a linha foi criada após observar que os ônibus já saíam lotados do terminal da Parangaba no horário de pico. “Não fazia sentido ele ir parando”. No momento, a linha opera só pela manhã. “Estamos estudando a possibilidade de implantar a linha também à tarde. Seria o percurso Papicu-Parangaba feito pela Via Expressa”.

Praias do Cabo de Santo Agostinho terão Terminal Integrado

16/06/2011 - Secom

O Cabo de Santo Agostinho vai ganhar um terminal integrado de transportes que beneficiará diretamente aos moradores das nove praias do município. Uma comissão esteve reunida com o diretor-presidente do Consórcio Metropolitano de Transportes Urbanos, Manuel Marinho. De posse da proposta apresentada pelos cabenses, Marinho comprometeu-se a iniciar de imediato os estudos de viabilização.


O grupo já havia discutido o tema com o secretário das Cidades, Danilo Cabral. O terminal deverá ser construído pelo Governo do Estado em um terreno de 5.400 metros quadrados na praia de Enseada dos Corais, área doada pela Prefeitura do Cabo de Santo Agostinho, como contrapartida. Requerimento nesse sentido foi feito à Prefeitura pela Câmara Municipal.

Será o segundo equipamento desse porte instalado pelo Estado no Cabo, que já possui o Terminal Integrado José Faustino dos Santos, no centro da cidade. O novo terminal irá de encontro à crescente demanda de passageiros existente naquela região, hoje uma das mais povoadas em razão do grande contingente de novos moradores e trabalhadores que chegam ao Cabo com os empreendimentos gerados a partir do Complexo Industrial e Portuário de Suape. Com informações: Secom

quarta-feira, 15 de junho de 2011

Por dentro das cidades: Aracaju (SE)

15/06/2011 - Fortalbus


Aracaju é a capital do estado de Sergipe e localiza-se no litoral, sendo cortada por rios como o Sergipe e o Poxim. De acordo com o Censo 2010, a cidade conta com 570.937 habitantes. Somando-se as populações dos municípios que formam a Grande Aracaju: Nossa Senhora do Socorro, Barra dos Coqueiros e São Cristóvão, o número passa para 835.564 habitantes. É apontada como a capital com menor desigualdade do Nordeste Brasileiro, como a cidade com os hábitos de vida mais saudáveis do País e a capital com menor índice de fumantes, segundo o Ministério da Saúde. 

 

O topônimo "Aracaju" deriva da expressão indígena "ará acaiú", que em tupi-guarani significa "cajueiro dos papagaios". O elemento "ará" significa "Papagaio" e "acaiú", "fruto do cajueiro". Anualmente, tem como comemorações marcantes em seu calendário festivo turístico os eventos do Pré-Caju, Forró Caju e o Verão Sergipe.

Antiga rodoviária de Aracaju

O transporte público de Aracaju é realizado por oito empresas concessionárias cujos ônibus interligam os municípios de Aracaju, Nossa Senhora do Socorro, São Cristóvão e mais recentemente, o município da Barra dos Coqueiros. Estes serviços são oferecidos pelo Sistema Integrado Metropolitano (SIM) e pelo Sistema Integrado de Transportes (SIT).



Sistematicamente, a Prefeitura Municipal de Aracaju, por meio da Superintendência Municipal de Transporte e Trânsito de Aracaju, SMTT, vem qualificando a cada dia estes sistemas, além de priorizar a administração e fiscalização os serviços públicos de transportes do município.

Para solicitar novas linhas de transporte coletivo, o interessado poderá fazer a solicitação à SMTT ou através de abaixo assinado, para avaliação da Diretoria de Planejamento, para estudos de viabilidade de implantação. A autorização ou concessão para exploração de serviços públicos deverá obedecer Editais de Concorrência Pública, conforme determinação Constitucional.

Ônibus no Terminal Integrado

O Sistema Integrado de Transporte Urbano (SIT) é um sistema baseado em terminais de integração, linhas integradas e passagem única. Foi idealizado com vistas a racionalizar a oferta de serviço com a demanda, tornando-o mais barato para a população. Consiste o mesmo em oferecer serviço em menor intervalo para os bairros com pequena demanda e uma oferta de carros maiores nos corredores onde deve acontecer a "INTEGRAÇÃO" nos terminais fechados. Já oSistema Integrado Metropolitano – SIM é a integração de todos os conjuntos habitacionais ou bairros, dos municípios de Barra dos Coqueiros, São Cristóvão e Nossa Senhora do Socorro com todas as linhas do transporte coletivo de Aracaju.

Os 06 (seis) terminais de integração urbanos são administrados pelas empresas do Sistema, conforme descrição abaixo:

Terminal Maracaju: Auto Viação Modelo
Treminal Mercado: Viação Halley
Terminal Centro: Viação Progresso
Terminal Zona Oeste: Transporte Tropical
Terminal D.I.A.: São Cristóvão Transportes
Terminal Zona Sul: Viação Cidade de Aracaju







As Empresas do Sistema:

A operação das linhas no Sistema é realizada por 08(oito) empresas que fazem parte de 03 (três) grupos, Grupo Progresso, Grupo Halley(Grupo na qual faz parte a Fretcar-CE e Vitral-BA) e o Grupo Bomfim apresentando a seguinte formação:

Grupo Progresso
Viação Progresso Ltda. 57
Transporte Tropical Ltda. 131

Grupo Halley 
Viação Halley Ltda. 33 
Auto Viação Modelo S/A 70

Grupo Bomfim
São Cristóvão Transportes Ltda. 77
V.C.A. – Viação Cidade de Aracaju Ltda. 122 
Viação São Pedro Ltda. 13
Viação Cidade Histórica 05

Identificação de cada empresaCada empresa é identificada por uma cor, conforme descrito abaixo:


Progresso (azul claro) / Tropical (vermelha)


Halley (laranja) / Modelo (lilás)



V.C.A. (amarelo-limão) / São Cristóvão (amarela)


São Pedro (verde claro) / Cidade Histórica (verde-dourado)

O primeiro nº é o prefixo da empresa e os demais correspondem ao nº de ordem do veículo.

• Progresso .................................. 1234
• Halley ......................................... 2345
• São Pedro .................................. 3456
• Tropical ...................................... 4567
• São Cristóvão ............................ 5678
• Cidade Histórica ........................ 7890
• V.C.A. ........................................ 8012
• Modelo ....................................... 9013

terça-feira, 31 de maio de 2011

Transfor anuncia segunda etapa de obras em Fortaleza

31/05/2011 - Diário do Nordeste/Transfor

Postado por Fortalbus

Túnel na Rua Eduardo Perdigão com Osório de Paiva e implantação de túnel no Anel Viário estão entre as intervenções


As obras da primeira etapa do Programa de Transporte Urbano de Fortaleza (Transfor) ainda não foram concluídas, no entanto, a Prefeitura já anuncia outro pacote de intervenções, dessa vez, o Transfor 2. A segunda etapa será licitada no fim desse primeiro semestre e prevê investimento no valor de R$ 370 milhões.

Entre as novidades, um túnel no cruzamento das avenidas Eduardo Perdigão com a Osório de Paiva, na Parangaba, considerado um dos pontos mais complicados da cidade no que se refere ao trânsito.

Outra intervenção considerada fundamental para melhorar a fluidez do trânsito nos bairros Parque Araxá e Rodolfo Teófilo, será a implantação do primeiro Anel Viário, entre a Avenida Bezerra de Menezes e Rua Padre Cícero, próximo ao trilho da Avenida José Bastos.

Reprodução: Diário do Nordeste

Ampliação

Terminal Parangaba

O Transfor 2 também irá ampliar os terminais de ônibus do Siqueira e da Parangaba e a implantação dos corredores Siqueira/Centro e do Conjunto Ceará/Centro.

Além disso, serão restauradas as avenidas Alberto Sá, Renato Braga e Hermínia Benavides, no Papicu; Desembargador Moreira, na Aldeota; Francisco Sá, no Monte Castelo; Mozart Pinheiro Lucena, Quintino Cunha; Ministro Albuquerque Lima, no Conjunto Ceará. As obras terão a duração de três anos e sua conclusão ficará para a próxima administração.

De acordo com o coordenador do Programa, Daniel Lustosa, as obras irão diminuir o tempo das viagens, os custos do transporte, o tempo de embarque e desembarque dos passageiros, aumentando a segurança no trânsito de veículos e pedestres. Dessa forma, o programa dá continuidade à política de mobilidade urbana e de valorização do transporte coletivo.


Segundo ele, os locais foram selecionados por ter uma grande demanda, para interligar as que já existem e dar acesso aos terminais, onde serão construídos bicicletários para guardar as bicicletas e permitir a integração com os ônibus.

A chefe do Departamento de Engenharia de Transportes da UFC, professora Nadja Dutra, entende que as intervenções são imprescindíveis, no entanto defende mais investimentos em veículos não motorizados como uma das alternativas mais viáveis e de curto prazo no sentido de melhorar a mobilidade urbana em Fortaleza.

Na sua avaliação, os congestionamentos e a crescente demanda de tráfego nas grandes cidades e regiões metropolitanas passaram de uma questão de segundo plano para converter-se em um dos principais problemas para os habitantes.