segunda-feira, 26 de dezembro de 2011

Recife: Obras do Corredor Leste-Oeste começam hoje na Caxangá

26/12/2011 - Diário de Pernambuco

A previsão da Secretaria das Cidades é que as obras sejam concluídas em março de 2013. As intervenções no corredor custarão R$ 165 milhões

Economizar a cada mês o equivalente a um dia inteiro no trânsito é um ganho para motoristas e passageiros. Essa é a meta esperada com a obra do corredor Leste-Oeste na Avenida Caxangá. O pontapé inicial será dado hoje, com a construção da primeira estação nos moldes do Transporte Rápido por Ônibus (TRO). Após a conclusão, quem seguir do Derby até o Terminal de Integração de Camaragibe gastará 30 minutos a menos em cada viagem. A previsão da Secretaria das Cidades é que as obras sejam concluídas em março de 2013. As intervenções no corredor custarão R$ 165 milhões. 
 
As paradas de ônibus da Avenida Caxangá passarão a ser estações fechadas, com ar refrigerado e acesso em nível, facilitando a circulação de pessoas com deficiência. As portas das estações abrirão de forma automática e estarão alinhadas aos acessos dos ônibus, facilitando a entrada do usuário. O sistema é semelhante ao usado no metrô. O novo modelo permitirá que o passageiro aguarde o coletivo em um espaço climatizado. Cada unidade terá guichê, agilizando a compra dos bilhetes, e dispositivos eletrônicos que indicando a previsão de chegada do coletivo à plataforma.
 
“Haverá um grande salto de qualidade. Mais agilidade, mais conforto”, explicou o secretário-executivo de Mobilidade da Secretaria das Cidades, Flávio Figueiredo. Além da faixa exclusiva, o pagamento das passagens será antecipado. Os coletivos serão mais largos e terão preferência nos cruzamentos, reduzindo o tempo da viagem. “Os ônibus serão monitorados por um sistema de controle operacional. Será possível dizer a que momento ele chegará a estação”, disse. 
 
A tecnologia será implantada em 22 estações de embarque e desembarque, ao longo dos 12,3 km do corredor Leste-Oeste. A previsão é que as obras nas duas primeiras unidades durem dois meses para serem concluídas e 30 dias nas demais. Além das estações, serão construídos um túnel, na Rua Real da Torre, perto do Museu da Abolição, e outros dois elevados, na 3ª perimetral, próximo ao Hospital Getúlio Vargas. Um viaduto será construído nas proximidades da UPA da Caxangá.  A Secretaria das Cidades estuda a instalação de um túnel na Estrada dos Remédios.
 
 Na próxima semana, o conceito também passará a fazer parte do corredor Norte-Sul. São 33,2 km de extensão, entre o Terminal Integrado de Igarassu e a Estação Central de Metrô do Recife, passando ainda por Abreu e Lima, Paulista e Olinda. Ao todo, 33 estações do tipo TRO estarão interligadas a quatro terminais: Abreu e Lima, Igarassu, Pelópidas Silveira e PE-15. 
 
Saiba mais:
 
Corredor Leste-Oeste
 
Ligará o Terminal de Integração de Camaragibe ao Derby 
 
12,3 km de corredor
R$ 165 milhões é valor estimado da obra
22 estações serão instaladas. Elas substituirão as atuais paradas de ônibus
Março de 2013 é a previsão para a conclusão da obra. A meta é usar o novo sistema já na Copa das Confederações
 
Serão erguidos ainda:
 
1 túnel
1 viaduto
2 elevados
 
Mudança em 14 linhas de ônibus

As paradas de ônibus com número de ordem 13 da Avenida Caxangá, em frente ao Caxangá Golf Clube, serão as primeiras a receberem o conceito TRO. Os passageiros das linhas que passam pelo ponto, em direção ao Recife ou no sentido Camaragibe, devem ficar atentos. 
 
O embarque e o desembarque dos passageiros que seguem do Recife em direção a Camaragibe, nas 14 linhas que atendem a área, serão realizados em uma parada instalada na calçada da avenida, em frente ao Caxangá Golf Clube. Já os usuários das 13 linhas que partem de Camaragibe em direção ao Recife devem utilizar a parada instalada em frente à Praça Engenheiro Poeta, ao lado do Galpão Shalon. A previsão é que os pontos de ônibus sejam desativados a partir das 10h.
 
“A população deve ficar atenta aos cartazes. Estamos esperando o fechamento para levar os nossos divulgadores aos locais”, comentou a gerente de programação do Grande Recife Consórcio de Transportes, Cristiana Guerra. A meta é fazer a ação de orientação com duas duplas de técnicos, uma em cada lado da Avenida Caxangá. Informativos afixados nas paradas, em ambos os lados, explicam as alterações. 
 
Depoimentos
 
"Acho importante que uma obra como essa seja realizada. Mas penso que vai haver muito transtorno. Não sabia que a parada de ônibus ficaria fechada por um tempo” 
 
João Francisco Santana, 39, metalúrgico
 
"As obras serão boas. Fui pega de supresa. Não sabia de nada mesmo. Não achei nenhum informativo na parada de ônibus. Mas o transporte coletivo precisa ser melhorado. Está muito ruim”

Maria Batista, 52, empregada doméstica 
 
"Acho maravilhoso. O acesso será facilitado. Hoje, a iluminação e a segurança ainda estão muito precárias.  Falta policiamento também. Uso essa parada três vezes por semana e sei de todas as dificuldades”
 
Lidiana Batista, 17, estudante
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário