domingo, 30 de novembro de 2014

CCR pode ser autorizada a ter linha própria de

29/11/2014 - Bahia Notícias

O governador Jaques Wagner e o prefeito ACM Neto caminham para um entendimento sobre a tarifa de integração do Metrô de Salvador, mas, segundo a coluna Tempo Presente, do jornal A Tarde, o chefe do Executivo municipal informou que o impasse se dá por um recuo do governo no subsídio ao preço do bilhete.

De acordo com a coluna, Neto afirma que a passagem de ônibus subiria de R$ 2,80 para R$ 3,90, sendo R$ 1,10 custeado pelo Estado, conforme previsto em contrato. O governo, no entanto, só quer pagar R$ 0,55.

O prefeito ainda disse que, como sinal de boa vontade para resolver o problema, técnicos da prefeitura começam a admitir a possibilidade de permitir que a concessionária do metrô, a CCR, tenha sistema de ônibus próprio para alimentar o modal.

"É ruim para o sistema de ônibus, porque vai tirar passageiro. Mas, paciência, é uma alternativa. Resta saber se a concessionária vai querer montar e operar o sistema", disse Neto.

Sobre a linha 2 do metrô, o prefeito afirma que as negociações estão avançadas. Ele se comprometeu, segundo a coluna, com a construção do viaduto que interligará a área servida pelo metrô com o BRT Lapa – Iguatemi.




Enviado por Samsung Mobile

Nenhum comentário:

Postar um comentário