terça-feira, 7 de outubro de 2014

Viadutos do Cocó vão funcionar até o fim deste mês

07/10/2014 - Diário do Nordeste - Fortaleza


Pivôs de inúmeras polêmicas, os viadutos das avenidas Antônio Sales e Engenheiro Santana Júnior, no bairro Cocó, serão entregues à população ainda neste mês, garante o secretário de Infraestrutura de Fortaleza, Samuel Dias. Cerca de 90% da obra estão concluídos, faltando apenas o encabeçamento dos equipamentos, além de intervenções que envolvem urbanização, pavimentação e paisagismo da via.

Inicialmente, o gestor havia ressaltado que os viadutos seriam finalizados em outubro, mas fez ressalvas quanto à data de entrega. O secretário se precavia quanto às obras complementares, como a construção de canteiros e calçadas e a sinalização e iluminação do ambiente. Ontem, porém, Dias assegurou que o aparelho já receberá veículos até o fim deste mês.

"Na verdade, os viadutos já estão prontos. O que está sendo feito agora é o encabeçamento, que é a ligação dos viadutos com a pista. Até o fim do mês, sem dúvida, esta obra vai estar entregue, pronta e funcionando", garante Samuel Dias.

Dentre as obras de pavimentação que serão concluídas, estão a expansão da largura das vias e uma elevação no nível da pista. "Embaixo dos viadutos, tem toda uma parte de urbanização, com canteiros, calçadas e iluminação, paisagismo e pavimentação das vias, que estão mais largas e sofreram uma elevação de 80 cm para evitar inundação e problemas com drenagem", salienta o secretário. Desde o último dia 22, a conversão à esquerda na Rua Francisco Gonçalves, para quem segue na Av. Engenheiro Santana Júnior, sentido Sul-Centro, está proibida.

O desvio, que tinha previsão de ir até o dia 1º, terminará hoje, assegura Samuel Dias. As obras do viaduto completaram um ano no último domingo (5).

Fiscalização

Ontem, a Prefeitura começou a fiscalização eletrônica em caráter educativo em mais uma faixa exclusiva de ônibus na Capital. Os motoristas que trafegarem sob a área exclusiva dos coletivos na Avenida da Universidade, nos próximos 30 dias, receberão um alerta da Autarquia Municipal de Trânsito, Serviços Públicos e de Cidadania (AMC).

Segundo o secretário de infraestrutura, a implantação desses corredores exclusivos já aumentou em 40% a velocidade dos coletivos. "As pessoas ainda estão em fase de adaptação, mas já podemos observar ganhos com a implantação dessas faixas de ônibus. Isso é importantíssimo, porque grande parte da população anda de ônibus", avalia.

Obras deixam trânsito lento na Av. Bezerra de Menezes

Os congestionamentos na Avenida Bezerra de Menezes já fazem parte do dia a dia dos motoristas, principalmente nos horários de pico. A situação ficou ainda mais complicada desde o mês de maio, quando começaram as obras do corredor exclusivo de ônibus Antônio Bezerra/Centro, que ocupam uma faixa, nos dois sentidos, em alguns trechos.

A partir do cruzamento da avenida com a Rua Padre Anchieta, o trânsito vai ficando mais lento e, consequentemente, complicado. O problema acaba se estendendo por vários quarteirões. A fila de ônibus e vans é tão grande que fica quase impossível conseguir contar. Carros e motos se apertam nas outras faixas da via e acabam demorando vários minutos para percorrer poucos metros.

Com o intuito de fugir do engarrafamento, os motoqueiros utilizam o espaço destinado aos ciclistas, já que a obra os impede de usar a ciclovia. Além disso, alguns pedestres também usam aquela área. Assim, quem anda de bicicleta encontra diversos obstáculos pela frente.

Os pedestres são bastante prejudicados com o trânsito intenso, já que sobram poucos espaços para atravessar a avenida, mesmo com o semáforo fechado. Passar de um lado para o outro da Bezerra de Menezes se torna uma tarefa demorada e perigosa.

Todos os dias, o vendedor Francisco Fábio da Silva recebe reclamações de seus clientes devido à situação do trânsito na Avenida Bezerra de Menezes. "Os clientes chegam aqui e a primeira coisa que fazem é reclamar da lentidão e do congestionamento. Até mesmo os ônibus estão demorando mais".

Para Fábio da Silva e seus companheiros, a situação também ficou complicada. Seja de carro, moto ou transporte coletivo, ficou mais difícil chegar e ir embora do trabalho.

A implantação do BRT do corredor exclusivo de ônibus Antônio Bezerra /Centro tem prazo de entrega até o dia 15 de novembro, garantiu o titular da Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seinf), Samuel Dias. A data estipulada pelo órgão marca quase dois meses de atraso em relação ao primeiro prazo, que era ainda em setembro.

Estações

O secretário ressalta que as dez estações ao longo da via estão em andamento e que o próximo passo é finalizar as ilhas de coleta de passageiros. "As estações de aço, que serão colocadas dentro das ilhas que estão sendo construídas, já estão sendo fabricadas, e a expectativa é que, na primeira quinzena de novembro, possamos entregar a via completa e funcionando", projeta o secretário, ressaltando que o primeiro ônibus expresso já se encontra em Fortaleza.

Samuel Dias define, a partir da mudança das faixas exclusivas da direita para a área central, os três grandes beneficiados com a implantação do corredor. "Vai melhorar a vida do condutor de veículo, que vai estar circulando junto aos comércios. Vai melhorar também a vida dos comércios, que vão ter acesso mais fácil aos motoristas. E vai melhorar ainda o transporte coletivo, que deixa de ter a interferência com os carros quando esses vão fazer a conversão à direita", salienta o gestor.

Nenhum comentário:

Postar um comentário