sexta-feira, 18 de julho de 2014

Em Salvador, bilhete único será válido por 3 horas

18/07/2014 - Tribuna da Bahia

Após a finalização do processo de licitação do transporte coletivo em Salvador, a população vai poder contar com a terceira etapa do programa Bilhete Único

O tempo para uso da integração será de 3 horas

Com o novo sistema de transporte, o tempo para utilização do benefício será ampliado de duas para três horas, resultando assim em maior economia e melhor locomoção dos usuários pela cidade.

De acordo com o subsecretário municipal de Urbanismo e Transportes (Semut), Orlando Santos, a medida só será possível após a reformulação geral do sistema de transporte coletivo, previsto na licitação.

"A ampliação do benefício de duas para três horas tem um impacto grande, pois aumenta o número de viagens e reduz a arrecadação. Para evitar essa perda, é necessário que o sistema atual, que é extremamente defasado, seja racionalizado tanto nas linhas, como nos trajetos e tempo de viagem. Essa racionalização é uma das exigências presentes no edital de licitação, que prevê ainda a integração com outros modais, a exemplo do metrô", explica.

Balanço
Os programas Bilhete Único e Domingo é Meia, implantados pela Prefeitura em 2013, totalizaram mais de 25 milhões e 54 milhões de passagens, respectivamente. Os dois projetos, coordenados pela Semut, visam reduzir os custos com transporte dos usuários do sistema e já trouxeram muitas mudanças desde a implantação.

O benefício do Bilhete Único foi implantado em duas etapas. A primeira contemplou quem se desloca de uma das regiões da cidade para outra: Subúrbio, Orla, Itapagipe e Centro. Quem precisava passar de uma região para outra pagava R$2,80 ao pegar dois ônibus no intervalo de duas horas.

Na segunda etapa, em vigor atualmente, os usuários passam a pagar uma única tarifa de R$2,80 ao pegar dois ônibus independentemente da região, dentro de um período de duas horas. A medida vale para quem utiliza o Salvador Card, que corresponde aos cartões para estudantes, trabalhadores que recebem vale-transporte e proprietários do cartão para bilhete avulso.

A terceira etapa, que amplia o intervalo de tempo do benefício de duas para três horas, será implantada após a conclusão da licitação do transporte coletivo, no prazo máximo de um ano. A partir do programa, o número de viagens de integração já passou para três milhões por mês, com tarifa zero na segunda passagem no intervalo de duas horas.

Já o Domingo é Meia, que também aceita pagamento em dinheiro, foi implantado em março de 2013 com expectativa de beneficiar 450 mil usuários do transporte coletivo. Nesse caso, usuários do cartão avulso e aqueles que utilizam dinheiro passaram a pagar, aos domingos, apenas R$1,40 pela passagem. Ou seja, uma economia de 50% em comparação com o valor da tarifa convencional.

Nenhum comentário:

Postar um comentário