sexta-feira, 10 de dezembro de 2010

Bilhete vira cartão de crédito

08/12/2010 - Webtranspo - Marco Garcia

FOTO: LUCIANA LIS

Setut vai ampliar campanha do Vale Transporte
Aproximadamente 50 mil usuários aderiram ao novo cartão

O Setut (Sindicato das Empresas de Transportes Urbanos de Passageiros de Teresina) contou com o pioneirismo para implantar uma tecnologia diferenciada no sistema de transporte coletivo da capital do Piauí. A entidade criou recentemente um cartão que possibilita ao usuário, além do pagamento de passagens, a função de crédito para compras em diferentes estabelecimentos.


A iniciativa é fruto de uma parceria entre o sindicato e administradora de cartões Credishop, contando com a participação ativa da Intelcav, empresa que desenvolveu a tecnologia produzindo os cartões. Atualmente, 50 mil usuários já contam com esse benefício, mas o objetivo é estendê-lo para 300 mil, atingindo a totalidade de vale transporte da cidade.

Para Fábio Prado, diretor geral da entidade, com essa inovadora iniciativa, além de fortalecer a campanha do vale transporte e da bilhetagem eletrônica, o setor público cumpre importante papel que vai além do terreno em que atua.

“Queremos trazer a portabilidade e a junção de tecnologias para o segmento. A ideia é mostrar ao usuário que ao usar o transporte coletivo ele automaticamente será favorecido em outras áreas de seu cotidiano”.

E prossegue: “quando iniciamos esse projeto, tínhamos em mente uma perspectiva muito mais ampla da atuação do vale. Queríamos ampliar os horizontes em que pudéssemos trazer mais satisfação ao cliente permitindo uma visão muito mais positiva sobre o que o transporte pode oferecer para ele”.

Sem custo adicional

O estímulo para a adesão veio a partir da parceria com a administradora de cartões, que livrou o empregador de qualquer custo adicional. “A ampliação do serviço está atrelada à adesão das empresas. Como a tecnologia foi oferecida sem custo algum, ficou mais fácil e rápido o aumento do uso dos cartões”, salientou o executivo.

A emissão dos cartões é requisitada junto ao Setut pelas empresas participantes do sistema de vale transporte. Ao receber, o usuário tem a opção de realizar ou não o desbloqueio da função crédito. Ao optar pelo desbloqueio, o pedido será analisado pelos critérios de risco comum no mercado.

“Aproximadamente 50% das pessoas que receberam os cartões já desbloquearam a função crédito. Além da frota de ônibus da Setut, a rede de aceitação é formada pelas lojas credenciadas que já trabalham com a bandeira CrediShop”, explica o diretor do sindicato.

Segundo ele, a tecnologia não exigiu nenhuma adaptação ao sistema de bilhetagem de Teresina. “Até agora, tudo está correndo dentro do previsto. Estamos ajustando apenas uma condição ou outra, mas de modo geral o projeto está seguindo dentro do esperado”, afirma Prado.

Como a estrutura de cartão de credito já existe na cidade, e administradora cedeu os cartões ao sindicato, o Setut precisou investir R$ 250 mil na gestão interna. “O recurso serviu para remodelar toda a nossa infraestrutura de servidores e engenharia para que pudesse proporcionar o crescimento do nosso banco de dados”.

Tendência

Fernando Castejon, presidente da Intelcav, relata que trata-se de uma demonstração da tendência que está surgindo no mercado de meios eletrônicos de pagamento ao se portar múltiplas aplicações em um mesmo cartão. “Entendemos que este será o caminho trilhado por grande dos emissores tanto do segmento bancário como de outros setores”, frisa Castejon.

Nenhum comentário:

Postar um comentário